Frete na Black Friday: como oferecer o melhor valor sem prejudicar sua loja?

Veja algumas estratégias de frete para a Black Friday: você pode oferecer frete grátis com valor mínimo, negociar um desconto com a transportadora e ser pontual na entrega através de uma boa logística reversa. É importante também ter uma política de frete clara, boa reputação em marketplaces e sempre enviar o código de rastreio.

A Black Friday é um período especial e bastante aguardado pelos consumidores. Para quem tem um e-commerce ou possui uma loja física é a oportunidade do ano para faturar mais.

Quem vende online: tem loja virtual ou vende nos marketplaces,  precisa se planejar para oferecer uma opção de frete competitiva e, assim, aproveitar melhor a oportunidade de venda.

O frete baixo ou grátis certamente é um diferencial relevante para o consumidor.

Fretes altos podem ser o principal motivo para o abandono de carrinho.

Afinal, não faz sentido pagar um valor de frete muito alto, às vezes mais alto que o próprio item que está sendo comprado.

Neste artigo, vamos falar sobre esse assunto.

Além de saber um pouco mais sobre a Black Friday, você vai conferir algumas dicas para oferecer o melhor frete na Black Friday.

Leia o post até o final e acompanhe nossas sugestões!

Evento Black Friday

Black Friday: surgimento e previsões para 2022

A Black Friday surgiu nos Estados Unidos durante uma crise financeira.

No Brasil, essa data especial chegou no ano de 2010. E, desde então, tem sido um sucesso.

Os consumidores compram bastante, e um dos principais beneficiados é justamente o e-commerce.

Desde que a pandemia de Covid-19 começou em 2020, as cadeias de abastecimento sofreram forte pressão no mundo inteiro.

Durante o isolamento social, o varejo eletrônico alcançou quantidade de vendas sem precedentes.

Mesmo depois que as lojas físicas voltaram a abrir, os consumidores permaneceram com o hábito de comprar em lojas virtuais.

Além disso, desejam uma experiência de compra online igual ou superior à experiência que tinham na loja física.

Em 2022, a Black Friday vai acontecer no dia 25 de novembro.

Um diferencial em 2022 é a Copa do Mundo, que não vai gerar transtornos para a BF de acordo com o relatório Black Friday & Impacto Copa, feito pelo Google.

Na pesquisa UOL/Mindminers, 62% das pessoas acham que comprarão na Black Friday exatamente por causa da Copa do Mundo.

Estima-se que os consumidores permanecerão por um período maior usando os celulares.

Consequentemente, as compras online tendem a aumentar, mas sem detrimento das compras em lojas físicas.

Conforme pesquisa da Globo/Behup, 40% dos consumidores desistem de comprar quando os descontos da Black Friday são baixos e 39% se sentem desmotivados quando os fretes são altos.

Por isso, agora vamos falar sobre o frete na Black Friday.

Frete na Black Friday: 7 dicas para oferecer ao cliente

Vejamos agora algumas dicas que vão ajudar a ofertar o melhor frete na Black Friday: frete grátis com valor mínimo, política de frete clara, boa reputação em marketplaces, código de rastreio para o cliente, entregas pontuais, logística reversa eficiente e negociação de descontos com a transportadora.

Vamos falar sobre cada uma delas:

1. Ofereça frete grátis com valor mínimo

O frete grátis não é uma obrigação.

Não adianta oferecê-lo para ter prejuízos.

Você só deve oferecer fretes gratuitos se eles não afetarem significativamente sua margem de lucro.

Existem algumas opções, como:

  • fretes grátis para compras a partir de um valor mínimo (por exemplo: a partir de R$ 50,00, o cliente tem direito a frete grátis);
  • envios grátis para determinadas regiões;
  • envios grátis para itens que oferecem uma maior margem de lucro;

A Shopee usa uma estratégia interessante, que pode ser adotada por lojas virtuais ou ajustadas ao perfil delas.

O marketplace oferece fretes grátis a partir de R$ 29,00 e de um valor máximo de frete: R$ 20,00. Fretes acima desse valor têm desconto de R$ 20,00, ou seja, existe um desconto permanente.

Essa estratégia vem fazendo sucesso, e muitas lojas virtuais estão se beneficiando dela.

Veja alguns exemplos:

  • o produto custa R$ 35,00, o frete é R$ 15,00: o consumidor só paga o produto;
  • o produto custa R$ 40,00, o frete é R$ 20,00: o consumidor só paga o produto;
  • o produto custa R$ 33,00, o frete é 25,00: o consumidor paga o produto e R$ 5,00 de frete (20 – 5);
  • o produto custa R$ 100,00, o frete é R$ 50,00: o consumidor paga o produto e R$ 30,00 de frete (50 – 20);
  • o produto custa R$ 20,00, o frete é R$ 30,00: não há nenhum desconto;
  • o produto custa R$ 15,00, o frete é R$ 15,00: também não há desconto, já que não foi alcançado o preço mínimo de compra (não importa o valor do frete).

Diante da possibilidade de obter frete grátis, o consumidor pode se sentir motivado a comprar mais itens, desde que a loja ofereça um portfólio com mercadorias que atendam às necessidades dele.

Seja como for, a loja pode desenvolver sua própria estratégia de frete grátis, de modo que seja vantajosa para o público e não cause prejuízos aos lucros da empresa.

2. Tenha uma política de frete clara

A loja deve apresentar, de forma clara, taxas, formas de entrega e prazos de envio para o cliente.

Disponibilize meios de consultar as informações na página do item.

Assim, antes de concretizar o negócio, o cliente vai ler essas informações e ficará mais satisfeito.

Alguns consumidores, quando não conseguem acessar dados relevantes de forma rápida, já desistem da compra e da loja e vão para outro e-commerce.

3. Tenha uma ótima reputação nos marketplaces

Os marketplaces, como Mercado Livre, Shopee e outros, são espaços que podem ajudar bastante o comércio eletrônico durante a Black Friday.

Eles podem oferecer fretes grátis ou mais baixos para o cliente, e sua loja pode se beneficiar dessa campanha.

Mas é preciso que o público que acessa esses canais de vendas conheça seu negócio.

As boas empresas recebem elogios e comentários positivos.

E os clientes costumam se basear nessas informações e na pontuação do vendedor antes de comprar.

Enfim, gozar de boa reputação nos marketplaces vai aumentar suas chances de vender mais e aproveitar os programas de frete na Black Friday.

4. Envie o código de rastreio para o cliente

Para maior segurança da loja e comodidade do cliente, vale a pena enviar o código de rastreio dos produtos enviados. Esse código pode ir diretamente para o e-mail do comprador.

Para isso, basta fazer a configuração dos e-mails com um recurso de e-mail marketing, fornecendo ainda o acompanhamento dos pedidos e as mudanças de status.

Além de satisfazer o cliente, a empresa reduz o trabalho de atendimento durante a Black Friday, um período para o qual sempre se espera muita movimentação.

5. Evite atraso nas entregas

Outra dica de frete na Black Friday é evitar atrasos nas entregas.

Há os clientes que querem que as compras cheguem o mais rápido possível.

Outros estão dispostos a pagar valores menores de frete e esperar mais tempo pela entrega.

Em qualquer caso, a empresa deve estimar o prazo de entrega com a melhor precisão possível.

Assim, é possível evitar atrasos que podem deixar o consumidor frustrado com a loja virtual.

O gestor não deve estimar prazos curtos somente para induzir o cliente a fazer a compra. É um risco desnecessário que pode custar caro.

Entregas atrasadas podem gerar graves reclamações, inclusive nas redes sociais e em sites específicos, como o Reclame Aqui.

Você pode verificar os métodos de entrega que cobrem as áreas para as quais sua loja vende, deixando que o cliente selecione a forma que mais lhe convier, considerando, não apenas o valor do frete, mas o prazo de entrega. Correios, transportadora e retirada na loja (caso exista loja física) são algumas opções.

6. Facilite a logística reversa da sua loja

A logística reversa está relacionada ao processo de devolução e troca de produtos.

É importante desenvolver uma política sólida, que gere confiança no cliente.

Ela precisa ficar acessível ao público, fácil de ser encontrada na página da loja (geralmente, na parte superior ou ao final da página).

O Código de Defesa do Consumidor garante ao cliente o direito de arrependimento da compra.

Ele tem até sete dias depois que recebe o produto para solicitar a devolução e ser ressarcido pela empresa.

No caso de itens com avarias ou outros defeitos, o prazo para troca varia:

  • 30 dias para produtos não duráveis, como alimentos;
  • 90 dias para produtos duráveis, como roupas e calçados.

7. Negocie descontos com a sua transportadora

Diante do aumento de volume de vendas na Black Friday, você pode negociar com a transportadora.

Considere a possibilidade de obter descontos nos fretes.

A transportadora pode disponibilizar uma tabela de valores com descontos que sejam atrativos para sua loja virtual e para seus clientes.

Para facilitar a negociação, é importante fazer parcerias com as transportadoras antes do período da Black Friday.

Dica bônus: conceito e cálculo da margem de lucro

Para encerrar nosso post, vamos falar um pouco sobre margem de lucro.

Vamos explicar o que significa e como fazer o cálculo desse importante indicador financeiro.

Margem de lucro bruto é um indicador que serve para analisar a saúde financeira de uma loja.

Ele é apresentado em porcentagem sobre o preço de um produto, representando o lucro que o negócio tem quando vende esse item.

Ele é obtido a partir da relação entre o faturamento e o lucro bruto. E o lucro bruto é a diferença entre o faturamento oriundo das vendas de produtos e serviços e os custos da empresa.

Também existe a margem de lucro líquida. Essa margem é obtida depois que são descontados todos os custos da empresa, incluindo impostos, telefones, despesas com administração e outros. O lucro líquido é o lucro final, o lucro definitivo que a empresa tem com suas vendas.

Para calcular a margem de lucro bruto em determinado período, é necessário somar a receita e retirar todos os gastos feitos para efetivar os seus serviços. Com essa informação, é possível identificar a situação em que o negócio se encontra. Existe uma fórmula básica para calcular a margem de lucro bruto: margem de lucro bruto = (lucro bruto / faturamento) x 100

Vamos dar um exemplo para melhor entendimento do cálculo. Uma empresa faturou R$ 25 mil no mês de agosto e gastou R$ 12 mil nesse período. Temos, assim, os seguintes dados:

  • faturamento = R$ 25.000,00;
  • custos = R$ 12.000,00.

Para usar a fórmula, precisamos identificar o lucro bruto.

Então, subtraímos os gastos da receita, como já falamos: 25.000 – 12.000 = 13.000. Agora, podemos aplicar a fórmula:

  • margem de lucro bruto = (lucro bruto / faturamento) x 100;
  • margem de lucro bruto = (13.000 / 25.000) x 100;
  • margem de lucro bruto = 0,52 x 100;
  • margem de lucro bruto: 52%.

Para calcular a margem de lucro líquido, a fórmula é: margem de lucro líquido = (lucro líquido / receita líquida) x 100.

Então precisamos saber o valor do lucro líquido e da receita líquida.

A receita líquida é obtida quando descontamos o que, em linguagem contábil, recebe o nome de “deduções”: tributos que incidem sobre as vendas, como a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), o Programa de Integração Social (PIS), o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); cancelamentos, descontos.

Para calcular o lucro líquido, devemos subtrair o custo total do faturamento.

Vamos considerar o mesmo exemplo acima para calcular a margem de lucro líquido.

O faturamento foi de R$ 25 mil em agosto. Os custos sobre os serviços alcançaram o valor de R$ 12 mil. E as deduções corresponderam a:

  • tributos: R$ 1.000,00;
  • devoluções: R$ 500,00;
  • descontos: R$ 700.

O total de deduções foi, portanto, de: 1.000 + 500 + 700 = R$ 2.200,00.

Para saber os custos totais, somamos esse valor ao valor dos custos sobre os serviços:

  • custos totais = custos sobre os serviços + deduções;
  • custos totais = 12.000 + 2.200;
  • custos totais = R$ 14.200,00.

Agora que já temos os custos totais, podemos subtraí-lo da receita bruta (faturamento) para identificar o lucro líquido:

  • lucro líquido = faturamento – custos totais;
  • lucro líquido = 25.000 – 14.200;
  • lucro líquido = R$ 10.800,00.

A receita líquida, como vimos, é obtida quando fazemos a subtração da receita bruta pelas deduções: 25.000 – 2.200 = 22.800.

Finalmente, podemos usar a fórmula de margem de lucro líquido:

  • margem de lucro líquido = (lucro líquido / receita líquida) x 100;
  • margem de lucro líquido = (10.800 / 22.800) x 100;
  • margem de lucro líquido = 0, 47368 ou, por aproximação, 0,47 x 100;
  • margem de lucro líquido = 47%.

Enfim, em nosso texto, demos algumas dicas para você aproveitar o frete na Black Friday como um aliado.

É fundamental conhecer a margem de lucro para que ela não seja prejudicada com suas estratégias, como o frete grátis.

Gostou das sugestões?

Frete é um ponto muito relevante para o comércio eletrônico.

Vamos continuar falando sobre ele. Veja quais são os tipos de frete e escolha o que for mais adequado para sua loja virtual!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário