Descrição de produto no e-commerce para impulsionar suas vendas

Muitos empreendedores acabam vendo a descrição do produto no e-commerce como um trabalhado extra. Assim, muitas vezes, o espaço de descrição acaba […]

Muitos empreendedores acabam vendo a descrição do produto no e-commerce como um trabalhado extra.

Assim, muitas vezes, o espaço de descrição acaba com poucas informações rasas ou até vazio. Isso acontece porque, de fato, realizar as descrições da maneira certa é bastante trabalhoso. 

Entretanto, essa é uma das melhores oportunidades de destacar sua loja nos buscadores, ganhar posições orgânicas e vender mais. 

Continue neste conteúdo e confira como a descrição de produto no e-commerce vai te ajudar a faturar mais.

O que é descrição de produto no e-commerce? 

A descrição de produto é o texto que é exibido, geralmente, abaixo da foto e preço do produto. 

Essa descrição tem como objetivo dar detalhes sobre o produto para o cliente interessado na compra. 

O ideal é que o lojista crie descrições exclusivas para cada produto da loja, use as principais palavras-chave, construa uma narrativa, dê o máximo de detalhes possíveis e aproxime o cliente da compra. 

Ter uma boa descrição de produto no e-commerce não é mais um diferencial, é uma ação essencial para lojistas que desejam alcançar sua fatia de vendas no mercado. 

Qual a importância da descrição de produto? 

As descrições de produto são fundamentais para dois aspectos principais: o cliente e os buscadores. 

Destacamos o cliente pela relevância que a descrição completa traz para a compra. Se o cliente se interessou pelo produto a ponto de chegar até a descrição, existe grande chance de efetuar a compra

Logo, o lojista precisa se atentar em vender o produto na descrição. Quando ela for escrita, é necessário se colocar no lugar de um vendedor de loja física realizando a venda pessoalmente. A descrição é o ponto de maior comunicação entre a loja e o cliente. Descreva detalhes, funcionalidades, diferenciais e coloque o produto no dia a dia daquele cliente. Lembrando sempre de utilizar uma linguagem próxima ao público-alvo. 

Além disso, existe o fator buscadores. Os buscadores são os mecanismos de buscas como o Google. As descrições são lidas pelos robôs do Google e através dessa leitura, é feito um mapeamento da relevância daquele conteúdo. Desta forma, os melhores conteúdos são mais bem ranqueados. 

Neste caso, a inserção de palavras-chave estratégicas fazem toda a diferença. Por outro lado, evite a repetição exagerada desses termos. O Google também identifica esse ponto e pode penalizar a loja.

Como utilizar a descrição para impulsionar vendas

Agora colocaremos na prática como usar as descrições de produto no e-commerce. 

Palavra-chave 

A palavra-chave é a base das descrições. 

É ela quem direcionará para quem e em qual momento de compra o conteúdo será criado. Sendo importante que o lojista ou redator, faça uma pesquisa de KW antes de iniciar o processo. Inclusive, a palavra-chave será a base não só da descrição, mas de todos os conteúdos de SEO, como: URL, título, meta description, meta title e, claro, descrição.

Existem ferramentas para procurar as principais palavras-chave e termos pesquisados, com maiores volumes de buscas. Deixamos a indicação do SEM Rush, Google Trends, ubersuggest e o próprio Google Ads. 

Com a palavra-chave definida, é hora de iniciar a descrição. É importante repetir essa palavra entre duas à três vezes, contanto que não fique repetitivo. Mais que isso, apenas em conteúdos mais longos e detalhados. 

Conteúdo completo 

Usando as palavras-chave, é o momento de produzir o conteúdo completo. 

Os clientes desejam saber todos os detalhes dos produtos para realizar a compra. Logo, se você deseja impulsionar as vendas e aumentar a qualidade do cadastro de seus produtos, é essencial investir tempo na produção das descrições. 

Os detalhes são fundamentais para aumentar as chances de sucesso de venda, mas também ajudam a evitar o processo de logística reversa. Logística reversa é quando o produto não corresponde às expectativas do cliente e ocorre a devolução. Neste caso, sua loja arca com os custos do processo. 

Logo, proporcionar o máximo de detalhes é a melhor opção para seu negócio online.

Descrição de fornecedores 

Outro ponto importante para se atentar: descrição de fornecedores. 

De fato, é muito mais simples pegar uma descrição pronta e publicar em sua loja. Se o fornecedor entrega essa descrição, não existe nenhum problema legislativo em usá-la. Entretanto, não é a melhor opção.

Ao usar a descrição de produtos de fornecedores, suas descrições ficarão iguais as de outras lojas que também são clientes do mesmo fornecedor

Além de proporcionar as mesmas informações que seus concorrentes, o hábito de usar essas descrições prontas gera conteúdo duplicado — falaremos mais sobre isso no próximo tópico. 

Essa descrição que acompanha o produto pode, e deve, ser usada como base. Especialmente no caso de informações mais técnicas. Porém, é seu dever contextualizar e criar um storytelling para a descrição. 

Conteúdo duplicado 

Seja pela descrição do fornecedor ou copiando diretamente de outras lojas (o que pode ser interpretado como plágio), o conteúdo duplicado não será bem-visto pelo Google.

Os robôs dos buscadores identificam esses conteúdos duplicados e penalizam as lojas. Pois, prezando pela experiência do usuário, o conteúdo original é o ideal.  

Logo, é importante criar seu próprio conteúdo.

Curtiu as dicas sobre descrição de produto no e-commerce? Se cadastre e nossa newsletter e não perca mais nenhuma dica para aumentar seu faturamento!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário