Algoritmo do Mercado Livre: como funciona e o que fazer para ficar na primeira página?
Como adaptar seu layout para vender mais na Black Friday?

Como vender pelo WhatsApp? Confira 7 dicas essenciais!

Publicado em: • Última Atualização:

Quando vendemos pela internet, uma das decisões mais sábias é procurar os melhores canais para nos comunicarmos com os clientes. Assim, mesmo que você já esteja presente em redes sociais, é interessante também saber, por exemplo, como vender pelo WhatsApp.

Segundo último levantamento do próprio aplicativo, a quantidade de usuários ativos nele chegava a 120 milhões somente no Brasil. Isso significa que as oportunidades de atrair e converter clientes interessados nos seus produtos são grandes.

Contudo, existem algumas regrinhas na hora de trabalhar com esse tipo de plataforma. Acompanhe o texto a seguir e descubra algumas dicas para vender bem no WhatsApp!

 

Aprenda mais com o quadro Escola Responde:

 

1. Utilizar listas de transmissão

Listas de transmissão são diferentes dos famosos grupos de WhatsApp. Elas permitem que você envie a mesma mensagem para até 256 contatos de uma só vez. Isso é legal, pois a mensagem tem um ar mais personalizado. Além disso, o usuário tende a se sentir mais à vontade para entrar em contato, fazer comentários sobre o que recebeu e tirar dúvidas.

Os grupos não são aconselháveis, pelo fato de você reunir diversas pessoas que não se conhecem. Além do mais, fazer isso sem permissão é antiético, pois todos ali reunidos têm acesso aos dados dos outros, como foto e número de telefone. Ainda, essa não é uma forma efetiva de fazer alguém abrir sua mensagem.

Sem contar que em grupos, algumas pessoas fogem um pouco do bom senso e mandam mensagens desnecessárias para todos, o que tende a irritar a maioria e fazer com que abandonem o espaço.

2. Segmentar os contatos

Outra dica imprescindível de como vender pelo WhatsApp é separar os contatos em ao menos duas listas de transmissão. Isso, porque, assim como acontece nas compras pelo site, cada lead está em um processo diferente na etapa de aquisição.

Se você tiver uma ferramenta CRM (Customer Relationship Management) que consiga avaliar o comportamento do consumidor e segmentá-lo adequadamente de acordo com as etapas de descoberta, consideração e decisão, ótimo.

Se não, tente, pelo menos, descobrir aqueles que já são clientes e aqueles que apenas estão interessados em conhecer um pouco mais sobre a marca. Você se comunicará de forma diferente em cada lista, dando a entender que tem uma noção de quem é aquela pessoa que recebe a mensagem.

Por exemplo, aos que já adquiriram algo, você pode dizer que a empresa tem satisfação de tê-los como clientes especiais e fazer anúncios com o intuito de fidelização. Aos que nunca fizeram aquisições, você pode falar que a loja se sentiria muito contente ao vê-los como clientes e criar publicidade com o objetivo da primeira conversão.

Não se esqueça de monitorar as compras, a fim de descobrir se algum usuário já pode fazer parte da outra lista.

3. Não usar a ferramenta para fazer spam

Segure a empolgação inicial e evite enviar diversas mensagens diárias. Esse comportamento será considerado spam e afastará aquele lead da sua marca.

Tudo precisa de planejamento, e aqui, ao vender pelo WhatsApp, a história não é diferente. Sendo assim, crie um cronograma com todas as mensagens que serão enviadas no mês.

De preferência, escolha sempre o mesmo dia e horário, o que fará com que a lista já saiba quando esperar uma nova mensagem sua. Também alterne os tipos de materiais enviados. Tenha códigos promocionais, fotos de novos produtos, tutoriais, mensagens de áudio e vídeos em diversos estilos, como dicas ou unboxing.

4. Enviar conteúdos interessantes

Essa dica complementa a anterior. Não adianta enviar conteúdos apenas para se fazer presente. Parte deles até pode ter um tom mais divertido, como os memes, se o perfil do público aceitar isso. No entanto, a maioria precisa ser relevante, para que os consumidores enxerguem valor na marca. Essa é, inclusive, uma forma de ajudar a crescer a sua autoridade.

Então, crie artigos ou vídeos que possam tirar dúvidas, ensinar conceitos e abordar assuntos que sejam do interesse da persona. Usar o conhecimento na área com criatividade permite a produção de conteúdos diferenciados e atrativos.

5. Sempre pedir autorização aos clientes

Não se esqueça de sempre pedir autorização aos clientes para que tenham seus números adicionados. Existem várias maneiras de fazer isso.

Por exemplo, ao disponibilizar um e-book para ser baixado no site, você pode solicitar o número do celular e perguntar se o usuário deseja receber promoções especiais. Landing pages para que se cadastrem na newsletter são outra opção. Também é possível deixar um anúncio chamativo na página do e-commerce, para que as pessoas se sintam motivadas a compartilhar o número do telefone.

De qualquer forma, nunca envie mensagens a alguém que não tenha autorizado isso.

6. Investir em um relacionamento mais próximo

Aproveite a facilidade dessa plataforma para criar um relacionamento mais próximo com seus prospects e clientes. Incentive-os para que também enviem mensagens com dúvidas ou sugestões de melhorias. Esteja aberto a oferecer suporte.

Quando alguém entrar em contato, não o deixe esperando por muito tempo. Responda prontamente e seja gentil, sempre, ainda que a outra parte não o trate assim. Para um atendimento mais dinâmico e sem riscos de mal-entendidos, dê preferência ao áudio.

7. Usar gatilhos mentais

O copywriting é essencial para boas vendas. Gatilhos mentais, quando bem usados, são boas armas para trabalhar a persuasão e influenciar pessoas. Eles ajudam o consumidor a enxergar mais motivos para que faça as aquisições.

Podemos falar dos principais, que são:

  • urgência: no lançamento de algum produto ou promoção, estabeleça um prazo para que a compra seja feita com as vantagens. Isso ajuda as pessoas a tomarem decisões mais rapidamente;
  • antecipação: dias antes de um novo produto entrar em cena, ou mesmo algumas semanas antes da Black Friday, por exemplo, envie mensagens deixando as pessoas curiosas sobre o que está por vir;
  • prova social: temos necessidades de pertencer a grupos e somos influenciados pelas opiniões de seus membros. Uma ideia é enviar depoimentos reais de clientes supersatisfeitos com as compras.

Com todas essas dicas de como vender pelo WhatsApp, agora o processo ficou bem mais fácil, não acha? Uma das maiores vantagens dessa plataforma é que as pessoas já recebem diretamente as mensagens, não correndo o risco de ficarem perdidas no meio de tantas outras, como pode acontecer com o e-mail.

Diversificar as formas de atrair clientes é essencial, sendo assim, aprenda, no próximo artigo, como fazer bons anúncios no Facebook!

 

Aprenda mais com o quadro Escola Responde:

 

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Como vender pelo WhatsApp? Confira 7 dicas essenciais!
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *