Afinal, como ser um ponto de coleta Mercado Livre? Entenda!

Se você está buscando informações de como ser um ponto de coleta Mercado Livre, saiba que investir nessa estratégia pode render bons […]

Se você está buscando informações de como ser um ponto de coleta Mercado Livre, saiba que investir nessa estratégia pode render bons lucros para seu negócio. Isso porque esse marketplace tem bastante visibilidade e confiança do consumidor.

Então, quem divulga seus produtos no site tem mais chances de vender e ser um ponto de coleta é um lucro extra. No entanto, é preciso entender todos os processos que envolvem a entrega full.

Neste post, reunimos todas as informações de como ser um ponto de coleta Mercado Livre, mas primeiro, vamos entender do que se trata essa estratégia.

O que é um ponto de coleta Mercado Livre?

Ser um ponto de coleta do Mercado Livre é servir de intermediador entre o vendedor anunciante do marketplace e a empresa de logística que faz as entregas para os clientes.

Então, quando um cliente comprar de um lojista que está próximo ao seu estabelecimento, ele vai deixar a mercadoria em seu ponto e a empresa de logística vai recolher.

Então, você não tem responsabilidade de entregar o produto, apenas de armazenar a mercadoria até que ela seja recolhida para ser encaminhado ao cliente.

Como ser um ponto de coleta Mercado Livre?

O Mercado Livre é o maior marketplace da América Latina e por isso, tem uma base imensa de lojistas. São milhares de transações por dia, o que oferece uma boa oportunidade de ganhar dinheiro tendo um espaço como ponto de coleta.

Para ser um ponto de coleta Mercado Livre você já deve ter uma empresa. Pode ser uma farmácia, supermercado, mercearia ou outro tipo de estabelecimento. O que não pode é simplesmente alugar um espaço para atuar somente como ponto de coleta ou armazenar as mercadorias em casa.

A seguir, vamos citar quais são os pontos essenciais para atuar nessa área.

Ter um espaço físico com capacidade para armazenar os produtos

Embora o ponto de coleta possa ser na sua própria empresa é preciso ter um espaço limpo e organizado para suportar a demanda de produtos. Além disso, seu estabelecimento deve ser localizado uma rua de fácil acesso e em uma região que tem alta movimentação de pessoas.

Lojas localizados nos centros de capitais e próximas a pontos de transporte público têm mais chances de serem aprovadas no processo para ser ponto de coleta Mercado Livre.

No mais, a empresa deve funcionar pelo menos de segunda a sexta-feira em horário comercial.

Fazer parceria com uma transportadora

Para se candidatar a ser um ponto de coleta é necessário fazer um cadastro para ser parceiro de uma transportadora. Atualmente, a Kangu é a empresa que faz a maior parte das entregas para o Mercado Livre, apesar de ter outras no mercado.

Então, você faz um pré-cadastro, preencher todos os campos solicitados. Depois desse processo será feita uma análise e se houver uma boa demanda para aquele local, há uma grande chance de aprovação.

Atualmente, empresas de capitais e grandes centros têm mais demanda. Então, se seu estabelecimento for aprovado, vai receber contato da transportadora e começar a receber os pedidos de vendedores.

Ter um celular com acesso à internet

É importante ter um celular com acesso à internet e com o aplicativo da Kangu instalado. Por meio do app você administra todas as mercadorias que chegam em seu ponto de coleta. Ele gerencia desde a entrada até a saída dos produtos, o que facilita saber quanto vai receber pelo serviço.

Além disso, o aplicativo é um meio de deixar a empresa de logística a par das demandas em seu ponto.

Ter conta bancária de pessoa jurídica

Ter um CNPJ faz parte das exigências para quem procura saber como ser um ponto de coleta Mercado Livre. Então, o lojista ainda deve ter uma conta bancária vinculada a esse documento para receber os pagamentos do marketplace.

No entanto, não é preciso abrir outra conta especificamente para isso. Pode usar a conta atual da empresa.

Quais são as vantagens de ser um ponto de coleta do marketplace?

O principal objetivo de lojistas se interessarem por esse trabalho são os ganhos financeiros — claro! Mas essa não é a única vantagem de ser um ponto de coleta Mercado Livre. Veja outros benefícios de se tornar um intermediador entre o marketplace e seus vendedores!

Mais visibilidade para seu negócio

Se sua empresa for aprovada para servir de ponto de colega, significa que tem uma alta demanda em sua região. Dessa forma, haverá uma movimentação grande de pessoas, o que vai aumentar a visibilidade de seu negócio.

Isso porque além de vendedores, clientes também podem buscar as mercadorias diretamente em sua loja. Com o tempo, muitos deles podem vir a ser clientes de seu negócio.

Além disso, o próprio Mercado Livre vai recomendar sua loja para os vendedores da região que precisam despachar suas mercadorias.

Ganhos financeiros

Os ganhos de um ponto de coleta do Mercado Livre variam de acordo com a quantidade de produtos armazenados. O valor máximo por pacote é de R$ 0,60, mas isso varia da empresa de logística, já que há outras além da Kangu. Parece pouco, mas se sua região tem uma alta demanda, pode ser um bom negócio.

Imagine receber uma média de 5.000 produtos no mês. Caso seja pago R$ 0,60 por pacote, são R$ 3.000,00 a mais. Lembrando que essa é uma renda extra. Para quem tem um pequeno negócio, essa quantia é bem significativa.

Excelente custo-benefício

Ao abrir um negócio, você tem despesas com aluguel, reformas e outras burocracias. Para se tornar um ponto de coleta, basta ter um espaço vago em sua loja. Não é preciso investir em um espaço próprio e você não paga taxas de adesão. Basta cumprir as exigências do marketplace.

Agora que você já sabe como ser um ponto de coleta Mercado Livre, não perca tempo e faça seu cadastro — caso seu negócio atenda os requisitos, claro! Além de ganhar visibilidade, essa estratégia é uma excelente forma de ganhar um dinheiro extra que pode ser investido em melhorias para seu negócio.

Então, você já sabia como funciona um ponto de coleta do Mercado Livre? Conte para gente nos comentários!

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário