E-commerce B2B: o que é preciso para vender mais?
Comportamento do consumidor: como monitorar efetivamente?

Emissão de nota fiscal para loja virtual: contabilidade e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Muitas empresas do ramo do e-commerce têm dúvidas em relação à emissão de nota fiscal para loja virtual, uma vez que as vendas pela internet ficaram bastante tempo com status de informalidade. Porém, nos dias de hoje, esse setor cresceu consideravelmente e a legalização dessas práticas se faz essencial para os negócios.
Por conta disso, é muito importante entender detalhadamente como funciona a sistemática adotada pela Secretaria da Fazenda ao emitir nota fiscal. Confira agora como sua empresa deve atender a este procedimento:

Obrigatoriedade em emitir nota fiscal para loja virtual

É preciso que os donos de empresas virtuais se conscientizem e busquem saber sobre a obrigatoriedade da emissão de nota fiscal. Alguns estados não têm essas informações em seus sites, por isso é fundamental a contratação de um contador para saber sobre a obrigatoriedade.

Qualquer loja de e-commerce deve emitir nota fiscal, já que é uma das fases que envolvem o processo de compra dos consumidores. Por isso, se não houver este procedimento, não existirá legalidade na operação que foi feita, já que não houve o recolhimento dos tributos devidos.

Existem muitas lojas virtuais que não seguem as normas que são previstas em lei. No entanto, a Secretaria da Fazenda analisa diversas operações comerciais, porque vários empreendedores acreditam estar protegidos apenas por realizarem vendas por meio da internet.

Assim, caso a sua empresa faça uma compra de grandes quantidades de mercadorias e não emita nota fiscal em um período de seis meses, há risco considerável de você ser notificado. A Secretaria possui acesso a todos os dados que envolvem as movimentações que acontecem no mercado. Por isso, este é um risco que não vale a pena correr com seu negócio.

Importância do documento

É muito importante manter a legalização de acordo com os mandamentos governamentais, uma vez que o faturamento das lojas virtuais está em crescente ascensão e a fiscalização nesse setor cresce a cada dia.

Além do mais, quando você realiza tudo legalizado desde o início, fica bem mais fácil cumprir o que é exigido pelo governo e também mais simples controlar o setor fiscal do seu e-commerce. Em relação a abertura de uma loja virtual como MEI (microempreendedor individual), há a possibilidade de não emitir nota fiscal, porém, é necessário observar algumas considerações legais.

Quem faz a entrega das suas mercadorias para os clientes, como as transportadoras, também podem emiti-la, visto que muitas delas não aceitam realizar o transporte sem o documento.

O consumidor também necessita dela caso precisar levar o item comprado do seu e-commerce a uma assistência técnica. Assim, o documento é fundamental para garantir o sucesso de suas vendas, como também para evitar possíveis problemas.

Passo a passo para fazer a emissão

É importante ter em mente que não pode haver confusão entre a nota fiscal e o recebimento, que é um documento importante e que precisa ser lançado no momento em que o cliente concluir a sua compra. Ele auxilia a controlar e organizar as vendas e entregas, mas não possui valor legal — ou seja, não substitui a nota fiscal.

primeiro passo para emiti-la é ser inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Após isso, com o número em mãos, a próxima etapa é expedir a nota fiscal quando for feita uma venda em seu e-commerce.

Apesar de poder ser lançada de modo manual, atualmente é comum as empresas optarem pela praticidade oferecida pelos meios eletrônicos. Para tanto, é necessário realizar o procedimento pelo site da Secretaria da Fazenda do respectivo estado. Além disso, antes mesmo de proceder com a primeira emissão, é preciso cumprir com outro procedimento.

Trata-se da obtenção do certificado digital, por meio de empresas que o fornecem. Assim, é preciso buscar a autoridade certificadora, que tenha credenciamento pela ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira).

Sua funcionalidade consiste em garantir maior segurança para a loja virtual no momento em que for emitir a nota fiscal eletrônica.

Após ter o certificado, o próximo passo será credenciar-se na Secretaria da Fazenda e instalar no seu computador o software correspondente à emissão de nota. Além do mais, este sistema permite a impressão do documento para poder enviá-lo ao seu cliente, tornando o atendimento completo e qualificado.

A importância do contador neste processo

O contador responsável pelo seu negócio precisa estar a par de todos os dados gerados nos processos de compra, venda e prestação de serviços. Dessa forma, para orientar o empresário e cuidar da emissão das notas fiscais do seu negócio, é muito importante contar com uma assessoria contábil que tenha tradição e confiabilidade no mercado. Este profissional vai te auxiliar a não cometer nenhum erro burocrático — mesmo que tenha ocorrido sem intenção.

Nesse quesito, existe a contabilidade tradicional, que conta com um atendimento presencial. A presença do contador auxilia bastante nas relações contábeis da empresa e é bastante indicado para médios e grandes negócios.

Porém, há a contabilidade online, que também possui várias vantagens operacionais e estratégicas. Aqui, a relação entre cliente e contador acontece pelas vias digitais, como e-mails, chat, entre outros. É uma opção bem recomendada para os pequenos empreendimentos que não têm altas demandas de serviços contábeis, além de oferecer um preço reduzido na sua contratação.

Sistemas online integrados para lojas virtuais

Existem várias maneiras de melhorar os procedimentos relacionados à emissão de nota fiscal eletrônica de sua empresa. Qualquer negócio utiliza softwares para seu gerenciamento, visto que isso aumenta a eficiência de toda a produção.

Tais plataformas permitem que todas as informações sejam centralizadas, evitando o máximo de trabalhos manuais dispensáveis. Além disso, viabiliza o compartilhamento de dados de modo rápido e reduz o espaço físico ocupado na sua empresa. Tudo isso proporciona maior economia e organização em todas as áreas de sua loja virtual.

São vários os sistemas para a emissão de nota fiscal eletrônica disponíveis. No entanto, antes de escolher o melhor para sua empresa, é preciso analisar e optar por aquele que atenda melhor a sua demanda.

E aí, gostou do nosso post sobre emissão de nota fiscal para loja virtual? Agora, que tal assinar nossa newsletter e receber conteúdos como este diretamente na sua caixa de entrada? Assim, você fica sempre atualizado!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Emissão de nota fiscal para loja virtual: contabilidade e-commerce
1 (20%) 1 voto

2 Comentários em: Emissão de nota fiscal para loja virtual: contabilidade e-commerce


  1. Olá, boa tarde! Uma dúvida que tivemos este mês que nossa contadora comenta uma coisa e o emissor de NF do nosso e-commerce diz outra: Pagamos imposto sobre o valor total das NF que tiramos no mês para o governo, sendo que na nota apresenta o valor dos produtos + custo do frete que o cliente pagou. O valor do frete repassamos aos correios no momento que despachamos o produto, na qual já o recolhimento dos atributos do frete. Dúvida: Não deveria ser isento de impostos ou não constar na NF o valor do frete que o cliente pagou? Porque devemos pagar imposto de um serviço de terceiro? PS.: Talvez aqui não seja o lugar ideal para fazer esta pergunta contábil, mas lancei uma dúvida hehe Obrigado!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *