5 dicas importantes para manter o controle de estoque

No e-commerce, todos os setores da empresa são importantes para que a operação funcione de forma integrada e fluida. Mas é inevitável […]

No e-commerce, todos os setores da empresa são importantes para que a operação funcione de forma integrada e fluida.

Mas é inevitável falar de estoque quando se fala de controle e organização, pois este é um setor considerado coração da empresa.

Para que as vendas e as compras ocorram sem dar prejuízo e nem deixar o cliente em falta, o estoque precisa estar em dia. Para tornar esse procedimento facilitado, um sistema de gestão ERP apresenta muitas vantagens para quem precisa organizar o estoque de e-commerce. Confira!

Para que serve o controle de estoque?

O procedimento de controlar o estoque é basicamente monitorar os produtos armazenados para garantir que as vendas ocorram de forma natural, sem ter produtos em excesso e nem que falte no estoque durante o período. Não parece algo complexo, mas a organização interna é fundamental para se conheça o fluxo de vendas e apostar nos produtos certos para comprar, assim como promover outros produtos que estão sem giro no estoque. 

O controle de estoque sustenta os resultados positivos da empresa e reduz custos e perdas quando bem gerenciado, pois monitora o fluxo de entrada e saída de materiais ou produtos, controla o armazenamento de matéria-prima para venda e faz com que o empreendedor tenha uma visão mais ampla do negócio. 

É importante destacar que quando se sabe de forma rápida e efetiva o que tem no estoque, se evita compras desnecessárias e se reduz perdas. 

Dicas para manter o controle de estoque:

 

1. Conte com um sistema de gestão ERP:

A dica número um é dispor de um sistema de gestão integrado para facilitar seu trabalho e com ele poder gerenciar o catálogo de produtos, sincronizar o estoque em múltiplos canais de venda (on e offline), automatizar os lançamentos de estoque como notas fiscais de compra e venda, controlar kits e variações de produtos e imprimir etiquetas personalizadas de produtos.

2.  Organize os processos:

Tudo o que entra e sai de uma empresa deve estar registrada no estoque para que o empreendedor possa ter diagnósticos mais efetivos sobre o produto, as vendas e também estabelecer estratégias futuras.

Outro ponto a ser destacado, é que um estoque organizado facilita lidar com produtos sem giro, favorecendo as vendas através de descontos, por exemplo, e também controlar prazos de validade dependendo da categoria de vendas. 

3. Agilize as tomadas de decisão:

Com o estoque organizado o empreendedor passa a entender melhor seu negócio e por consequência, passa a tomar melhores decisões para o caminho e futuro da empresa. Com uma gestão de estoque bem feita é possível melhorar a qualidade das entregas, já que é possível conhecer melhor o negócio e ter bons parceiros logísticos.  

4. Preste atenção na saúde financeira do negócio:

Integrar o estoque com a gestão financeira é como ligar setores diretamente relacionados, pois ambos se envolvem na gestão e pode contribuir com a saúde financeira do negócio.

5. Pense na experiência do consumidor:

O estoque é ponto fundamental para que o cliente tenha uma boa experiência na sua jornada de compra (que inicia no momento em que está buscando pelo produto que deseja e segue até a chegada do pedido na sua casa).

O estoque quando bem gerido faz parte de uma série de estratégias simples, que visam o melhoramento do seu processo de trabalho, redução de custos e aumento da satisfação dos clientes. 

Formas de fazer o controle de estoque:

Quando o negócio conta com um sistema ERP online é possível fazer o controle do estoque online. O sistema registra as informações dos seus produtos, como códigos, descrição e preços, além de outras características e centralize a gestão do seu catálogo em múltiplos canais de venda. Ele também sincroniza o estoque aos canais de venda e a cada venda realizada, o ERP atualiza a disponibilidade de seus produtos em cada canal, evitando erros no processo, e reduzindo a necessidade de manter níveis elevados de estoque de segurança.

O estoque também é responsável por:

  • Fazer estimativas de vendas;
  • Aproveitar melhor o que já tem no estoque e verificar os motivos de não estar vendendo;
  • Fazer pedidos aos fornecedores com mais antecedência e com melhor negociação;
  • Aprimorar estratégias de venda e precificar melhor os produtos;
  • Diagnosticar o que mais vende no seu negócio;

Como última dica, é importante o empreendedor de e-commerce revisar os cadastros dos itens existentes no estoque, monitorar os prazos de entregas dos fornecedores, fazer relatórios da falta de produtos e ter planos estratégicos caso faltem insumos.

Não esqueça da importância de fazer inventários de estoque periodicamente para atualizar os números dos cadastros. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário