Franquia virtual: o que é e quais são as vantagens?

Mesmo com a crise econômica, o mercado de franquias não para de crescer. Em 2016, o aumento de receita em relação a 2015 foi de 8,3%, com um faturamento estimado em mais de 150 bilhões de reais! O sucesso desse modelo de negócio mesmo em tempos conturbados pode ser atribuído a vários fatores, que vão desde o aumento da diversidade das redes à possibilidade cada vez mais popular de investir em uma franquia virtual.

É isso: franquias baseadas na internet vêm se tornando excelentes soluções. E isso vale até mesmo para quem já tem uma empresa física estabelecida, viu? Neste post, vamos mostrar por que apostar nesse modelo é tão vantajoso e como ele pode ajudar o negócio atual. Ficou interessado? Então continue lendo!

Entenda a franquia virtual

A franquia virtual funciona de maneira similar às franquias tradicionais: o franqueado obtém a licença de uso da marca de uma rede franqueadora e recebe o devido apoio em know-how, divulgação e marketing, além de consultoria sobre gestão empresarial.

Em troca, o franqueado se compromete a seguir todas as regras e práticas originais, além de concordar em pagar uma porcentagem de royalties sobre sua venda bruta. Contando com o apoio e a imagem de uma rede já consolidada, o empreendedor não precisa iniciar uma empresa do zero!

O grande diferencial da franquia virtual está justamente no meio necessário para que ela exista: sai a loja física e qualquer outra estrutura similar para dar lugar à internet. E as possibilidades não se restringem aos já conhecidos e-commerces! Também é possível ser um franqueado de agências de viagem, institutos de educação ou sites de compras coletivas.

Conheça suas maiores vantagens

Entendido o básico do funcionamento das franquias virtuais, vamos a suas maiores vantagens? Acompanhe!

Investimento inicial baixo

Empreender pelo sistema de franchise tradicional já costuma ser mais barato que começar um negócio do zero. Afinal, não é preciso criar uma marca, fazer uma grande pesquisa de mercado ou sequer gastar com a divulgação inicial da empresa. Contudo, ainda é necessário investir no aluguel de um espaço para a instalação da loja, providenciar os devidos alvarás de funcionamento, comprar os equipamentos indicados pela franqueadora e contratar funcionários.

Com uma franquia virtual, no entanto, o investimento inicial é aliviado justamente por não exigir todas essas despesas. Nesse caso, o franqueado só precisa adquirir os equipamentos para tocar o negócio, dispensando até mesmo o investimento para desenvolver e programar sites, uma vez que, em geral, o sistema de vendas da franquia já é disponibilizado pelo franqueador.

Negócio já consolidado

Entenda: empreender requer ousadia. Afinal, é preciso lidar com os riscos de o negócio não prosperar tão rapidamente como o esperado e de enfrentar dificuldades para conseguir a aceitação dos consumidores, por exemplo. Com uma franquia virtual, no entanto, essas ameaças são drasticamente diminuídas.

Lembre-se de que, nesse cenário, o franqueado explora um modelo de negócio que já foi testado, usando uma marca que já é de conhecimento do público. Além disso, a franqueadora ainda disponibiliza seu know-how, fazendo com que a curva de aprendizagem do empreendedor seja muito mais acentuada. Assim fica fácil tocar um negócio mais lucrativo com rapidez e segurança!

Retorno mais rápido

Uma das maiores preocupações de quem decide apostar em franquias diz respeito ao tempo estimado para obter retorno sobre o investimento feito. A pergunta que sempre surge é: quantos meses serão necessários para que os gastos iniciais sejam quitados pelo próprio lucro da unidade de franquia? A verdade é que esse fator varia de rede para rede, podendo ir de poucos meses até a alguns anos.

Mas já podemos adiantar: justamente por exigirem investimentos iniciais menores, o retorno das franquias virtuais tende a aparecer bem mais rápido. Assim, os ganhos do negócio logo deixam de ser usados para pagar sua criação, passando a fazer parte das receitas disponíveis para fazer novos investimentos ou para implementar a lucratividade!

Autonomia garantida

É claro que, como o franqueado está ligado a uma marca maior, precisa seguir algumas regras. Isso é importante para não alterar a imagem de toda a rede, ao mesmo tempo em que assegura solidez e confiabilidade para todos os franqueados. Mas vale lembrar: o franqueado também é dono do negócio. Por isso, tem sim autonomia para tomar determinadas decisões — sejam elas operacionais ou estratégicas.

E a boa notícia é que, no caso das franquias virtuais, essa autonomia é ainda maior! Nesse caso, o empreendedor pode escolher onde vai trabalhar e quais serão seus horários de expediente. Para quem já tem outra ocupação ou já investe em uma outra empresa, essa opção é excelente, já que garante flexibilidade para tocar as atividades como for melhor.

Suporte a empresas já criadas

Um ponto bem interessante das franquias virtuais é que elas podem funcionar como porta de entrada para lojistas tradicionais se lançarem no mundo do e-commerce. Existem, por exemplo, opções para criar uma loja virtual de forma simples e rápida, mas nem por isso menos funcional, trazendo resultados sólidos.

As vantagens desse tipo de modelo também são consideráveis: o lojista tradicional tem o apoio de uma empresa especializada no mercado digital, consegue adaptar os recursos do site às necessidades específicas do negócio, além de ainda conseguir integrar seu e-commerce a grandes marketplaces — sites que reúnem várias lojas em uma só plataforma, que possuem grande visibilidade junto aos consumidores.

Tome alguns cuidados

Na prática, mesmo com tantas vantagens, ainda é preciso tomar algumas precauções para ser um franqueado virtual de sucesso. Antes de mais nada, é preciso pesquisar sobre a reputação e a confiabilidade da rede. Com isso, você evita ter que lidar com surpresas desagradáveis no futuro.

Também faça uma pesquisa sobre os modelos de negócio disponíveis e os nichos de mercado mais promissores do momento. Afinal, hoje em dia já existem franquias virtuais oferecendo os mais diversos serviços e produtos, que vão desde roupas, passando pela entrega de alimentos até chegar ao ensino de línguas a distância. O segredo está em escolher aquela que realmente se encaixa no seu perfil empreendedor.

Também é importante que o franqueado tenha disciplina e organização. Isso porque a autonomia de ser dono do próprio negócio pode se revelar uma faca de 2 gumes. Pense bem: sem horários fixos ou chefes a quem obedecer, fica mais fácil se perder no tempo destinado à gestão da franquia virtual e a suas demais atividades.

Por fim, não se esqueça de entender quais são suas obrigações como franqueado, que vão desde a exigência do uso de equipamentos ou processos padrões até o pagamento de royalties para a rede franqueada.

Agora que você já conhece o básico do que a franquia virtual pode oferecer, que tal apresentar essa possibilidade para seus amigos? Compartilhe este post em suas redes sociais!

Franquia virtual: o que é e quais são as vantagens?
Avalie esse artigo!

Curtiu? Compartilhe!

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked

1 Comment on Franquia virtual: o que é e quais são as vantagens?

Jackson disse : Guest Report 11 months atrás

Faltou relacionar as empresas franqueadoras virtuais.