Gateway de pagamento: o que é, vantagens e como escolher o ideal para seu negócio!

O gateway de pagamento é uma solução completa para oferecer diversos meios de pagamento online no seu e-commerce.É como ter uma maquininha de cartão virtual integrada à sua loja, permitindo que o cliente escolha se prefere pagar com cartão de crédito, débito em conta, boleto bancário ou outras opções.

Os gateways de pagamento tornaram-se populares nos últimos anos, principalmente entre os donos de e-commerce.

E não é por acaso: as lojas virtuais com essa ferramenta podem receber vários tipos de pagamentos de uma só vez e reduzir o trabalho que o cliente precisa fazer para finalizar uma compra dentro do site.

No quesito segurança, o gateway também se tornou um aspecto crucial para as lojas virtuais.

Com essa ferramenta, os clientes podem inserir dados confidenciais na sua loja virtual sem sofrer com o risco de roubos ou fraudes.

Por outro lado, escolher essa ferramenta não é uma tarefa simples.

À medida que o gateway de pagamento ganhou importância no comércio virtual, o número de provedores de gateway de pagamento cresceu vertiginosamente.

No Brasil, você já deve ter ouvido falar do PayPal, PagSeguro e PicPay, não é?

Essas são apenas algumas das opções de gateway.

Então, como escolher a ideal para o seu negócio?

Neste post, vamos explicar tudo que você precisa saber sobre como funciona o gateway de pagamento e como escolher o modelo ideal para a sua loja.

Confira!

O que é gateway de pagamento?

O gateway de pagamento é o sistema responsável por conectar, de forma rápida e segura, os dados dos clientes com a instituição financeira responsável por confirmar um pagamento (bancos, operadoras de cartão e fintechs, por exemplo).

Você pode pensar nos gateways de pagamento como um intermediário entre sua loja e o pagamento do seu cliente.

É uma solução cada vez mais importante no comércio virtual, pois as transações online continuam a depender de pagamentos com cartão de crédito e outras soluções de pagamento móvel para simplificar os pagamentos.

Como funciona o gateway de pagamento?

Como vimos acima, os gateways de pagamento são o intermediário entre sua loja e o cliente.

Mas como essa ferramenta faz essa intermediação na prática?

Funciona assim: o gateway autoriza o pagamento do cliente e confirma a transação com o banco emissor (o banco que emitiu o cartão de crédito para o cliente).

Confirmada a transação, a ferramenta deposita o dinheiro na conta do comerciante.

O processo acontece de forma tão simples e rápida como parece.

Mas, do ponto de vista técnico, existem algumas etapas até que o pagamento caia na conta do comerciante.

Em primeiro lugar, o gateway se conecta à rede do cartão de débito/crédito (como Visa ou Mastercard) e entra em contato com o banco emissor ou a instituição financeira que forneceu o cartão ao cliente.

Após se conectar à rede e ao banco emissor, o gateway verifica a validade das informações do cartão do cliente e os dados gerais da transação.

Quando o gateway recebe uma resposta do emissor sobre a disponibilidade de fundos e a autenticidade das informações, ele repassa a aceitação ou a rejeição da transação para o comerciante e o cliente. Isso permite que você confirme se a transação foi validada.

Podemos resumir esse processo no seguinte passo a passo:

  • o cliente inicia uma transação inserindo seus dados de pagamento na loja virtual do comerciante ou usando um cartão em uma loja física;
  • o gateway de pagamento passa os dados do cartão de crédito do cliente para o banco (a entidade que processa os pagamentos em nome do comerciante);
  • o gateway de pagamento faz interface com a rede de cartões do cliente (como a Visa ou Mastercard), que encaminha a transação para o banco emissor (o banco que emitiu o cartão de crédito para o cliente);
  • o banco emissor verifica se há o crédito ou a quantia solicitada na conta do cliente para cobrir a compra.
  • Essa etapa também é usada para determinar se a transação é fraudulenta ou não. A partir de então, o banco aprovará ou recusará a transação.

Viu como é simples?

No próximo tópico, entenda mais sobre as vantagens que o gateway de pagamento pode oferecer para sua empresa.

Quais as vantagens de utilizar o gateway de pagamento?

Agora que você já sabe o que é e como funciona o gateway de pagamento, veja como essa ferramenta pode ajudar seu negócio na rotina de transações.

Oferece diversas opções de pagamento aos clientes

Por meio do gateway, é possível oferecer diversos meios de pagamento para os clientes que visitam a sua loja virtual, como cartões de crédito, cartões de débito, boleto, eChecks e carteiras digitais (como Google Pay, Apple Pay etc.).

Ajuda na recuperação de carrinhos abandonados

As melhores opções de gateways de pagamento permitem que o seu cliente tenha como pagar uma compra de várias formas.

A diversidade de meios de pagamento, por si só, ajuda a evitar uma das principais razões para a alta taxa de carrinhos abandonados.

Se um cliente não quiser pagar com o cartão de crédito, ele ficará feliz em ver que a sua loja permite pagar a compra com débito, boleto, carteiras digitais, entre outras opções.

Dessa forma, a sua loja virtual diminui consideravelmente o risco de o cliente abandonar o carrinho no momento do checkout.

Aproveite e entenda tudo sobre a etapa de Checkout no processo de compra online!

Facilita o processo de assinaturas e pagamentos recorrentes

Se os seus clientes são cobrados todos os meses por um serviço de assinatura, você precisa de uma rotina de pagamentos com agilidade e segurança redobradas, porque o pagamento recorrente pede constância nas transações.

Contribui para redução de despesas

Muitas pessoas ainda pensam que o gateway de pagamento só pode ser pago por grandes empresas, mas isso não é verdade.

Embora os gateways incorram em uma quantidade específica de cobranças, o custo de configuração da ferramenta é baixo.

Não importa se você está administrando uma pequena empresa ou apenas começando uma startup, você pode configurar seu gateway de pagamento com um custo mínimo.

Proporciona uma gestão financeira segura e transparente

Qualquer empresa que lida com dados de titulares de cartão precisa estar em conformidade com os principais padrões de segurança de dados.

Usar um gateway de pagamento é a melhor maneira de fazer isso para sua loja virtual.

O gateway criptografa os dados do titular do cartão para que as informações permaneçam seguras e protegidas.

Isso garante que não haja qualquer risco de terceiros terem acesso aos dados do cliente ou do comerciante durante as transações.

Aliado a isso, a ferramenta também oferece aos seus clientes uma experiência de checkout rápida e transparente.

Afinal, os clientes não precisam passar por procedimentos complicados para concluir as transações a qualquer momento.

Quanto custa um gateway de pagamento?

Os custos com o gateway de pagamento dependem do provedor que você escolher.

Além de uma taxa por cada transação, existem outras cobranças que podem estar relacionadas a uma conta de gateway de pagamento.

Por exemplo, é uma prática comum para os provedores de serviços de gateway cobrar, além da porcentagem sobre da transação, uma taxa fixa (ou “mensalidade”).

Diferentes formas de pagamento também influenciam as taxas do gateway.

Para pagamentos no cartão de crédito, há uma porcentagem sobre a transação. Para pagamentos no débito, há uma porcentagem diferente.

Para boleto, outra porcentagem é cobrada.

Outro critério comum é o número de parcelas.

Quanto maior for a quantidade de parcelas, maior é a porcentagem cobrada sobre a transação.

A menor porcentagem cobrada geralmente é sobre pagamentos à vista.

Na maioria das opções disponíveis no mercado hoje em dia, a implementação do gateway de pagamento é gratuita.

Porém, como mencionado acima, os custos totais com essa ferramenta variam de acordo com o próprio provedor.

Isso significa que é importante aprender sobre todos os custos envolvidos antes de implementar um gateway de pagamento.

Qual a diferença entre gateway de pagamento e intermediador de pagamento?

Se você pesquisar sobre sistemas para garantir a segurança de pagamentos, é provável que encontre informações sobre duas opções: gateway e intermediador de pagamento.

O intermediador de pagamento oferece as mesmas funcionalidades de um gateway, porque a sua função é intermediar, de forma rápida e segura, todas as transações entre uma loja virtual e as instituições financeiras.

Para um cliente, a utilização do gateway de pagamento ou intermediador quase não é percebida. Já para o lojista, faz toda a diferença utilizar uma ou outra opção.

Isso acontece porque o intermediador tira do lojista algumas responsabilidades na relação com as operadoras e instituições financeiras, além de oferecer funcionalidades extras de segurança para as transações.

A seguir, pontuamos cada uma das diferenças entre os dois sistemas.

Tela de checkout de pagamento

No gateway de pagamento, o processo de checkout e a finalização do pagamento são feitos dentro da loja virtual, o que agiliza o pagamento e reduz as chances de atrasar a compra.

Já no intermediador de pagamento, o cliente é direcionado para uma tela externa da loja virtual que pertence ao próprio intermediador.

Apesar de garantir mais segurança à transação, essa operação do intermediador de pagamento pode atrasar o processo de checkout, já que o cliente precisará mudar de tela e ficar sujeito ao tempo de carregamento da página.

Responsabilidades com bancos e operadoras

No gateway de pagamento, o lojista tem autonomia para escolher as formas de pagamento disponíveis na sua loja virtual e, assim, as maneiras de intermediação com os bancos e operadoras de cartão dos clientes.

Já no intermediador, a responsabilidade de intermediação com os bancos e operadoras fica por conta do intermediador, o que garante uma autonomia menor para o lojista escolher as formas de pagamento.

Funcionalidades de segurança

Apesar de realizar transações criptografadas, o gateway de pagamento não oferece maiores funcionalidades para evitar fraudes e ataques de cibercriminosos.

Já o intermediador geralmente oferece funcionalidades antifraude e suporte para problemas com o cliente, como cartões clonados, roubados ou o cancelamento de transações.

Como escolher um gateway de pagamento?

O mercado de gateway de pagamentos oferece várias opções para os lojistas virtuais.

Na lista abaixo, veja quais são os principais critérios na hora de fazer essa pesquisa e escolher um gateway de pagamento.

Considere as particularidades do seu negócio

Os provedores de serviços de gateway de pagamento devem oferecer vários recursos, dependendo de suas necessidades do seu negócio.

Por exemplo, se você fornece os seus produtos e serviços em todo o mundo, o gateway de pagamento deve ser uma solução global para aceitar vários cartões de crédito, cartões de débito e moedas diferentes com base nos países em que você atua.

Lembre-se de que os gateways de pagamento também afetam a eficiência da sua loja virtual.

É importante descobrir se o gateway escolhido suporta todos os tipos de pagamentos, gerenciamento inteligente de estornos etc.

Avalie o sistema de segurança do gateway

Quando se trata de escolher um gateway de pagamento, a segurança é uma prioridade.

Você precisa garantir que o gateway criptografe os dados do cliente.

Ao avaliar as opções disponíveis no mercado, priorize gateways certificados pelo Payment Card Industry Data Security Standard (PCI-DSS).

Conte com várias formas de pagamento

Garantir que seu checkout tenha as formas de pagamento preferidas de seus compradores é outro aspecto importante a ser verificado. Certifique-se de vários critérios antes de tomar uma decisão sobre qual opção escolher.

Os seus clientes preferem pagar com cartões de débito ou pagamentos móveis?

Você precisa configurar pagamentos recorrentes para serviços de assinatura? Você precisa de um gateway de pagamento que suporte várias moedas?

Verifique o preço

Os provedores básicos podem permitir que você processe pagamentos online de forma barata, mas, a longo prazo, os custos adicionais podem superar os benefícios da ferramenta.

Se você tiver que investir mais em recursos de conformidade ou segurança, pode valer a pena escolher um gateway de pagamento profissional e completo desde o início.

Garanta que as integrações sejam fáceis

Um gateway de pagamento não funciona sozinho. Ele faz parte de uma infraestrutura, e é sua tarefa descobrir como o gateway escolhido funciona com a plataforma de e-commerce da sua loja virtual.

Se a integração não funcionar bem, o processo de pagamento do cliente apresentará falhas e poderá fazer com que os seus clientes abandonem os carrinhos.

Lembre-se de que a experiência do usuário deve ser impecável no checkout, pois essa é uma etapa crítica no funil de vendas.

Garanta um excelente suporte ao cliente

A maioria das lojas virtuais que dispõem de gateways de pagamento configurados têm centenas ou milhares de clientes passando pelo carrinho de compras todos os meses. Isso significa que um tempo de inatividade pode causar muitos danos a uma loja virtual.

Portanto, se algo der errado, o suporte ao cliente do provedor precisa estar disponível 24 horas por dia, com opções para entrar em contato de várias maneiras diferentes. Isso pode ser incrivelmente útil na fase de implementação do gateway de pagamento.

Vários provedores de gateway de pagamento limitam o suporte a páginas de FAQ e suporte via e-mails. Nessas situações, é comum que os usuários precisem seguir as instruções manuais para corrigir um problema.

Se você se sente mais à vontade para conversar com uma pessoa em vez de enviar e-mails, verifique se o provedor oferece suporte técnico via ligação telefônica para que possa resolver rapidamente quaisquer problemas técnicos.

8 melhores gateways de pagamento do mercado

Aqui está uma lista com os principais gateways de pagamento em serviço no Brasil.

1. Vindi

O gateway de pagamento da Vindi é uma solução completa. Dentre os seus principais destaques, estão a proteção antifraude, a possibilidade de se integrar com mais de 30 plataformas, diversas formas de pagamento e pagamento com apenas um clique.

O principal plano da Vindi, o Scale, cobra R$ 99,00 mensais + 3,19% por transação confirmada no cartão de crédito, além de tarifa de parcelamento de 1,99% por mês.

Você ainda pode optar pelos planos Pro, Premium e Enterprise. No Pro e Premium, é possível negociar preços e taxas exclusivas.

Já no plano Enterprise, você pode montar um pacote 100% personalizado para sua empresa.

Devido à quantidade de recursos, o gateway de pagamento da Vindi é indicado para empresas que estão começando e para aqueles que estão expandindo o mercado.

2. PagSeguro

O PagSeguro é uma empresa brasileira do tipo adquirente multibandeira.

Ele oferece recursos de venda online, maquininhas de cartão e conta digital PagBank.

Como gateway de pagamento, o PagSeguro oferece taxa por venda no cartão de crédito de R$ 0,40 (valor fixo) + 3,99% a 4,99% da venda, de acordo com o prazo de recebimento.

Além disso, o gateway do PagSeguro oferece mais de 25 meios de pagamento, além de solução para envio de produtos e conta digital.

Por outro lado, as tarifas são variáveis.

É preciso falar com o PagSeguro para saber quais são as despesas relacionadas à sua demanda.

3. Pagar.me

Pagar.me é um gateway capaz de atender às necessidades tanto de empresas que estão começando quanto daquelas que estão expandindo o mercado consumidor.

O Pagar.me tem integração direta com as principais plataformas de e-commerce e oferece várias opções de pagamento aos clientes, como cartão de crédito, boleto, Pix e cartão de débito.

Para quem vende parcelado, o Pagar-me oferece parcelamento de até 12 vezes + taxa fixa de R$ 0,99 por transação. Nesse caso, a taxa de saque é de R$ 3,67 por saque, enquanto a taxa de emissão de boleto bancário é de R$ 3,49.

Para quem vende à vista, há uma cobrança de 3,19% + taxa fixa de R$ 0,99 por transação.

O gateway do Pagar.me garante recebimento em 30 dias. Para saber sobre mais valores e prazos, é preciso entrar em contato com o Pagar.me.

O suporte ao cliente é outro aspecto que diferencia o Pagar.me, que promete responder as solicitações em até 1 dia.

4. Mercado Pago

O Mercado Pago é o gateway de pagamento do Mercado Livre, um dos principais marketplaces no mercado brasileiro.

Por meio do Mercado Pago, você pode receber pagamentos via boleto, cartão de crédito e débito, Pix e muitas outras formas de pagamento.

Para receber o pagamento via cartão de crédito, o gateway cobra uma taxa de 4,99% sobre o valor da transação. Ao optar por receber em 14 dias, a taxa cai para 4,39%.

Com o Mercado Pago, você ainda tem a chance de utilizar as máquinas de cartão Point, as plataformas de vendas e a conta digital do Mercado Pago.

O gateway do Mercado Livre também oferece recursos para links de pagamento nas redes sociais, plugins para sites, assinaturas e checkout transparente.

5. PayPal

O PayPal aceita transferências internacionais, e por isso está entre as melhores (e mais populares) opções de gateway de pagamento no mundo.

Para pagamentos em 24h, há uma taxa fixa de R$ 4,79% + R$ 0,60 por transação. Para vendas parceladas em até 12 vezes, é acrescentada uma taxa de 1,92% por parcela.

Para pagamentos em 30 dias, a uma taxa de 3,60% + R$0,60 por transação paga no débito. No caso de compras parceladas no cartão de crédito, há um acréscimo de 1,92% por parcela.

O Paypal permite a integração com as principais plataformas e o checkout aceita diversas bandeiras de cartões de crédito e débito.

6. PicPay Pro

Criado em 2012, o PicPay chegou ao mercado brasileiro com um método de pagamento capaz de descomplicar transferências entre usuários e estabelecimentos.

Além do aplicativo próprio, a plataforma tem um gateway de pagamento para e-commerce e possibilita ao cliente fazer pagamentos via QRCode.

O PicPay Pro, o gateway de pagamento do PicPay, é uma ferramenta nova no mercado, mas já bem aceita por oferecer vantagens interessantes às empresas.

Por exemplo, o PicPay Pro é uma das únicas opções de gateways que oferecem taxas fixas por cada transação.

A ferramenta ainda oferece um período de carência com taxa zero para operações na loja virtual. Dentro do período, o valor adquirido com as vendas é seu.

As taxas fixas do PicPay Pro são:

  • recebimento em 1 dia — taxa de 5,19%;
  • recebimento em 14 dias — taxa de 4,61%;
  • recebimento em 30 dias — taxa de 3,89%.

7. Asaas

O gateway de pagamentos da Asaas oferece várias possibilidades de integração, além de oferecer uma API que permite a utilização da ferramenta em outras plataformas.

As tarifas oferecidas pela Asaas são competitivas comparadas aos preços cobrados no mercado:

  • boleto bancário — R$ 0,99 por transação (até 90 dias);
  • Pix — R$ 0,99 por transação (até 90 dias);
  • depósito / transferência — R$ 0,99 (até 90 dias);
  • cartão de crédito parcelado — R$ 0,49 + 1,99% sobre o valor da venda;
  • cartão de débito — R$ 0,35 + 1,89% sobre o valor da venda.

8. Cielo

O gateway de pagamento da Cielo oferece várias opções de bandeiras de cartão de crédito, recorrência programada, recursos de registro de compradores, proteção antifraude e possibilidade de se integrar com diferentes plataformas de e-commerce.

As tarifas do gateway de pagamento da Cielo são as seguintes:

  • Tarifa para recebimento no boleto — a partir de R$ 0,35;
  • Tarifa à vista no crédito — 4,99%;
  • Tarifa à vista no débito — 2,39%;
  • Tarifa parcelada no crédito — 5,59% + 2,99% por parcela.

Essa opção de gateway conta com diversas vantagens, como flexibilidade na captura de transações, segurança e taxas competitivas. Contudo, essa opção é indicada para empresas que já possuem um site em funcionamento.

O gateway de pagamento é uma parte crucial das operações de uma loja virtual. Quando bem integrada ao seu site, essa ferramenta agiliza sua rotina de pagamentos e ajuda a oferecer uma excelente experiência de compra aos clientes.

Quer mais dicas sobre como melhorar a rotina de pagamentos da sua loja virtual? Aproveite para baixar nosso e-book com 17 estratégias que vão turbinar suas vendas!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário