Correios Aumentam o Valor na Cobrança Adicional de Manuseio de Encomendas

Este ano de 2018 está sendo marcado por muitas mudanças negativas por parte dos Correios. Começou com a declaração de conteúdo e […]

Este ano de 2018 está sendo marcado por muitas mudanças negativas por parte dos Correios. Começou com a declaração de conteúdo e agora mais duas novidades não estão agradando em nada seus usuários. A primeira é a cobrança de R$15,00 no despacho postal que ocorreu no final de agosto e a segunda e mais recente mudança da estatal, é o aumento de preço para o envio de produtos cilíndricos.

Com essa recente mudança,  qualquer tipo de embalagem cilíndrica ou quadrada acima de 70 cm estará sujeita à cobrança de R$79,00 adicionais ao valor de frete. A alegação dos Correios é que embalagens que se movem, como tubos por exemplo, atrapalham, pois as esteiras que as carregam acabam parando e atrapalhando o processo.

O aumento na verdade é um reajuste que já havia sofrido alteração em março, quando o valor para envio de produtos cilíndricos eram de R$20,00. A nova regra começa a vigorar a partir do dia 10 de setembro.

Características dos objetos que sofreram aumento:

  • Objeto cuja maior dimensão seja superior a 70 cm;

 

  • Objeto embalado em formato rolo/cilíndrico ou esférico, por não garantirem estabilidade na bandeja da máquina de triagem:


A intenção dos Correios é minimizar os impactos de setup ocasionados pela parada das máquinas, por conta dos objetos tratados como “não mecanizáveis”. Hoje o sistema de esteiras utilizado pelos Correios restringe-se a certos tipos de embalagens, ocasionando diversas paradas no processo de separação das encomendas.

O que fazer com a nova mudança?


Alexandre Martins Davoli (Gerente Comercial do Frete Fácil) orienta os lojistas online como proceder com o novo aumento dos Correios:

   “As soluções para os lojistas é reembalar objetos em formato de rolo/cilíndrico          ou esférico, para que a postagem seja realizada em pacotes quadrados ou retangulares. Quando possível, redistribuir os produtos dentro da caixa para que a dimensão final de postagem não tenha nenhuma das dimensões ultrapassando 70 cm.”

Acesse:  Escola Responde!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário