Você sabe a diferença entre newsletter e e-mail marketing? Entenda!

O e-mail continua sendo um poderoso canal de comunicação com leads e clientes. Porém, achar que todos os e-mails são a mesma […]

O e-mail continua sendo um poderoso canal de comunicação com leads e clientes. Porém, achar que todos os e-mails são a mesma coisa é um erro. Se você tem uma loja virtual e quer aumentar o engajamento da sua audiência por meio desse canal, é bom começar entendendo a diferença entre newsletter e e-mail marketing.

Até 2025, a previsão é de que o número de usuário com pelo menos uma conta de e-mail chegue a 4,6 bilhões (pesquisa internacional divulgada pelo Statista Research Department). Para você ter uma ideia, o Instagram, rede social bastante popular, tem hoje cerca de 1 bilhão de usuários ativos mensalmente.

Ou seja, não usar o e-mail na sua estratégia de comunicação significa abrir mão de multidão de views e potenciais clientes! Então, se você ainda não usa esse canal, chegou a hora de começar a fazer isso do jeito certo.

A seguir, entenda como funciona a newsletter e o e-mail marketing. Isso vai ajudar você a dar o primeiro passo e potencializar sua estratégia de marketing digital. Vamos nessa!

O que é newsletter?

Para começar, você sabe o que é newsletter? Esse é um tipo de e-mail enviado com uma regularidade com o objetivo de engajar a sua base de contatos com conteúdos informativos.

Uma boa newsletter é menos um instrumento de vendas direta e mais uma forma de fortalecer o relacionamento com seus clientes e potenciais clientes — o que também não deixa de ser uma forma de gerar vendas.

Abaixo, veja quais são as características principais de uma newsletter:

  • Utilidade: os leitores de uma newsletter esperam ler sobre algo que eles querem ou precisam. Em outras palavras, é preciso que o conteúdo de uma news seja atrativo;
  • Proximidade: o tom de uma newsletter é pessoal e próximo da persona. Dependendo do perfil do cliente, é possível contar histórias e trazer cases de sucesso para provocar identificação e empatia nos leitores;
  • Regularidade: o envio de uma newsletter segue um calendário pré-determinado (uma vez na semana, todo sábado, duas vezes por mês etc.).

Uma newsletter pode, sim, gerar vendas. Contudo, você não deve ter uma pensando estritamente nisso. O objetivo de uma boa newsletter é ensinar ou ajudar de alguma forma. De maneira indireta, uma news ajuda o leitor a avançar no funil de vendas da empresa.

Para uma abordagem de vendas mais direta, você tem a disposição um leque extenso de ferramentas de marketing digital, como os outros tipos de e-mail marketing.

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é o disparo de e-mails para determinado público com parte de uma estratégia de marketing digital. A newsletter é um tipo específico de e-mail marketing.

Por ser um conceito mais abrangente, o e-mail marketing ter várias finalidades: estreitar relacionamentos, promover conteúdos, educar e nutrir leads, vender e fazer pós-venda.

Veja uma lista de outros tipos de e-mail marketing:

  • e-mail promocional: promover os produtos ou serviços da empresa;
  • atualização do blog: enviar novos posts do blog ou de uma seleção de posts que abordagem assuntos semelhantes;
  • e-mail editorial: esclarecer o ponto de vista da empresa sobre determinado assunto (geralmente, vem assinado pelo dono da empresa);
  • e-mail transacional: registrar quando o usuário realiza uma transação ou cadastro no site da empresa;
  • fluxo de nutrição: uma série de e-mails disparados automaticamente para que os leads amadureçam seu conhecimento sobre um assunto e avancem no funil de vendas;
  • pesquisa: colher dados para pesquisas realizadas pela empresa.

Em todos os casos, os e-mails marketing estão direta ou indiretamente relacionados à tarefa de persuadir o leitor a fazer uma ação, inclusive a newsletter.

Qual é a diferença entre newsletter e e-mail marketing?

Enquanto uma newsletter tem como objetivo principal construir um relacionamento com os leitores, o e-mail marketing tem o objetivo de vender produto ou serviços da empresa.

Em resumo, a newsletter é uma ferramenta de marketing de conteúdo que foca no relacionamento. Já o e-mail marketing tem o foco na persuasão.

Mas é importante ressaltar que a newsletter é uma vertente importante do próprio e-mail marketing.

Quais são os erros comuns?

Existem riscos que podem custar caro e que estão envolvidos nas estratégias por e-mail, seja newsletter, seja os demais tipos de e-mail marketing.

Por exemplo, enviar mensagens de e-mail sem a permissão do usuário é um grave desrespeito, além de correr o risco de ser considerado um spam. Isso pode afetar negativamente o respeito e a credibilidade de uma empresa. Portanto, use estratégias inteligentes para atrair mais leads para sua base de leads.

Outro exemplo do que não deve ser feito é enviar conteúdos de maneira excessiva. Isso vale para o tamanho do e-mail e para a periodicidade do envio.

É importante focar em conteúdos curtos e, no caso da newsletter, uma periodicidade razoável para evitar que ocorra um número grande de cancelamento de assinatura.

Afinal, qual escolher: newsletter ou e-mail marketing?

Ok, agora você já sabe qual é a diferença entre newsletter e e-mail marketing. Um tem uma regularidade, o outro não tem necessariamente. Mas, afina de contas, qual deles usar na sua estratégia?

Vimos que não existe uma contradição entre usar newsletter e e-mail marketing. Na verdade, aplicar a newsletter é, ao mesmo tempo, adotar o e-mail marketing. Então, a melhor solução é combinar vários tipos de e-mail na sua estratégia de comunicação.

O seu negócio pode ter uma newsletter para manter o relacionamento com leads e antigos clientes, enquanto realiza campanhas de e-mail marketing para divulgar novidades.

A newsletter vai ajudar seu negócio a investir no pós-venda com foco na fidelização de clientes. Você mantém um contato frequente com sua base de contatos e, assim, seu produto não cai no esquecimento. Com o e-mail marketing, você entrega materiais ricos e realiza outras comunicações relacionadas aos seus produtos ou serviços.

Enfim, chegamos ao final do post e esperamos que você tenha entendido a diferença entre newsletter e e-mail marketing. Lembre-se que, mais do que saber como essas estratégias funcionam, é importante evitar erros comuns, como conteúdos excessivos e assuntos sem relevância. Tomar os cuidados vai garantir bons resultados em ambos os casos.

Aproveite para aprender como faturar mais com o negócio: a Escola de E-commerce tem um conteúdo completo sobre como aumentar as vendas do e-commerce. Confira!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário