E-commerce no Brasil cresceu 73,88% em 2020, segundo Indicador de Consumo

Mesmo sendo um ano completamente diferente do qualquer lojista e consumidor podia esperar, 2020 acelerou o crescimento do e-commerce.  Segundo dados do […]

Mesmo sendo um ano completamente diferente do qualquer lojista e consumidor podia esperar, 2020 acelerou o crescimento do e-commerce

Segundo dados do índice MCC-ENET, Indicador de Consumo, o e-commerce no Brasil fechou positivo em 73,88% no acumulado do ano — em relação ao ano anterior. 

O índice foi  desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) em parceria com o Neotrust | Movimento Compre & Confie.

O MCC-ENET traz uma análise de dados baseado nas variáveis: percentual nacional e regional de vendas online, faturamento do setor e ticket médio.

Considerando o trimestre de outubro a dezembro de 2020, segundo os dados do próprio MCC-ENET, 18,4% dos brasileiros que estão na internet realizaram ao menos uma compra online.

Entretanto, o MCC-ENET não contempla informações dos seguintes marketplaces: Mercado Livre, OLX e Webmotors. Isso porquê, esses sites ainda não são monitorados pela Neotrust | Movimento Compre & Confie. Também não entram na contagem os setores de alimentação, turismo e aplicativos de transportes.

“Mesmo com a flexibilização e abertura das lojas do varejo físico para um cenário mais semelhante ao observado antes da pandemia, os dados de dezembro comprovam que as compras online tornaram-se um hábito dos consumidores brasileiros. O forte crescimento das vendas de Natal ajudou para que o resultado consolidado do ano realmente fosse um sucesso para o setor”, declarou o coordenador do Comitê de Métricas da camara-e.net e Fundador do Neotrust | Compre & Confie, André Dias,.

Contando todos os meses de 2020, o comércio varejista contou com 9,3% de participação do e-commerce. Neste caso, o indicador foi feito baseado na última Pesquisa Mensal, divulgada em 15 de janeiro, do Comércio do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Faturamento do E-commerce em 2020

No acumulado de 2020, o faturamento do e-commerce brasileiro chegou a ter alta de 83,68%. Porém, o comparativo entre dezembro e novembro registrou queda de 38,06%. O que pode ser considerado perfeitamente normal, quando consideramos o período de Black Friday.

Confira o crescimento de faturamento do comércio eletrônico por região em 2020:

  • Nordeste (116,53%);
  • Norte (85,29%);
  • Sul (82,57%);
  • Sudeste (77,97%);
  • Centro-Oeste (76,81%).

2020 foi um ano surpreendente para o e-commerce. Para 2021, as expectativas também são altas!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário