Nova tendência: compra de alimentos online sobe 900%

Já pensou em comprar alimentos perecíveis online? Saiba que essa nova prática tem conquistado cada vez mais os consumidores brasileiros. Conheça um […]

Já pensou em comprar alimentos perecíveis online? Saiba que essa nova prática tem conquistado cada vez mais os consumidores brasileiros. Conheça um pouco mais sobre essa nova tendência.

 

 

Uma pesquisa realizada pela Linx e a Mercadapp nos mostra um dado interessante sobre a mudança de comportamento do consumidor. Portanto, se antes a possibilidade de comprar itens de feira através da internet era absurda, hoje a ideia já traz grandes oportunidades.

É visível que após a crise do Coronavírus (COVID-19), a compra de itens online disparou de forma surpreendente no Brasil. Porém, essas compras foram muito além de itens como vestuário, beleza e perfumaria, entre outros.

Ou seja, as pessoas notaram durante esse processo, o quão prático era adquirir alimentos como frutas e hortaliças também via internet.

Compra de itens de feira online subiu 900%

O consumidor está em busca de praticidade, e isso já aparece em dados. Ou seja, para se ter uma ideia, a compra de alimentos como frutas e hortaliças – que lideram a lista de compra, aumentou em 900%.

Empresas já investem na nova tendência

Não é de hoje que algumas empresas notaram o potencial da ideia. O iFood, por exemplo, que já atua no ramo de pedidos/entrega de alimentos pela internet, adicionou em seu aplicativo a opção “supermercado”. Possivelmente, visando esse sucesso.

Outras empresas como: LivUp, famosa do setor de pratos congelados, também começou a disponibilizar itens de supermercado em seus serviços.

A Shopper que já atuava no ramo de supermercado online, por sua vez, adicionou em seus serviços a venda de produtos frescos, por exemplo.

E recentemente até mesmo a Americanas atenta a esse mercado, adquiriu de forma estratégica a Hortifruti Natural da Terra. Ou seja, no próximo ano provavelmente teremos cada vez mais empresas imersas no ramo.

Desafios da venda de alimentos frescos online

Empresas que já investem no ramo, com certeza já estão tendo que lidar com alguns desafios propostos pela nova tendência.

O primeiro deles é o fato de armazenar e transportar esses produtos, de forma que cheguem em perfeito estado ao cliente. Necessário a utilização de carros com ar-condicionado, por exemplo.

E outro detalhe que pode ser motivo de preocupação, seria o fato do produto não corresponder à expectativa do cliente. Afinal, não foi ele que escolheu aquela fruta ou verdura, por exemplo. E isso poderá interferir de forma direta na experiência de compra desse cliente.

Em resumo, o e-commerce veio para ficar. E podemos notar que, cada vez mais ele fará parte da vida dos consumidores brasileiros que já se adaptaram à ideia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário