Google lançará o Google Shopping Actions para concorrer com marketplaces
Criar site de vendas: veja os itens básicos para começar a vender

Como fazer para vender minhas fotos online e faturar bastante?

Publicado em: • Última Atualização:

Trabalhar com aquilo que gostamos de fazer é, talvez, um privilégio raro para a maioria das pessoas. Porém, tendo um pouco de persistência e seguindo as dicas certas, é possível fazer parte desse seleto grupo. Dessa forma, você pode sim vender fotos online e se dar muito bem com isso.

Você não precisa ser nenhum Sebastião Salgado para conseguir sucesso. Mas, assim como qualquer tipo de trabalho, será necessário colocar a mão na massa (não só na câmera), testar estratégias, arriscar-se e sempre ir atrás de informações disponíveis para esse mercado. Essas são algumas das atitudes que ajudam um profissional a ganhar reputação e a conquistar seu espaço de autoridade.

Então, acompanhe este nosso texto, pois trouxemos dicas importantes para você!

Começando a vender fotos online

Há algumas formas de começar as vendas e vamos falar de duas neste artigo. Na primeira, o profissional poderá optar por expor suas imagens em alguns sites específicos para isso. A vantagem é que, grande parte das vezes, são páginas já conhecidas e que abrigam outras fotos de diversos fotógrafos também. Assim, um usuário pode fazer sua pesquisa no banco de dados e escolher a que mais o agrada.

Algumas das opções podem ser:

  • iStockphoto;
  • Shutterstock;
  • Fotolia;
  • DreamsTime;
  • BigStockPhoto.

Mas você também pode optar por ter uma própria loja, que acaba sendo mais vantajoso, como veremos a seguir, pois esses espaços citados acima costumam ficar com um percentual do valor que o cliente paga.

Desenvolvendo a própria loja

As vantagens de ter um comércio próprio são várias. Primeiro, o espaço é somente de um profissional, então não será preciso competir com alguém dentro dele. Além disso, há mais chances de conseguir passar autoridade e profissionalismo, dando mais seriedade a essa profissão que muitos costumam desvalorizar. Para conseguir montar o seu local, será preciso o seguinte.

Faça um plano de negócios

Todo profissional liberal precisa saber um pouco de empreendedorismo. Nesse ramo de negócio, diferentemente de um CLT, será preciso ter bem mais proatividade e investir na própria reputação, que é, de certa forma, a marca do fotógrafo. Decida o nome pelo qual quer ser conhecido e trabalhe em cima dele.

Também faça uma pesquisa de mercado e avalie as chances de obter bons resultados na área. Defina quem será o seu público-alvo ou o tema específico, que nesse caso, cabe uma diversidade de escolhas: crianças, gestantes, natureza viva, arquitetura, gastronomia, casamentos, formaturas etc. É importante essa definição para ter uma estratégia mais eficiente.

Analise os concorrentes nessa especificação e as ações que eles tomam para conseguir clientela. Pense em como seu negócio poderia se diferenciar para chamar a atenção.

Tenha estratégias de divulgação

Tendo em vista o público-alvo, será necessário definir como será a divulgação. Pessoas jovens utilizam bastante as redes sociais, assim, se o foco for eles, é importante estar por lá. Banners digitais também podem ser feitos para atrair mais pessoas. Além disso, é importante pensar em mostrar uma parte do seu trabalho.

Por isso, construa um portfólio, mesmo que pequeno, com algumas amostras. Se ainda não tiver nada realizado, encontre ideias ou chame conhecidos para serem cobaias. Mesmo que pareça estranho fazer esse trabalho de graça, pode ser a chance de cativar bastante gente com o resultado.

Saiba os processos exigidos

Abrir uma loja online exige alguns processos e documentos, como CNPJ, inscrição estadual e licenças especiais. Isso será importante para emitir nota fiscal, poder descontar impostos e ter um plano de aposentadoria.

Outro benefício é o de passar um ar mais profissional com um negócio regularizado.

Construa um site otimizado

Um site precisa entregar boa experiência ao usuário. Ele deve permitir que haja acesso por dispositivos mobiles, pois são muitas as pessoas que hoje navegam por smartphones. É imprescindível que as fotos carreguem de forma rápida para que o visitante não se canse de esperar. O layout precisa ser claro, amigável e ter cores combinando com o tema escolhido.

Comercializando fotos online

Além dessas informações relatadas, será necessário ter algumas táticas para conseguir alcançar mais pessoas e convencê-las de que seus produtos são de qualidade. Veja algumas delas a seguir!

Pense na precificação

Esse é um item um tanto sensível para muitos, principalmente no início da carreira. Existe um pensamento de que é legal começar a cobrar pouco e depois ir subindo os valores. No entanto, nem sempre isso deve ser levado à risca.

Para decidir o preço, primeiro avalie o quanto estão cobrando no mercado com fotografias do estilo da sua. Depois, será preciso analisar:

  • quantas horas você trabalhará por dia;
  • o quanto vale tudo o que foi investido em equipamentos;
  • quanto tempo você demora editando as fotos;
  • quanto você deseja receber mensalmente;
  • a qualidade que você consegue colocar com as técnicas que você domina;
  • qual o verdadeiro valor das fotos.

O último item dessa lista é o mais intangível. É o quanto significa sentimentalmente cada fotografia para seus clientes. Por isso vale a pena pesquisar o preço cobrado pelos concorrentes e quanto seu público-alvo está disposto a pagar.

Invista na segurança do site

É preciso se lembrar de que os clientes precisam se sentir seguros para comprar suas fotos online. Aqui você terá duas opções para suprir isso. Primeiro, conquistar selos que certifiquem a proteção do site ou ter uma plataforma que já cuide dessa parte. Segundo, ter formas de pagamento confiáveis e diversificadas, como gateways e intermediadores de pagamento.

Saiba SEO

Outro ponto imprescindível é o SEO, que significa otimização para buscadores. Quando um usuário digita algo que ele procura no Google, por exemplo, aparecem links com respostas. A sua loja deve aparecer  nos primeiros lugares para que as chances de seus produtos serem encontrados sejam maiores.

Estude os melhores tipos de palavras-chave para cada fotografia. Faça descrições apresentáveis. Os títulos das páginas e as URLs também precisam conter as keywords, para, assim, sua marca ser encontrada de forma fácil.

Vender fotos online pode trazer ótimos resultados, desde que o profissional consiga implementar boas estratégias e práticas. Busque sempre atualizar-se com relações às novidades, faça mensurações das conversões e aprimore seu trabalho para conseguir se destacar no nicho.

Aproveite e continue tendo boas informações para suas vendas, sabendo, agora, 7 segredos de como fotografar produtos para o e-commerce corretamente!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Como fazer para vender minhas fotos online e faturar bastante?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *