Como vender na Amazon: Vantagens, cadastro e quais produtos são permitidos no marketplace!

Para vender no marketplace da Amazon é muito simples. O primeiro passo é escolher um plano mais adequado ao seu modelo de negócio, definir uma estratégia de vendas e fazer seu registro como vendedor no site oficial da Amazon.

Entender como vender na Amazon pode parecer um projeto ambicioso.

Mas o fato é que se tornar vendedor no maior marketplace do mundo requer apenas algumas etapas simples, o que torna essa opção interessante para empresas e pessoas físicas.

A Amazon permite anunciar produtos de milhares de compradores e garante uma experiência de compra extremamente prática para os usuários.

Em comparação às suas concorrentes no Brasil, como Mercado Livre e Americanas, a Amazon não fica atrás em questão de tráfego diário e número de vendas.

A popularidade da plataforma a transformou em um canal quase obrigatório para quem possui um e-commerce.

Para mostrar que vender na Amazon está apenas a alguns cliques de distância, criamos este guia especial completo.

Continue sua leitura para saber sobre as vantagens de vender na Amazon, o que você pode vender e como se cadastrar na plataforma. Acompanhe!

Por que vender na Amazon?

Existem muitas razões pelas quais você deveria vender na Amazon. Aqui estão algumas vantagens de vender no marketplace de Jeff Bezos.

Acesso a milhões de clientes

Mais de 200 milhões de compradores da Amazon assinam o Amazon Prime, o serviço da plataforma que inclui benefícios especiais.

Além desses compradores, a Amazon ainda recebe pedidos de milhões de outros usuários que estão cadastrados na plataforma, mas não assinam o serviço de benefícios especiais.

O que isso significa para você como vendedor?

Significa que a Amazon coloca os seus produtos diante dos olhos de milhões de compradores interessados, no mundo todo, se tornando uma forma de vitrine online.

Muitos vendedores são atraídos pela popularidade da Amazon, o que colocou a plataforma entre os maiores marketplaces do mundo.

Apesar de a concorrência ser alta, é uma exposição que não pode ser ignorada por quem vende na internet, especialmente para negócios que estão começando no varejo digital.

Reputação da Amazon

Os milhões de clientes que acabamos de mencionar não estariam comprando na Amazon se não confiassem na empresa.

Como vendedor, você pode ganhar um pouco dessa confiança para sua própria loja.

A Amazon impõe uma série de normas para tornar a sua plataforma um lugar seguro e confiável para fazer compras.

Os compradores apreciam esse cuidado e sabem que os vendedores da Amazon precisam atender a esses padrões para continuar vendendo.

A sua presença na Amazon ajuda a mitigar os riscos que alguns clientes enfrentam nas compras online, e isso é ótimo.

Oportunidade de vender para outros países

A Amazon oferece a vendedores parceiros selecionados uma série de ferramentas e serviços que podem simplificar as oportunidades de vendas internacionais.

É uma oportunidade de expandir seu mercado consumidor para fora do Brasil e aumentar o seu faturamento.

Baixo investimento inicial

Para vender na Amazon, não precisa de muito para começar.

Você pode vender praticamente qualquer nicho no marketplace do Bezos.

Inclusive itens que podem ser estocados na garagem de casa ou aqueles que não precisam de estoque, como produtos digitais.

O vendedor da Amazon também não precisa gastar muito com marketing.

A Amazon já atrai milhões de clientes para a sua plataforma diariamente, e você tem acesso a eles.

Além disso, as taxas cobradas pela plataforma são baixas. Para se cadastrar como vendedor, você deve optar por um dos planos mensais que não passam de R$ 19,00.

Se injetar um dinheiro ainda é uma barreira para você vender na internet, que tal se cadastrar na Amazon e já começar economizando? Pense nisso!

Gestão centralizada

Todos os aspectos da sua loja da Amazon são administrados em uma única plataforma, que é o Seller Central.

Por lá, você tem acesso aos benefícios do seu plano de vendas e a informações de suporte ao vendedor.

Como vender na Amazon?

A seguir, separamos o passo a passo completo para se tornar um vendedor na Amazon, confira!

Escolha um plano de vendas

Antes de se registrar como vendedor da Amazon, é preciso ter em mente o plano de vendas ideal para o seu negócio.

A plataforma oferece duas opções: plano individual e plano profissional.

Como Vender na Amazon - Planos

Plano profissional

O plano profissional é destinado para vendedores que desejam ter um fluxo alto de vendas e precisam de acesso a ferramentas avançadas de vendas.

Ao aderir a esse plano, você paga uma mensalidade de R$19,00, independentemente de quantos itens você vender.

Também é cobrada uma comissão referente a cada venda, que é uma porcentagem do valor total entre 8% e 20%, dependendo da categoria do produto.

Veja as funcionalidades exclusivas oferecidas no plano profissional:

  • gerenciar o inventário com planilhas, folhas de cálculo e relatórios;
  • colocar o produto como elegível a “oferta em destaque” de acordo com a performance;
  • personalizar as taxas de envio para os produtos;
  • criar promoções que aparecem na página de ofertas do dia;
  • adicionar vários usuários à conta de vendedor;
  • usar integradores para gerenciar a sua loja;
  • aumentar a visibilidade e as vendas na Amazon com anúncios.

Plano individual

O plano de vendas individual é destinado a vendedores que pretendem vender menos de 10 itens por mês e que não precisam das ferramentas de vendas avançadas.

No plano individual, você não paga a taxa de assinatura mensal, apenas uma tarifa de R$ 2,00 por item vendido.

No plano individual, também é cobrada a comissão entre 8% e 20% por venda, dependendo da categoria do produto.

Defina a sua estratégia de vendas

Depois de escolher o plano ideal para a sua loja na Amazon, é preciso escolher o seu tipo de negócio: distribuidor de produtos ou dono de um negócio.

Um distribuidor compra produtos que já existem de outras empresas fabricantes e publicam na Amazon.

Já os donos de negócios fabricam os seus próprios produtos ou compram produtos para vender sob uma marca própria.

Antes de fazer o registro na plataforma, tenha em mente qual é a melhor estratégia de vendas para o seu negócio.

Estratégias para vender na Amazon em 2022 com Ainá Paolillo.

Faça o registro como vendedor

Com tudo planejado, é hora de criar seu perfil como vendedor na Amazon.

Na página de Venda na Amazon, você encontrará informações básicas sobre como funciona o marketplace. No canto direito da tela, vá em Registre-se.

Como Vender na Amazon - Registro

Em seguida, será preciso escolher o plano de vendas para o seu negócio: plano individual ou plano profissional.

Na tela, você encontra os benefícios oferecidos por cada opção.

Como Vender na Amazon - planos

Depois de selecionar o plano, é hora de criar o seu perfil de vendedor na Amazon.

Na tela abaixo que aparecerá, clique em Criar a sua conta da Amazon e siga o passo a passo oferecido pela plataforma.

Como Vender na Amazon - Cadastro

A criação da conta é dividida em três etapas, conforme aparece na tela abaixo.

Como Vender na Amazon - Cadastro vendedor

Ao final da terceira etapa, o seu registro como vendedor da Amazon estará feito. A partir daí, você terá acesso ao Seller Central, de onde poderá gerenciar todos os aspectos da sua loja.

Publique os produtos

O processo de cadastrar os produtos na Amazon deve ser feito pelo Seller Central Amazon.

Como Vender na Amazon - Produtos

A Seller Central oferece duas maneiras de adicionar um produto. A escolha de como adicionar dependerá se o produto já foi registrado na Amazon ou não.

Para determinar qual será a maneira de adicionar, é necessário que o vendedor faça uma busca no menu Inventário do Seller Central, utilizando o nome do produto ou um código relacionado a ele, como o código EAN.

Se o produto aparecer, será necessário vincular a sua oferta à publicação que já existe.

Se não tiver resultados, significa que será necessário criar o cadastro do produto.

O cadastro é feito no próprio Seller Central, na opção “Adicionar um produto”. Para fazer o cadastro, será necessário inserir os seguintes dados para criar uma publicação:

  • ID do produto — esse é um código de identificação do produto, como UPC, EAN/GTIN ou JAN;
  • detalhes da oferta — preço, as opções de envio, quantidades e condições do produto;
  • detalhes do produto — nome, marca, descrição e imagens do produto;
  • palavras-chave — termos de pesquisa que auxiliam os clientes a encontrarem os produtos no marketplace.

Se o produto não possui ID, você pode solicitar a isenção dessa informação. Isso acontece, por exemplo, com os produtos artesanais ou de marca própria. A solicitação da isenção acontece no Seller Central.

É importante fornecer o máximo de informações detalhadas para atrair a atenção dos clientes e agilizar a jornada de compra.

Descrições com informações relevantes e imagens de qualidade, por exemplo, são pontos positivos.

Quais documentos são solicitados?

A seguir, confira todos os documentos necessários para iniciar o seu registro na Amazon.

Documentos para o processo de registro:

  • Nome do titular da conta;
  • Endereço de e-mail e número de celular;
  • Informações de sua empresa — razão social ou nome da pessoa física titular da conta, endereço comercial (com comprovante de endereço disponível) e nome fantasia (esse será o nome de sua loja online na Amazon);
  • Conta bancária na qual a Amazon depositará os pagamentos das vendas;
  • Cartão de crédito ou débito do titular da conta — após três meses, a primeira mensalidade será cobrada nesse cartão. Depois disso, a mensalidade será debitada automaticamente dos seus ganhos por venda.
Como Vender na Amazon - Documentos

Documentos para a verificação de identidade:

  • Documento original escaneado colorido do titular da conta (nome no cartão de crédito ou débito) — pode ser RG, passaporte ou carteira de motorista;
  • CPF ou CNPJ;
  • Comprovação dos dados bancários (máximo de 3 meses anteriores) — os dados devem coincidir com os dados bancários fornecidos no registro da conta, o endereço deve coincidir com o endereço comercial fornecido no registro e é preciso informar o nome informado na Razão Social fornecido no registro.

Quais são os custos?

Vender na Amazon envolve quatro fatores financeiros: mensalidade do marketplace, comissão por venda, custos com logística (armazenamento e envio do produto) e marketing.

Um vendedor pode somar a esses fatores custos envolvidos na produção específica do produto, mas, de modo geral, são esses fatores que estão em jogo para todos os vendedores.

A seguir, entenda melhor como funcionam esses quatro fatores antes mesmo de começar a vender no marketplace da Amazon.

Mensalidade

O custo básico de se tornar vendedor na Amazon é a mensalidade de R$ 19,00 para quem adere ao plano de vendas profissional.

É um preço relativamente baixo, considerando a gama de funcionalidades que o vendedor obtém no plano e o resultado que você pode alcançar expondo os seus produtos para milhões de clientes fidelizados pela Amazon.

Além disso, os dados e relatórios de desempenho podem fazer seu negócio aumentar o faturamento, o que acaba compensando o valor da mensalidade no orçamento.

O abatimento da mensalidade acontece pelo cartão de crédito que o vendedor cadastrou na plataforma ao se registrar na Amazon.

Comissão

A cada venda realizada na Amazon, é cobrada uma comissão da marca. Por ser um custo recorrente, é importante que o valor da comissão entre na sua previsão de vendas.

Para quem aderiu ao plano individual, existem duas comissões cobradas:

  • A primeira é a comissão de R$ 2,00 prevista no plano.
  • A segunda é a comissão que varia entre 8 e 20% do preço, dependendo da categoria do produto.

Você pode consultar a porcentagem da comissão cobrada em cada categoria na tabela oficial no site da Amazon.

De acordo com a Amazon, a comissão mínima aplicada ao produto (o menor valor pago) é R$ 1,00.

Quem aderiu ao plano profissional já tem a tarifa mensal de R$ 19,00.

Portanto, a única comissão a ser paga por venda é a comissão cobrada de acordo com a categoria do produto.

Como Vender na Amazon - Comissão

Reembolso

Quando um cliente solicita o reembolso, a Amazon retornará o valor da comissão cobrado pela venda. No entanto, o vendedor precisa pagar uma tarifa administrativa.

A tarifa de reembolso representa 20% da comissão.

Por exemplo, se o valor recebido pela Amazon foi de R$ 2,00 na comissão, o cálculo da tarifa de reembolso é feito descobrindo quanto é 20% dessa quantia, que é R$ 0,40.

Logística

Os custos com logística variam de acordo com o método de envio dos produtos que você escolher para os seus pedidos.

Você pode enviar os produtos por conta própria e definir o preço do frete para os clientes.

Porém, se você aderir a um dos programas de logística da Amazon, será preciso arcar com os custos envolvidos na opção escolhida. Ao todo são três programas:

É importante entender todas as opções de logística e seus respectivos valores antes de começar a vender na Amazon.

Marketing

Ao criar uma conta como vendedor na Amazon, você poderá acessar o Amazon Advertising, também conhecido como Amazon Ads, uma ferramenta independente dos outros serviços do marketplace.

Você pode divulgar pelo Amazon Ads a sua marca ou produtos no formato de vídeo, gráfico, banner, pesquisa dentro do site e até criar anúncios para redes sociais.

É possível definir o orçamento para cada campanha, escolher o melhor tipo de anúncio e configurar o seu público-alvo.

Se você deseja impulsionar as suas ofertas da plataforma, pode ser um ótimo investimento dedicar uma parte do orçamento da sua loja ao Amazon Ads.

Como Vender na Amazon - Amazon Ads

Quais categorias de produtos estão disponíveis na Amazon?

Ao todo, são 20 categorias de produtos na Amazon.

Em cada categoria, é possível encontrar dezenas ou centenas de produtos diferentes para vender.

Há produtos de categorias específicas que precisam de uma pré-aprovação da Amazon antes de serem comercializadas na plataforma.

Nas categorias que não precisam de pré-aprovação, o vendedor pode cadastrar e publicar o produto instantaneamente.

Abaixo, confira a lista completa das categorias de produtos e se cada uma delas precisa da aprovação da Amazon.

  • Vestuário, sapatos, Inspeções, joias, bagagem — não precisa de aprovação;
  • Carros e motos — não precisa de aprovação;
  • Produtos para bebês — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Beleza — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Livros — não precisa de aprovação;
  • Cervejas, vinhos e destilados — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Câmeras e fotografia — não precisa de aprovação;
  • Produtos eletrônicos — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Comidas e bebidas — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Saúde e cuidados pessoais — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Casa e cozinha — não precisa de aprovação;
  • Jardim e piscina — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Produtos para escritório — não precisa de aprovação;
  • Computadores — não precisa de aprovação;
  • Produtos para animais de estimação — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Software — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Esportes, aventura e lazer — não precisa de aprovação;
  • Brinquedos e jogos — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos;
  • Ferramentas — não precisa de aprovação;
  • videogames — não precisa de aprovação, exceto para alguns produtos.

Em categorias que não precisam de aprovação prévia, ainda existem produtos específicos que podem demandar a aprovação.

Para saber quais são esses produtos, você pode conferir todos os detalhes a respeito de cada categoria na página oficial da Amazon sobre o assunto.

Nesse link, você também pode saber em quais categorias é permitida a venda de produtos usados como mostra a tabela abaixo:

Como Vender na Amazon - Categorias de produtos

Quem pode vender na Amazon?

Qualquer pessoa pode vender na Amazon, desde que tenha algumas informações e documentos básicos:

  • CPF ou CNPJ válido;
  • cartão de crédito;
  • titular de conta bancária;
  • número de telefone.

O registro como vendedor na plataforma não é burocrático e leva apenas alguns minutos caso você tenha todas as informações e os documentos em mãos.

Quais são os desafios de vender na Amazon?

Então, vale a pena vender na Amazon?

A resposta mais fácil para essa pergunta, depois de tudo que vimos até aqui, é: sim, vale a pena.

Porém, quando você começar, ainda será um peixe pequeno no oceano. Os vendedores, sobretudo os iniciantes, encontram desafios como em qualquer outro marketplace.

Por isso, é essencial entender os maiores desafios de vender na Amazon antes de começar na plataforma. Abaixo, confira quais são eles e algumas dicas de como você pode superá-los.

Concorrência

O seu produto disputará a atenção do consumidor com outros vendidos por centenas ou milhares de negócios.

As chances de um consumidor ser afetado por uma avaliação negativa e ir para a página do concorrente é alta.

A sua loja também precisa disputar espaço com a própria Amazon, pois o marketplace também oferece os seus produtos na plataforma.

As estratégias para ganhar espaço em meio à concorrência envolvem oferecer preços competitivos e frete gratuito, se possível, responder as dúvidas que aparecem de potenciais consumidores e inserir o máximo de detalhes na página do produto.

E-book: Análise de concorrência

Identidade da marca

Quantas vezes você fez uma compra na Amazon e nem percebeu o nome do vendedor?

Talvez muitas vezes, e com certeza, você não é a única pessoa a fazer isso.

A Amazon tem um foco muito maior nas avaliações dos clientes e nos detalhes oferecidos sobre o produto, de modo que o nome da marca se torna um simples detalhe no pedido.

Não à toa, muitos vendedores da Amazon possuem, além do perfil na plataforma, um canal de vendas próprio como um e-commerce para criar uma identidade da loja mais forte.

A partir da plataforma de e-commerce, a loja virtual pode levar os seus produtos para a Amazon de um jeito simples e rápido.

Fidelidade de clientes

O desafio de fidelizar clientes vendendo na Amazon acontece pela dificuldade de criar uma identidade da marca: por que um cliente vai comprar de você, e não do concorrente?

Em algumas categorias, é difícil encontrar uma resposta.

Por mais que um vendedor ofereça preços competitivos e fretes com valores razoáveis.

A Amazon pode oferecer a sua própria versão do produto e ter uma capacidade maior de oferecer frete grátis e preços menores.

Não significa que é desvantajoso vender na Amazon por conta da dificuldade de fidelizar clientes.

Seja qual for o tamanho do negócio, um vendedor pode se cadastrar e obter resultados rápidos com a plataforma.

Entretanto, você, como vendedor, pode potencializar suas vendas usando a Amazon integrada com outros canais digitais, como uma loja virtual.

Neste post, vimos um guia completo de como vender na Amazon. Com tantos benefícios, usar o marketplace de Jeff Bezos é uma ótima forma de aumentar o seu faturamento.

Quer aprender mais? Aproveite para baixar o nosso e-book sobre como integrar sua loja virtual aos marketplaces!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário