Disputa pela compra da Netshoes continua com nova proposta da Magazine Luiza e Centauro
Quando oferecer frete grátis no e-commerce

Não seja um vendedor chato: evite pop-ups e outros anúncios

Publicado em: • Última Atualização:

Com certeza, você já deve ter entrado em alguma loja física, onde o vendedor tentou de todas as maneiras te vender algo, fazendo de tudo para que você levasse aquela roupa ou produto, mesmo que naquele momento você estivesse apenas pesquisando preços e, óbvio, você não comprou nada.

É uma situação bastante incômoda, não é mesmo?

Essa atitude de venda forçada, ou melhor, tentativa de venda, que representa o tão conhecido “vendedor pitbull”, acontece diariamente em diversas lojas físicas e, infelizmente, com o crescimento do comércio eletrônico vem se fazendo presente também em lojas online, através de uma série de ferramentas digitais.

Ao navegar em busca de um produto na internet, percebemos ações de Google Ads com links patrocinados e ao encontrar a loja que oferta o produto, recebemos pop-ups na entrada do site e pop-up de intenção de saída (quando na maioria das vezes não temos a intenção de deixar o site); vídeos que se iniciam automaticamente; chat bots constantes e ainda após nos cadastrarmos na newsletter passamos a receber uma série de e-mail marketing que na maioria das vezes acabamos não abrindo, além de inúmeras ações de Google Ads que passam a exibir banners referentes a loja visitada durante alguns longos dias.

Para piorar a situação, este acumulado de práticas ocorre tanto em uma navegação desktop, quanto no mobile, o que acaba comprometendo a experiência do usuário.

Ou seja, o vendedor chato da loja física, chegou até a loja online também. Então, tome cuidado para que a sua loja não seja um incômodo para os visitantes.

Segundo estudo realizado pelo Nielsen Norman Group, alguns anúncios exibidos em desktop possuem um alto nível de repudio, confira o ranking:

Acima, notamos que os 5 principais anúncios apontados como piores são: modal (pop-up), vídeos que iniciam sozinhos (com a opção de pular), anúncios dentro do conteúdo que causam reorganização do mesmo, atrapalhando a leitura, links enganosos que levam o visitante para páginas não desejadas e banners persistentes localizados no topo das páginas.

Como comentamos anteriormente, estas ações com o intuito de conquistar a atenção do cliente, não permanecem apenas no desktop. Veja abaixo os tipos de anúncios que mais causam antipatia aos usuários durante a navegação, agora na versão mobile:

Neste gráfico notamos grande semelhança ao resultado apresentado no desktop, destacando-se os 5 primeiros: modal (pop up), anúncios dentro do conteúdo que causam reorganização do mesmo atrapalhando a leitura, prévia de vídeos sem a opção de “pular”, links enganosos e banners persistentes exibidos no topo.

Por se tratar de um aparelho com dimensão de tela relativamente pequena e com inúmeras funcionalidades no dia a dia das pessoas, a maioria dos anúncios tendem a ser vistos de forma mais negativa quando presentes no mobile do que em desktop.

A principal razão pode ser o tamanho parcialmente maior que os anúncios exibem nas pequenas telas dos dispositivos móveis. Além disso, quando se trata de mobile, os usuários estão mais inclinados a receber e consequentemente se distrair com estímulos de outras ferramentas.

Pensando nisso e comparando as informações presentes nos gráficos, se torna evidente que um anúncio irritante apresentado no desktop se tornará intolerável no celular.

Ainda seguindo os estudos da Nielsen, é possível notarmos algumas características em comum referentes a navegação, que caem no desgosto dos usuários, como: pop-ups, tempo de carregamento lento, informações irrelevantes que cobrem o que o usuário está tentando ver, ações que movem o conteúdo, banners que ocupam a maior parte da página e reprodução automática de som e vídeo.

O que fazer então para atrair a atenção dos seus clientes, sem ser mais um vendedor chato?

Bem sabemos que investir em marketing digital é essencial para o crescimento do negócio, mas antes de você colocar o seu dinheiro em diversas ações e ferramentas de marketing, é primordial estudar estrategicamente quais poderão lhe dar o melhor retorno, sabendo identificar o que agrada e o que irrita o seu público-alvo.

Segundo pesquisa da Web Estratégia, a dificuldade central encontrada nas mais de 50% das empresas no Brasil é justamente conseguir reconhecer quais são as mais adequadas estratégias de divulgação para os negócios na internet.

Se você deseja realizar determinados tipos de anúncios e ações de marketing digital, pense primeiramente na experiência do usuário, ou seja, como os anúncios serão exibidos aos visitantes da sua loja online, para que o objetivo de cada ação seja conquistado e ao final não ocorram efeitos colaterais, que poderão ser irreversíveis na hora de conquistar novos clientes ou fechar uma venda.

Há ferramentas, como por exemplo o Hotjar, onde com ela você pode realizar analises precisas dos locais mais acessados da sua loja, assim como: onde os visitantes costumam clicar, passar o mouse, rolar a página entre outras ações de navegação. Essas informações poderão lhe ajudar a mapear e entender pontos fortes e fracos do seu site.

Ao concluir os resultados das análises de navegação, deve-se entender que qualquer anúncio que seja apresentado deve idealmente estar alinhado com o público-alvo do seu site. Outra dica útil é evitar a exibição de anúncios que vão contra o que você considera ser os valores centrais do seu negócio. Como por exemplo, respeito ao cliente, transparência e facilidades de compra.

Desperte através dos anúncios a curiosidade do visitante, mas sem ser intrusivo. Entenda o que querem os usuários ao visitarem a sua loja. Lembre-se que não existe uma fórmula mágica para se criar um anúncio online genial, assim como não existe uma fórmula para o site perfeito.

É essencial realizar e trabalhar em cima dos resultados de pesquisa e no design interativo para criar ações com que farão os usuários se conectar emocionalmente com seu produto. Se você pensa em inserir um banner pop-up (modal) em sua loja, é aconselhável estabelecer algumas condutas de práticas recomendadas. Uma Pesquisa da Usability Geek revelou que os usuários estavam dispostos a aceitar um pop-up se:

  • Estimulasse a confirmar uma ação ou decisão em um momento crucial da navegação;
  • Apresentasse comentários ou conselhos úteis;
  • Fosse focado em conteúdo único e relevante.

Seguramente, os seus visitantes não irão se apaixonar por seus pop-ups, mesmo que estejam impecáveis. Porém, ao menos poderão não abandonar a sua loja.

Outra regra básica, é acompanhar seus pop-ups com cookies para que eles não sejam exibidos para os mesmos usuários repetidamente. Claro, esta regra se torna válida, quando o mesmo usuário acessar o seu site com o mesmo navegador, utilizando o mesmo dispositivo.

Busque também informar e oferecer conteúdos valiosos, que incentivem o visitante a navegar pela sua loja e esqueça a busca incessante apenas pela “conversão dos dados do contato”.

Contudo, o mais importante é que, toda vez que você pensar em utilizar uma pop-up ou anúncios em geral, lembre-se de questionar a si mesmo “essa interrupção realmente é importante para os meus visitantes?”

Com certeza a sua resposta será mais negativa do que positiva e lhe ajudará a entender melhor a experiência de navegação do seu provável futuro cliente. Seus clientes vão lhe agradecer.

No entanto, caso você deseje utilizar de fato os anúncios, fazendo com que os mesmos contribuam positivamente, priorizando necessidades, em vez de focar apenas na “conversão da loja”, será necessário estudar estrategicamente o uso de pop-ups e, como sempre, o foco na usabilidade, desta maneira você conquistará a confiança dos usuários e, por fim, sua fidelidade.

Gostou do conteúdo? Então confira outros artigos sobre otimização em lojas virtuais!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Não seja um vendedor chato: evite pop-ups e outros anúncios
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *