Como lidar com a sazonalidade de produtos no e-commerce?
Venda mais: como organizar as categorias da sua loja virtual!

Como funcionam as cotações de frete no e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Com o desenvolvimento do mercado, tornou-se quase impossível oferecer um serviço de qualidade sem obter a ajuda de parceiros e serviços de outras empresas.

Isso acarreta no surgimento de novas empresas, muitas delas startups, com ideias inovadoras visando agilizar muitos processos que podem demandar muito tempo e recursos de outras empresas.

Cientes da dificuldade que os gestores e suas empresas enfrentam, discorreremos sobre como as cotações de frete são feitas, fatores e variáveis que influenciam diretamente no preço do frete e que se feitos equivocadamente, podem gerar déficits em suas operações, trazendo custos maiores do que supostamente deviam ser.

Aprenda mais com o quadro Escola Responde:

 

A cotação de frete torna-se muito particular e varia de acordo com cada caso, todavia há pontos principais e mais comuns a considerar.

Segue abaixo os pontos para realizar as cotações de frete:

1. Localização do remetente e do destinatário

A distância percorrida pela transportadora influencia e muito na hora da cotação do frete, por causa do desgaste da frota e o consumo de combustível, logo, áreas de difícil acesso como regiões norte do Brasil e locais que podem demandar mais tempo para efetuar a entrega, como prédios, podem ter alterações nos valores. Esse custo é chamado de “valor do frete por km rodado”.

2. Características do produto

O valor pode variar também na hora de realizar as cotações de frete devido às características do produto a ser entregue, pois produtos frágeis, perecíveis ou cargas vivas, por exemplo, se fazem necessário a disponibilidade de transportes específicos para a entrega, exigindo uma atenção e um cuidado maior por parte das transportadoras.

3. Peso e dimensões do produto

As medidas do produto, assim como seu peso, estão intimamente ligados ao valor que será atribuído ao realizar a cotação do frete.

Essas características podem inclusive, limitar alguns transportes, devido às especificações de algumas transportadoras. Esses fatores são cruzados com o peso cubado do produto e é adotado o maior valor para chegar ao valor do frete.

3.1 Peso cubado

O peso cubado é uma maneira de economizar o espaço nos transportes, ou ainda, compensar o espaço gasto por determinado produto.

Essa medida é tomada pelas transportadoras a fim de compensar gastos. Exemplificando, se uma mercadoria for frágil, mas necessitar de um embrulho grande, ela ocupará muito espaço, o que provavelmente diminuirá a capacidade de transporte do caminhão.

O mesmo ocorre com um produto que pode ser menor, mas muito pesado, pois influencia na capacidade de transporte por peso do caminhão.

Sendo assim, o peso cubado é comparado com o peso bruto e é adotado o frete de maior valor.

Como calcular o peso cubado?

O peso cubado é o cálculo realizado para precificar o frete baseado em metros cúbicos. Ele é encontrado a partir da multiplicação dos fatores: altura x largura x comprimento x fator de cubagem.

O fator de cubagem é um valor definido pela transportadora e equivale a um metro cúbico dentro do seu veículo. O fator mais comum no transporte rodoviário é o fator 300kg/m³, mas vale ressaltar que esse fator pode variar de acordo com cada transportadora e, é um fator importantíssimo a se considerar na hora de contratar uma transportadora.

Clique aqui e veja dicas de como contratar uma transportadora.

4. GRIS

O GRIS é o Gerenciamento de Risco em Transporte Rodoviário de Cargas, é uma taxa cobrada pelas transportadoras para cobrir custos de medidas tomadas para prevenir e combater situações de roubo.

Com isso, as empresas podem investir em tecnologia, instalando travas, sistemas de rastreamento, planejamento de monitoramento das rotas e em alguns casos, contratação de escolta.

As taxas do GRIS podem variar, todavia, há alguns parâmetros pré-definidos pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística). O valor mínimo a ser cobrado da taxa é de R$ 3,00 e o valor cobrado por NF-e é de 0,30%, permanece o maior.

5. Ad Valorem

Também chamado de Frete Valor, é uma taxa definida diretamente na tabela de frete e é referente ao seguro da mercadoria, variando de acordo com o valor da mesma.

O Ad Valorem tem duas principais composições, o RCTR-C, Responsabilidade Civil sobre o Transporte Rodoviário de Cargas, resguardado pela Lei de N° 61.687/67, é o seguro referente a acidentes e é obrigatório.

Já o seguro RCF-DC, Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga, é facultativo e cobre desvios e roubos de cargas.

6. Taxa de restrição de trânsito (TRT)

A taxa de restrição de trânsito foi criada em virtude de restrições de circulação para veículos de transporte, ocasionado por causa do grande aumento de veículos, congestionamentos e dificuldade em conseguir vagas de estacionamento em grandes cidades. Essa taxa visa suprir os custos adicionais e o menor rendimento das transportadoras, por causa dessas restrições.

As restrições influenciam seja na coleta, na entrega e também quando a rota de passagem inclui locais onde há essas restrições.

7. Pedágio

Em 2001 vigorou a Lei de N° 10.209 que, torna de responsabilidade do embarcador as despesas referente aos pedágios das transportadoras.

O valor referente ao preço do pedágio é dividido entre os contratantes das transportadoras, quando é frete fracionado e é acrescido no valor final do frete.

8. Taxa de despacho

A taxa de despacho é criada para cobrir custos de coleta, embarque, despacho e entrega das mercadorias. É uma taxa comum em transportes de cargas fracionadas, é uma taxa operacional e geralmente já é pré-definida pelas transportadoras.

Logo, é mais um item a comparar na hora de realizar a cotação de frete.

9. Custos pós-envio

Em algumas entregas, podem ocorrer imprevistos e gerar custos adicionais, como uma entrega não efetuada, onde é necessário novas tentativas de entrega, ou a devolução de um produto com avarias ou onde o cliente recusa-se a receber ou ainda, o reenvio de produtos extraviados.

Como realizar as cotações de frete de maneira automática?

O valor do envio ao longo do tempo ganhou grande peso na hora do cliente decidir onde comprar, logo ter o melhor serviço a oferecê-lo, implica ter várias opções de entrega, preços e prazos, o que dá a sua empresa um grande diferencial.

Todavia, como citado acima, há muitas questões a considerar e muitas variáveis que podem incidir diretamente nos valores do frete e, apesar de ser uma operação vital para as empresas, muitos pecam neste setor, seja com pessoas não qualificadas para realizar as cotações de frete ou com processos inadequados.

Uma ótima alternativa é a automação logística, que otimiza processos, desde as cotações de frete até a entrega do produto ao consumidor, além da redução de erros de cálculos e agilidade, essa medida pode fornecer outros benefícios como utilizar diversas transportadoras sem ter contrato com elas, ou obter KPIs sobre sua operação.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Como funcionam as cotações de frete no e-commerce
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% de desconto
50% de desconto
10% de desconto
30% de desconto
20% de desconto
30% desconto
50% de desconto
20% de desconto
30% de desconto
50% desconto
30% de desconto
50% de desconto
Gire e ganhe desconto no ingresso
Digite seu endereço de e-mail e gire a roda. Esta é sua chance de ganhar descontos incríveis!

Escolha a cidade para o desconto!

Regras:
  • Uma chance por email
  • Não acumula para outra cidade
  • Enquanto durarem os ingressos free.