Quem compra mais pela internet? Veja o perfil do consumidor online
Criar Campanha no Google Shopping

E-commerce fitness: destaque-se no mercado com 5 estratégias

Publicado em: • Última Atualização:

Investir em uma loja virtual voltada ao mercado fitness é, muitas vezes, um bom caminho a ser seguido por empreendedores que têm interesse em unir um estilo de vida saudável a um negócio que pode ser lucrativo, já que estamos falando de um mercado cada vez mais estável.

Os números são animadores. Segundo a Associação Brasileira de Academias (ACAD), o Brasil é o segundo maior mercado de academias do mundo, com mais de 33.000 empreendimentos — atrás apenas dos Estados Unidos.

Além disso, somos a quarta maior população frequentadora desse tipo de estabelecimento. Isso faz com que o mercado movimente algo em torno de R$ 8 bilhões por ano — cerca de 3% do faturamento total do setor de serviços.

E, para entrar de cabeça nesse mercado com poucas chances de falhas, vamos, no post de hoje, mostrar 5 estratégias que podem aliar seus conhecimentos em e-commerce a um dos mercados mais promissores da área da saúde. Acompanhe!

1. Faça uma segmentação de mercado estratégica

Ao falar do mercado fitness, temos um segmento de nicho do setor de saúde que tem um leque muito grande de produtos para serem trabalhados. O e-commerce fit pode englobar desde suplementos e itens para dieta até vestuário e acessórios para a realização de exercícios físicos.

Mas, mesmo sendo um nicho bastante específico, é preciso tomar cuidado com as diversas opções de produtos disponíveis no mercado. Isso garante que você trabalhe apenas com aqueles que você domina.

O know how do proprietário desse e-commerce é fundamental para montagem e segmentação do negócio. Podemos tomar como exemplo o trabalho com suplementos alimentares e aparelhos de ginástica, que exige um maior conhecimento técnico para ser bem-sucedido.

Se você não é nutrólogo e nem educador físico, a sua expertise em trabalhar com suplementos — que, se usados inadequadamente, podem ser nocivos à saúde — o capacita para vendê-lo e solucionar as dúvidas dos clientes? Se você não tem um galpão ou espaço vazio, é possível trabalhar com a venda de equipamentos de academia que demandam um estoque maior?

Esses são alguns dos pontos primordiais na sua análise de mercado.

O impacto dos fornecedores na segmentação do e-commerce fitness

O trabalho e a escolha dos fornecedores também impactam na hora de optar por um leque de produtos ou por um nicho específico.

Se o empreendedor consegue ter fornecedores suficientes para nutrir um mix grande e se manter equilibrado com o preço e a qualidade da concorrência, vale a pena trabalhar com um mix. Afinal, quanto mais produtos, maiores as chances de venda.

Porém, trabalhar com esse mix demanda um estoque maior e um controle mais cuidadoso, especialmente se levarmos em conta que o giro dos produtos é essencial, principalmente devido à perecibilidade de alguns deles.

Em contrapartida, caso opte por um segmento específico, você trabalhará com menos produtos, dependerá de menos fornecedores e menos espaço, além de ter mais facilidade para dominar as especificidades de cada item da loja.

Pode não parecer atrativo, mas escolher um segmento é, muitas vezes, vantajoso. Uma loja especializada em moda fitness masculina, por exemplo, pode ser um segmento promissor. Isso porque encontrar itens femininos é comum, mas os masculinos têm menos espaço no mercado e tendem a chamar a atenção daquele público, que é mais restrito.

2. Crie um valor de marca e uma identidade visual compatível com o seu público

A identidade visual da página é o que transmite a primeira impressão do visitante do seu site, além de ser uma das responsáveis por convertê-los em reais compradores.

Para não cometer erros, é preciso usar a psicologia de cores de modo que a disposição das imagens remetam sempre ao bem-estar e à saúde. Afinal, é isso o que a sua marca vende.

Claro que essa não é uma regra, visto que a persona pode variar em cada empreendimento. Se você trabalhar com produtos voltados para o público masculino, no ramo do crossfit, por exemplo, o visual da página pode ser mais denso e com cores mais escuras.

Contudo, se a página for mais voltada ao público feminino ou para uma clientela que procura os elementos de uma dieta, é preciso ser muito focado em cores mais claras e frias, criando um ambiente mais próximo e amigável.

3. Atente-se às questões de plataforma e hospedagem

A escolha da plataforma e hospedagem é um dos passos primordiais para quem quer investir em um e-commerce fitness.

De início, é sempre bom procurar por uma plataforma que dará acesso ao histórico de informações que você precisa, que tenha capacidade de armazenamento compatível com o volume de dados gerados no seu site e que forneça os canais de atendimento que você almeja oferecer para seus clientes.

Conhecer os ambientes de hospedagem da concorrência também é uma boa opção. Essa é uma maneira de entender melhor o bom ou mau funcionamento das plataformas disponíveis no mercado, ajudando a concluir qual é capaz de atender melhor às suas necessidades.

4. Foque no bom relacionamento com os consumidores

O serviço de atendimento ao consumidor e suporte deve ser feito por profissionais que sejam um reflexo da persona que será atendida. É muito mais fácil para um atendente que pratica exercícios e conhece as particularidades da área orientar os consumidores mais leigos no assunto.

Além disso, temos os clientes que conhecem bem o universo dos exercícios e das academias. Se esse cliente notar que o atendimento é prestado por alguém que não tem conhecimento no assunto, pode acontecer um ruído na comunicação. Isso coloca em dúvida a credibilidade do seu negócio.

Já para o e-commerce que trabalha com suplementos, vitaminas e medicamentos, é imprescindível a assistência feita por um nutrólogo. Basear as informações disponibilizadas na sua empresa por um profissional competente da área gera autoridade e confiabilidade para seu e-commerce.

5. Esteja atento às tendências desse mercado

A melhor maneira de obter um conhecimento prático e eficaz do mercado fitness é a experiência empírica. Nas grandes cidades, por exemplo, as academias estão espalhadas por todas as esquinas. E é lá que estão os consumidores dos e-commerce fitness.

Uma busca nessas academias proporciona uma boa visão das principais tendências desse mercado. Os treinos de HIIT — exercícios de alta pressão cardíaca —, por exemplo, estão em alta nas academias. Logo, trabalhar com relógios de monitoramento cardíaco pode ser interessante. O Ioga também é uma atividade em voga, o que aumenta a procura por tapetes portáteis.

Em resumo, o que buscam os frequentadores desse ambiente é o que deve ditar a variedade e a quantidade dos produtos que serão oferecidos pelo seu site.

Por isso, estar em campo é o grande diferencial dos e-commerces fitness de sucesso. Conhecimentos advindos por detrás da tela do computador, por si só, não capacitam o empreendedor que almeja atingir um número maior de consumidores para o seu negócio.

Gostou do nosso conteúdo sobre e-commerce fitness? Então, compartilhe esta publicação e siga a Escola de E-commerce nas redes sociais. Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

E-commerce fitness: destaque-se no mercado com 5 estratégias
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% de desconto
50% de desconto
10% de desconto
30% de desconto
20% de desconto
30% desconto
50% de desconto
20% de desconto
30% de desconto
50% desconto
30% de desconto
50% de desconto
Gire e ganhe desconto no ingresso
Digite seu endereço de e-mail e gire a roda. Esta é sua chance de ganhar descontos incríveis!

Escolha a cidade para o desconto!

Regras:
  • Uma chance por email
  • Não acumula para outra cidade
  • Enquanto durarem os ingressos free.