O que é uma loja virtual opencode e quais são suas vantagens?
Lista de desejos no e-commerce: entenda como usá-la para aumentar as vendas

Confira 8 erros comuns na página de produto de e-commerce e saiba como evitá-los

Publicado em: • Última Atualização:

Talvez você já tenha ouvido falar nisto: vender pela internet é imprescindível para quem deseja obter sucesso na empresa. Contudo, será que basta apenas ter presença, sem se importar com estratégias e boas práticas? Certamente não! Muitos comerciantes não se atentam a isso e acabam cometendo erros que podem ser ajustados. A página de produto é, geralmente, uma das principais afetadas.

Tenha em mente que, com a concorrência acirrada, qualquer derrapada nas suas táticas de atração e conversão pode fazer com que você perca várias oportunidades de vendas. Com isso, seu negócio não prospera, enquanto o concorrente vai de vento em popa.

Para evitar chegar a essa situação, você precisa saber o que não fazer na página de produto do seu e-commerce. É só seguir na leitura!

1. Esquecer-se das imagens

Na visão do cliente, comprar pela internet apresenta muitas vantagens. Ele pode escolher os produtos, comparar e avaliar com calma. Também pode fazer isso sem precisar sair de casa e a qualquer hora do dia.

Imagina a situação: tarde da noite, em um momento de insônia, determinado consumidor se lembra de que não comprou o presente de aniversário da namorada. Para resolver rapidamente o problema, ele busca um termo no Google, acessa a loja virtual e, em segundos, realiza a compra. Grande comodidade (e a salvação) para ele, concorda?

Contudo, fazer aquisições online também tem certas desvantagens. Uma delas é não poder experimentar o produto ou tocar nele. Por mais desesperado que nosso consumidor esteja para comprar, ele não chegará a fazer isso se sentir grande insegurança. Sendo assim, tenha ótimas imagens, de vários ângulos e que revelem a cor real do item.

2. Copiar outras descrições de produtos

Por mais que você venda produtos idênticos aos de seus concorrentes, jamais coloque alguma descrição já existente. Isso caracteriza plágio no site e fará com que ele seja prejudicado, perdendo posições nas buscas ou até ficando ausente delas.

Assim, nossa dica é sempre elaborar descrições originais e que indiquem todas as particularidades do produto. Também coloque palavras-chave adequadas, para que sejam encontrados facilmente.

3. Fazer uma descrição pouco atrativa

Além de não poder copiar, é importante que a descrição seja atrativa. O que isso quer dizer? Evite aqueles textos que só falam sobre a parte técnica do produto. Por exemplo, se a loja vende artigos de malhação, não coloque apenas as dimensões, os pesos e as cores. Diga para quem servirá, no que será útil e como melhorará a vida do consumidor. Comente as possíveis vantagens que a pessoa terá ao comprar e como ela se sentirá após o uso. Isso provoca o desejo de compra e é considerado uma prática de copywriting.

4. Não organizar o menu

Menu desorganizado dificulta ao visitante encontrar o que deseja. Assim, ainda que você tenha investido em práticas de atração e conseguido ganhar views, nada adiantará se a pessoa sair do site sem, ao menos, visualizar alguns produtos, a ponto de se tornar um lead.

Categorize os produtos de forma ordenada, prezando por uma boa experiência na navegação. Por exemplo, se você vende roupas femininas e masculinas, é interessante que estejam separadas seguindo:

  • gênero;
  • peças (por exemplos, calças, shorts, saias, camisetas, regatas, blusas);
  • tamanhos;
  • cores.

5. Deixar escondido o botão “comprar”

Às vezes, o visitante analisa o produto, faz suas considerações e decide que o item pode lhe ser útil. Contudo, ao resolver comprar, fica perdido, por não saber qual passo tomar. Há situações em que o botão “comprar” até existe, mas fica tão disfarçado que as pessoas não o reparam.

Ele precisa ficar evidente e próximo à imagem e à descrição do produto. Não existe uma receita com relação a tamanho ou tons. Então, nossa dica é realizar um teste A/B, até encontrar o que melhor cabe ao seu público.

6. Dificultar o cálculo do frete ou deixá-lo alto

Outro erro comum na página de produto é não valorizar a importância do cálculo do frete. Esse valor é condição que pode afastar ou convencer alguém da aquisição. Caso tenha muitas exigências, com preenchimentos de formulários extensos, para o total ser calculado, existe grande risco de o consumidor desistir da sua loja e buscar o mesmo produto em outro vendedor.

Da mesma forma, um valor muito alto para ele receber o produto em casa pode perder todo o sentido da comodidade de comprar pela internet, pois, por mais que isso seja vantajoso, nem todo mundo está disposto a pagar algo acima do habitual. Nossa dica é: além de facilitar esse detalhe, disponibilizar mais de uma opção de entrega, como transportadoras, correio tradicional, sedex. Assim, o comprador escolhe a opção de acordo com suas necessidades e possibilidades.

7. Não deixar o site responsivo

Cada vez mais usamos nosso smartphone para tudo. Em uma aquisição, ele tem um papel bastante importante, pois serve, ao menos, para ajudar no momento da pesquisa, que nem sempre acontece no mesmo dia da compra. Um site que não conta com navegação mobile afasta a maioria dos seus possíveis compradores, diminuindo suas oportunidades de vendas e lucro.

Sendo assim, não deixe de apostar em um e-commerce responsivo, que facilite a vida do usuário e entregue boa experiência de compra desde a primeira visita.

8. Não aplicar o SEO

A otimização para motores de busca é uma velha conhecida de muita gente. É a partir das práticas recomendadas que os consumidores chegam à página do site por meio de pesquisas. Acontece que muitos empreendedores digitais pensam que o SEO só deve ser aplicado na página inicial, não sendo necessária nas restantes.

Bem, se você deseja ganhar muito tráfego, sem a necessidade de pagar por campanhas, você precisa otimizar todas as páginas do site. URL amigável, palavras-chave adequadas, textos escaneáveis e títulos curtos são alguns exemplos nesse sentido.

Na verdade, existem vários erros a serem evitados na página de produto do seu e-commerce. Reunimos aqui aqueles principais, que fariam o consumidor sair correndo e pesquisar a mercadoria no concorrente. Sendo assim, tenha muita atenção a eles, combinado?

Como essa sua preocupação é válida, que tal conversarmos melhor sobre o SEO para página de produto? No texto, você encontrará algumas outras dicas além das que falamos aqui!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Confira 8 erros comuns na página de produto de e-commerce e saiba como evitá-los
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *