Faturamento do e-commerce bate recorde e cresce 48,4% em 2021

Mesmo com a diminuição das medidas restritivas após o avanço da vacinação contra COVID-19, o setor de e-commerce continuou faturando. Confira os dados atualizados!

O brasileiro realmente se adaptou às compras online e não há dúvidas disso.

Um levantamento realizado pela Neotrust em parceria com camara-e.net afirma que o resultado do setor de e-commerce em 2021, não poderia ser mais positivo.

Faturamento do e-commerce cresce 48,41%

Em 2020 o setor de vendas online cresceu cerca de 35,36%. Já em 2021 houve um salto para 48,41% , resultando portanto, em um faturamento bem expressivo.

Novo hábito de consumo do brasileiro

Gastão Mattos, responsável pela divisão de varejo online da camara-e.net, observa o fato do consumidor estar migrando suas compras, cada vez mais, para o ambiente online.

 Ele enfatiza também, o surgimento de um novo hábito de consumo no Brasil.

“O forte crescimento das vendas online em 2021 revela um novo hábito de consumo do brasileiro, com a sua migração de compras para a internet”, observa.

“No ano passado, não tivemos períodos críticos de confinamento e quarentena como em 2020, por exemplo, e mesmo assim, os consumidores adotaram em maior proporção as compras remotas”, finaliza Mattos.

Confira também: Guia sobre hábitos de consumo femininos no Brasil – Panorama do perfil de consumo da mulher brasileira!

Segmentos mais comprados via internet

Em novembro de 2021, os produtos mais comprados no e-commerce brasileiro segundo dados mensais do IBGE foram:

  • Materiais para escritório, informática e comunicação (43,4%); 
  • Móveis e eletrodomésticos (28%); 
  • Tecidos, peças de vestuário e calçados (10,2%).
  • Artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria e cosméticos (6,9%);
  • Artigos de uso pessoal e doméstico (5,6%);
  • Itens de Hipermercados e supermercados, como alimentos, bebidas e fumo (3,8%); 
  •  Por último, itens de papelaria  juntamente com livros, jornais e revistas (2,1%).

Em resumo, 2022 está apenas começando e as vendas online só tendem a crescer visto que os consumidores afirmam que irão continuar usando essa facilidade no seu dia a dia.


Confira mais informações em: Mercado & Consumo.

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário