13 erros na Black Friday que você precisa evitar neste ano!

Os erros na Black Friday mais comuns são: dar desconto sem calcular a margem do produto, não oferecer kits de venda, não ofertar produtos parados em estoque, comprar em grande volume e prejudicar o capital de giro da empresa, não ser transparente com o cliente, não garantir a estabilidade do site e não ter uma logística eficiente.

Com a chegada do fim do ano, se aproxima uma data específica amada pelos brasileiros. Consigo, ela traz resultados surpreendentes, porém é preciso ter cuidado com os erros na Black Friday que podem trazer prejuízos.

A data é um grande momento para o varejo, portanto muitos negócios podem muitas vezes triplicar o seu faturamento em um único dia.

Apesar da Black Friday se mostrar uma grande aliada, a data necessita ser administrada com cuidado.

A maior parte dos lojistas planeja promoções para a Black Friday com o intuito de se mostrar ativa nesse dia e melhorar as suas vendas.

O grande problema é que os comerciantes muitas vezes não se dão conta é que essas promoções, quando mal planejadas, podem ter efeitos danosos para a empresa.

Levando muitos lojistas a fecharem as portas, por exemplo.

É claro que participar da Black Friday é fundamental, e quando bem feito, traz um saldo muito mais positivo do que negativo.

Mas, para isso, é preciso livrar-se de alguns erros na Black Friday. Por isso, decidimos trazer 13 erros na Black Friday que você não pode cometer. Está preparado? Então vamos nessa!

Evento Black Friday

1-Dar desconto sem calcular a margem do produto

Um dos erros na Black Friday que é muito comum tanto para as lojas físicas quanto para os e-commerces é dar desconto sem calcular a margem do produto.

Pode não parecer, mas muitos comerciantes sentem muita dificuldade em precificar seus produtos.

Quando levamos isso em consideração, em um contexto com inúmeras promoções extremamente drásticas e apelativas, temos a receita perfeita para um problema.

É importante dizer que, nesses casos, muitas vezes, o problema não será causado para o cliente – muito pelo contrário.

Normalmente, ele tende a ser beneficiado por um desconto mal planejado.

Isso acontece porque, tendo mal calculado os seus custos com o produto, ao tentar realizar uma grande promoção, você pode acabar vendendo por preço abaixo do custo.

É muito comum isso acontecer, principalmente em função das diversas pequenas taxas que estão relacionadas a uma venda e que podem ser pouco consideradas.

Taxas de marketplace, impostos ou taxa de cartão de crédito são alguns dos exemplos.

É fundamental levá-los em consideração e calcular tudo direitinho, para que você não tenha prejuízo na sua venda.

2-Não oferecer kits de venda

A criação de kits com produtos complementares é sempre uma ótima estratégia, principalmente se pensarmos em promoções e descontos.

Sabe aquele conjunto de produtos que se relacionam em algum nível e que complementam um ao outro em suas funcionalidades? É justamente eles que você deve buscar!

A formação desses kits é uma ótima oportunidade para você oferecer ao cliente um desconto, ao mesmo tempo que é possível subir o seu ticket médio.

Essa estratégia faz ainda mais sentido quando lembramos que, na maioria dos casos, o consumidor entende a compra desses conjuntos de produtos como algo muito mais vantajoso e tende a realizar a compra.

Outros fatores, como a própria animação da Black Friday, podem colaborar para a sua venda, uma vez que os clientes ficam mais impulsivos.

Porém, para que tudo isso possa ser bem aproveitado, é muito importante estar bem preparado para essa data tão importante do comércio, para evitar problemas.

Combo promocional: quais as vantagens e como o seu?

3-Não fazer variações de preços com formas de pagamento diferentes

Outro erro muito comum que a maioria dos lojistas acaba cometendo na Black Friday é o de não considerar preços diferentes, ou promoções para determinados tipos de pagamento.

Oferecer promoções especiais, dependendo da forma de pagamento – se no boleto, débito, crédito, ou até mesmo pix –, são formas de tornar as suas promoções mais atrativas.

Afinal, nunca sabemos exatamente as condições dos clientes, e, por isso, alguns meios de pagamento podem ser mais vantajosos para eles do que outros e fazem com que se sintam mais incentivados a realizar a compra.

Um bom exemplo de como usar isso ao seu favor é realizar ofertas para o pagamento via boleto, somado a redução do prazo de validade para apenas um dia.

Dentro dessa estratégia, você vai conseguir tanto incentivar a realização da compra por parte do cliente, quanto reduzir o uso do seu capital de giro, uma vez que receberá mais rápido do seu cliente.

4-Não ofertar produtos parados em estoque

Outra questão de extrema importância diz respeito à administração dos estoques do seu comércio.

Existem diversos pontos em que um bom planejamento para seu estoque é importante, mas vamos deixar alguns deles para os próximos tópicos.

Vamos, agora, ficar naquelas mercadorias que já estão pegando poeira lá dentro.

Sabe aqueles itens que já estão há três ou quatro meses parados e não saem de jeito nenhum?

A Black Friday pode ser uma ótima oportunidade para finalmente conseguir vendê-los!

Existe muita gente que espera por essa data e se planeja para verdadeiramente aproveitá-la.

E isso naturalmente faz com que seja muito mais fácil vender diversos itens nesse período.

Se juntar isso ao uso de promoções, ou estratégias como o uso dos kits para incentivar as vendas, você definitivamente vai conseguir limpar boa parte desses itens que já estavam fazendo hora no seu estoque.

5-Comprar em grande volume e prejudicar o capital de giro da empresa

Um dos erros mais comuns de se cometer nesses períodos é que, em função do ânimo com a chegada da Black Friday, acabarmos expandido demais os nossos estoques e depois nos complicar por isso.

Sempre parece que vai dar tudo certo. Acreditamos ser melhor comprar em grandes quantidades, pagando à vista para o fornecedor, para conseguir menores custos e ter a oportunidade de oferecer melhores ofertas.

Mas é aí que mora o grande perigo disso tudo, pois, ao fazermos todo esse investimento, podemos entrar em uma grande enrascada.

Além do ponto mais óbvio a se comentar, que é o risco de não vendermos tanto quanto o esperado, ainda existe outro que não consideramos, que é acabarmos ficando sem uma margem de manobra para o capital de giro.

Como optamos por gastar muito de uma vez só para fazer um grande volume de estoque por um preço melhor, pode acabar não sobrando dinheiro para ser utilizado para imprevistos e outras coisas.

Quando juntamos os dois riscos, da falta de capital de giro com as vendas abaixo do esperado, podemos ter um grande problema.

Por isso, é importante apurar com a maior precisão possível as estimativas de vendas para o período e, mesmo assim, ter em mente que elas podem vir abaixo disso.

Além do mais, comprar com moderação e manter ou aumentar prazos de pagamentos são sempre boas opções.

6-Não ser transparente com seu cliente

Esse é possivelmente um dos erros da Black Friday mais importantes, se não o mais, que você não deve cometer de forma alguma.

Se você é uma pessoa antenada nas redes sociais, muito provavelmente já deve ter visto por aí o termo “Black Fraude”.

Para quem nunca viu esse termo em lugar nenhum, ele faz referência à sensação que muitos clientes têm de estar sendo enganado durante as promoções.

Esse sentimento não é em vão, pois são inúmeros relatos de empresas que aumentam o preço dos seus produtos, algum tempo antes da Black Friday, visando a baixá-los para os níveis normais, dizendo que estão mais baratos, além de outras estratégias do gênero.

O ponto comum entre essas abordagens é que todas elas buscam enganar ou passar a perna no cliente, que percebe e perde a confiança na empresa em questão.

Esse tipo de abordagem pode ser realmente tentadora, mas, além de prejudicar a sua imagem e a da sua empresa, ela ainda é ineficiente para a melhora das próprias vendas!

Atualmente, existem diversos aplicativos que acompanham a média dos preços ao longo do ano e deixam essas informações disponíveis para todos.

Com eles, fica muito fácil visualizar a alta dos preços pouco antes da Black Friday, seguida do seu retorno à média.

Além disso, a maior parte dos brasileiros começa a estudar com antecedência o que pretende comprar no período, frequentemente, começando a acompanhar os preços meses antes da Black Friday.

7-Não garantir a estabilidade do site

Durante a Black Friday, o número de acessos que o seu site recebe pode aumentar exponencialmente, com algumas pessoas falando em um aumento de mais de seis vezes do normal.

Isso pode parecer bom, mas o grande problema disso é que o seu site pode não estar preparado para lidar com esse número de acessos, correndo o risco de ficar fora do ar.

Já pensou quantas vendas você pode perder pelo fato de seu site não conseguir ficar de pé durante os horários de pico?

Normalmente isso acontece por volta da meia-noite, no horário do almoço e no fim da tarde, que é quando a maioria das pessoas busca realizar as suas compras.

Estar preparado para receber muito mais visitas do que o comum na Black Friday é de extrema importância para que suas vendas online não acabem sofrendo com isso.

8-Disponibilizar poucos meios de pagamento

Grande erro também cometido por muitos comércios é a disponibilização de poucos meios para a realização de pagamentos.

Como já mencionado, cada pessoa possui suas próprias condições financeiras e, em função disso, vai ter um meio de pagamento que simplifica realizar as suas transações.

Claro que podemos considerar que existe um meio preferido da maioria, entretanto, ao oferecer poucas opções, você se fecha a um nicho e corre risco de perder a venda para alguém que tenha outro meio de transação disponível.

9-Não ter uma logística eficiente

Alguns pontos que levantamos até aqui até poderiam ser considerados como problemas de logística, mas existem assuntos mais específicos sobre os quais devemos tratar neste tópico.

Claro que a logística de estoques é bem importante, mas desejamos direcionar sua atenção para as vendas online.

Não é novidade para ninguém que as vendas online ganharam muito mais relevância nos últimos anos, e Black Friday não é diferente.

Os registros de entregas de compras online na Black Friday de 2021 foram altíssimos e se mostram dignos de atenção.

Desde o recebimento do pedido do cliente até a compra chegar às mãos dele, todas as etapas são processos logísticos que pedem muito planejamento e atenção.

Qualquer problema em cada uma pode resultar em atrasos, ou até mesmo em danos ao produto durante o transporte, o que será alvo de reclamações pelos clientes.

Cada vez mais se confirma que o cliente deseja receber a entrega o quanto antes, com o máximo de segurança e com o melhor preço de frete.

Entretanto, só é possível entregar um serviço com tanta qualidade com muito planejamento e logística.

10-Não divulgar sua campanha nos locais corretos

Mesmo que você prepare o seu site para aguentar as visitas e tenha o melhor serviço de entrega para as compras online, nada disso será útil se não houver visitantes no seu portal.

Pode parecer óbvio, mas o marketing e a propaganda têm um grande papel aqui, sendo preciso saber direcioná-los da forma correta para obter resultados.

As redes sociais, como Facebook e Instagram, são ótimas opções para a divulgação de conteúdo, além do próprio e-mail que também pode ser útil.

Claro que, pra tudo isso surtir efeito, é imperativo ter uma boa estratégia: não mostrar apenas os seus produtos, mas suas funcionalidades, os resultados e as experiências que eles proporcionam aos usuários.

Como vender nas redes sociais: conheça as mais populares e como usá-las no seu negócio!

11-Ter um atendimento ruim ou inexistente

Durante a Black Friday, é comum que muitas pessoas que não conhecem sua loja acabem entrando em contato com ela, seja virtual, seja fisicamente.

Nesse contexto, surgem muitas dúvidas por parte do cliente sobre o funcionamento da loja, dentre outras coisas.

Para lidar com essa situação, é essencial manter uma boa comunicação com os seus clientes, proporcionando bons atendimentos para aqueles que possuírem dúvidas.

Responder comentários ou mensagens nas redes sociais, além de atender ligações, são pontos fundamentais.

Ou seja, é de extrema urgência investir em uma boa equipe de suporte para os seus clientes.

12-Não pensar em estratégias de fidelização de clientes

Com certeza, realizar o maior número possível de vendas é um dos focos da Black Friday, porém pensar apenas nisso é deixar passar uma grande oportunidade.

Pensando em tudo que foi dito anteriormente, um dos maiores erros que você pode cometer é não focar em conquistar aquele novo cliente que conheceu a sua loja durante aquele período.

É fundamental não pensar apenas no quanto você pode vender durante a Black Friday, mas no quanto ela pode gerar vendas no futuro também.

Proporcionando ao cliente uma experiência diferenciada da concorrência durante essa data, ele pode retornar para consumir em sua loja durante todo o ano, e não só naquele período, o que é bem melhor.

13-Ficar de fora da Black Friday

Já se tornou tradição que, no mês de novembro, todo ano, haverá uma data na qual ocorrerá um evento com lojas e comércios virtuais, chamado Black Friday.

Esse evento proporciona uma grande oportunidade tanto para os consumidores, que podem adquirir seus itens de desejo por um custo melhor, quanto para as lojas, que ganham vendas e divulgação, além de conquistar novos clientes.

Ficar de fora da Black Friday é colocar-se à margem de todo o comércio e perder uma grande oportunidade de aumentar suas vendas, além de conquistar novos clientes para os próximos anos.

Enfim, a Black Friday é uma grande oportunidade para todos os lojistas e comércios, porém exige muito preparo e planejamento para evitar complicações e para poder tirar o maior proveito da data.

Boa administração, divulgação e atenção no atendimento ao cliente são primordiais para fidelizar o cliente e fazer sua empresa sair maior do que entrou no evento. Por isso, deve-se evitar a todo custo cometer erros na Black Friday.

Esperamos que o conteúdo tenha sido interessante e útil.

Agora que tal assistir nosso conteúdo de especialista sobre a Black Friday? Confira a Rota Black Friday – Passo a passo para um planejamento de sucesso! Boas vendas

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário