Como ganhar dinheiro no Instagram: 12 formas para lucrar com a rede ainda este ano!

Existem muitas formas de ganhar dinheiro no Instagram as mais comuns são: trabalhando como influenciador digital, tornando-se embaixador de uma marca, abrindo uma loja virtual, divulgando seus produtos ou serviços, com a venda de imagens ou vídeos, através de lives, com a criação de filtros, posts patrocinados e muito mais.

Não é um equívoco afirmar que é fácil ganhar dinheiro no Instagram. A rede social se tornou uma das maiores do mundo com a sua proposta de compartilhar fotos e vídeos com amigos de uma maneira rápida e criativa.

Com esse enorme sucesso, as marcas e profissionais já entenderam que é possível tirar muitas ideias do papel para monetizar a plataforma ao seu favor.

Isso porque há ganho de visibilidade, autoridade e reputação com um bom custo-benefício, possibilitando vender com mais facilidade.

Se antes era possível apenas publicar uma foto estática, com o passar do tempo, surgiram diversas formas de colher bons retornos com os investimentos efetuados no aplicativo.

Hoje, ele se tornou uma fonte de renda para pessoas que sabem otimizar seu uso.

Dentre elas, as principais formas de ganhar dinheiro no Instagram são:

  • Trabalhe como influenciador digital;
  • Torne-se embaixador de uma marca;
  • Tenha uma loja virtual;
  • Mostre seus produtos ou serviços;
  • Venda imagens ou vídeos;
  • Aproveite as lives;
  • Crie filtros;
  • Patrocine posts;
  • Divulgue links de afiliados;
  • Venda o acesso ao seu Close Friends;
  • Aguarde a remuneração da plataforma;
  • Feche seu perfil para assinantes.

Vamos ver esses métodos de forma aprofundada. Confira a seguir e escolha o que mais se encaixa com o seu perfil!

Conheça as 12 formas de ganhar dinheiro no Instagram

Sem enrolação, começaremos mostrando as 12 formas mais fáceis de ganhar dinheiro nesta mídia social. Veja!

1. Trabalhe como influenciador digital

Influencers são aqueles que conquistam uma audiência e reconhecimento por produzir conteúdo sobre determinado assunto na Internet.

Basicamente, são formadores de opinião e influenciam quem os segue.

Não é fácil trabalhar como influenciador digital, pois envolve autoridade e reputação.

No entanto, usar sua própria imagem para se comunicar com as pessoas é uma excelente maneira de usar o Instagram como fonte de renda.

Não se acanhe com números. Todos têm um início pequeno, portanto, apenas comece.

As marcas da sua região podem se interessar pela oportunidade de você promovê-las, já que no começo há um público mais fechado.

Nesse mercado, tem espaço para todo mundo. Busque um assunto que você domine, como vestuário, moda, maquiagem, alimentação etc. e foque nessa audiência.

Com menos de 10 mil seguidores, já podem aparecer oportunidades de parcerias e publicidades.

Você pode cobrar em troca da publicação, mas também pode aceitar permutas, ou seja, itens grátis para postar seus reviews.

As formas mais comuns de cobrança são pela demanda de conteúdo produzido ou comissão em cima das vendas efetuadas.

2. Torne-se embaixador de uma marca

Ao se tornar um influenciador com boa reputação e boas métricas de engajamento, você pode se tornar um embaixador de uma marca.

Ao contrário de outras parcerias, com essa, as publicações serão recorrentes, por um determinado período de tempo, e você não pode divulgar os concorrentes.

Para garantir conexão e credibilidade com os seus seguidores, só aceite empresas com os valores semelhantes aos que você quer transmitir.

Por exemplo, se você é intolerante à lactose, pode se unir com uma marca que venda produtos sem a substância.

Essa seleção ajuda você a manter sua comunidade engajada, afinal de contas, as pessoas seguem você porque se identificam.

Quem estiver disposto a pagá-lo como embaixador procura resultados relevantes a curto e a longo prazo, por isso, é importante não aceitar qualquer proposta.

Ao escolher a empresa, a sugestão para promover o seu perfil e o dela é através de sorteios.

Você pode solicitar como regra de participação que os usuários compartilhem seu post para atrair cada vez mais pessoas para a sua conta.

3. Tenha uma loja virtual

Se você já revende ou produz seus próprios produtos, ter uma loja virtual é um dos primeiros passos para obter visibilidade.

Caso seja um influenciador que queira criar produtos personalizados que reflitam a sua cultura e interação, essa também é uma excelente tática.

Vender online significa estar mais próximo do seu cliente, dando a ele uma possibilidade diferente de consumir o seu produto ou serviço.

No Instagram, é possível ter sua loja diretamente na plataforma, com a função Shopping.

Se tiver um site com e-commerce, você pode vincular com sua página no Facebook que, por sua vez, estará vinculada à conta comercial do Instagram para ativar o recurso e integrar os produtos.

A partir disso, seus itens cadastrados são mostrados em uma vasta vitrine.

O diferencial dessa funcionalidade é criar etiquetas nas próprias fotos do seu feed, com nome da peça e valor de cada uma.

Essa otimização facilita o processo de compra, que pode ser feito diretamente no aplicativo.

Entretanto, somente ativar a alternativa no seu perfil não fará as vendas aparecerem sozinhas.

Para ganhar dinheiro, é preciso investir tempo e dedicar-se à plataforma com tráfego orgânico e pago.

4. Mostre seus produtos ou serviços

Se você quer apenas direcionar os usuários da internet para seu ponto físico, não há problemas.

O Instagram também permite que você divulgue seus produtos ou serviços todos os dias através dos seus recursos, como feed, stories e Reels.

Publique conteúdos diários sobre as vantagens de adquirir suas mercadorias e se aproxime dos seguidores através dos stories, com as diversas funções.

Por exemplo, você pode publicar fotos de looks e perguntar em uma enquete qual o mais bonito. À noite, promova as peças mais votadas, para vendê-las.

Use o Reels para mostrar o produto inserido no dia a dia ou faça vídeos criativos, que motivem a compra dele.

Tudo isso ajuda a torná-lo interessante ao invés de apenas postar uma foto estática com preço.

Em cada post, busque aplicar uma chamada para ação, ou Call-to-Action (CTA), em inglês.

Aproveite sua biografia para direcionar os leitores a entrar em contato e insira seu endereço completo para ser encaminhado diretamente para o Google Maps, facilitando a chegada do consumidor.

5. Venda imagens ou vídeos

Essa é uma rede social extremamente visual. As imagens ou vídeos são capazes de chamar a atenção dos internautas em questão de segundos, fazendo com que parem de rolar o feed para ver o conteúdo.

Por isso, se você é fotógrafo, ilustrador ou videomaker, essa é a sua oportunidade para divulgar e vender o seu trabalho como artista de duas formas:

  • os bancos de imagens podem comprar suas criações e você pode direcionar os usuários para o site através do link na bio;
  • o aplicativo permite gerar conexão com seu público final e vender diretamente para ele.

No entanto, vale ressaltar a importância de ter conhecimento na área para ganhar dinheiro.

Os clientes só apreciarão e comprarão sua arte caso tenha qualidade.

Para mostrar isso, agregue valor publicando-as de modo que mostrem as vantagens de adquiri-las.

6. Aproveite as lives

Esse formato na rede social é um dos que você pode explorar de diversas formas.

Dentre elas, destacam-se as seguintes:

Doações

Criadores de conteúdo podem ganhar doações dos fãs e espectadores através das transmissões ao vivo.

São os chamados selos. Esse é um modo de demonstrar apoio a quem está entregando algo na rede em troca de destaque nos comentários.

Os valores variam de acordo com cada selo disponível, como:

  • Um coração: R$ 4,90;
  • Dois corações: R$ 10,90;
  • Três corações: 27,90.

Vale ressaltar que é importante você falar com essas pessoas de forma personalizada, mencionando o nome, agradecendo, enviando uma mensagem direta, ou até mesmo marcando nos stories.

A sua comunicação depende de uma boa estratégia, mas não se esqueça de interagir para receber mais doações no momento e futuramente.

Ofertas imperdíveis

Além dessa possibilidade, você pode ganhar dinheiro fazendo uma boa oferta ao final da live.

Por exemplo, um desconto de um curso ou promoção para quem acompanhou um lançamento até o fim.

É importante usar gatilhos mentais nessa hora, mencionando no início da transmissão sobre a oferta, e ao fim, ser urgente, apontando a disponibilidade do presente para poucas pessoas.

Venda direta

Outro forma de ganhar dinheiro com esse recurso é através da venda direta. Após a pandemia, muitos lojistas passaram a ofertar seus produtos dessa forma, também chamado de Live Commerce.

O seu funcionamento é bem simples: o cliente comenta o código da peça divulgado ao longo da transmissão e faz as suas especificações (como tamanho, cor etc.).

O empreendedor anota, entra em contato e entrega posteriormente.

É uma boa tática para diversos momentos, como quando não há alto fluxo de pessoas dentro do ponto de venda, quando chegam novidades em estoque ou há itens parados há muito tempo.

7. Crie filtros

Os filtros são muito usados nos stories. Ao menos uma vez, você já deve ter utilizado algum deles, seja para sair bem na foto, interagir com um assunto específico ou para se divertir com seus amigos.

Com tanto sucesso assim, que tal criar filtros de realidade aumentada para empresas?

Elas compram porque essa funcionalidade gera engajamento com o público-alvo, além de servir como marketing de influência.

A boa notícia é que você pode fazer os efeitos através da Spark AR ferramenta completamente gratuita disponibilizada pelo próprio Facebook.

No entanto, é preciso desenvolver habilidade e o tempo necessário para dominar o seu uso.

Busque por uma especialização online na criação dessa função customizável e ofereça como serviço para as marcas que querem aprimorar sua estratégia de relacionamento com os clientes.

Para divulgar esse serviço e o seu nome no mercado, faça filtros de teste e disponibilize no seu próprio perfil.

Dessa forma, os usuários começarão a usar e eles podem se tornar um dos mais aplicados, como acontece com alguns.

8. Patrocine posts

Engana-se quem considera o tráfego pago uma perda de tempo e de dinheiro. Há três formas de lucrar com essa ação.

Impulsionamento próprio

A primeira delas é impulsionar seus próprios posts, caso venda produtos ou serviços na sua região.

Assim, com uma boa segmentação, é possível ter um alto alcance e converter mais rapidamente.

Para isso, você precisa dominar muito bem o Gerenciador de Anúncios do Facebook para configurar os diferenciais da campanha e adaptá-la para atingir o seu grupo de consumidores ideal.

Impulsionamento freelancer

A segunda maneira é se oferecendo para marcas com o intuito de criar, executar e monitorar as campanhas dos itens delas.

Ou seja, com base no marketing já elaborado, você tentará atingir o objetivo através de anúncios pagos, monitorando os resultados e ajustando conforme o que está dando certo ou não.

Muitas empresas querem começar a investir uma parcela do seu orçamento para esse tipo de propaganda, mas não sabem segmentar, configurar e, principalmente, acompanhar os dados. Faça isso por elas!

Impulsionamento da própria imagem

A terceira alternativa é promover sua imagem para fazer a conexão das marcas com as pessoas.

Se você é influenciador, pode participar da produção dessas publicidades e ajudar a atingir ainda mais a audiência.

Contudo, lembre-se sempre de avisar aos seus seguidores sobre a parceria, caso contrário estará infringindo o Código de Defesa do Consumidor.

Com certeza, você não quer arcar com as muitas penalidades legais perante o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR).

9. Divulgue links de afiliados

marketing de afiliados ainda é um bom mercado para ter uma renda. Há diversas plataformas que permitem iniciar com facilidade, como:

  • Udemy: voltado para cursos online;
  • Hotmart: grande opção para anunciantes de cursos, e-books e outros produtos digitais;
  • Eduzz: disponibiliza cursos, aplicativos, e-books e alguns produtos físicos;
  • Awin: focado em produtos físicos;
  • Monetizze: concentra infoprodutos.
  • Braip: é híbrido, abrangendo produtos físicos e digitais.

Basta saber como fazer as divulgações certas para os indivíduos certos que as vendas acontecem com mais facilidade do que apenas copiar o link do produto digital e oferecer para qualquer um na internet.

Funciona assim: ao vender um curso ou material de algum produto, você consegue uma comissão.

Para isso acontecer, você precisa promover no Instagram para vender o máximo possível.

Cada site ou link de afiliado oferece uma remuneração diferente, por isso, vale a pena ler o contrato de parceria.

Além disso, opte apenas por aqueles que tenham a ver com seus seguidores e nos quais você confia.

Na hora de trabalhar a divulgação, tente escolher apenas uma marca, pois a rede social restringe o uso de links em sua bio.

Assim, você também pode focar seus esforços nos stories e seus investimentos em algo específico.

10. Venda o acesso ao seu Close Friends

Close Friends, também chamado de Melhores Amigos ou Amigos Próximos, é uma função que permite o compartilhamento de stories exclusivos com pessoas selecionadas do seu perfil.

Ou seja, você pode adicionar ou remover quem pode ver determinado conteúdo.

À princípio, a ferramenta não é monetizada, mas você pode fazer isso por conta própria.

Cobre uma taxa, seja mensal, anual ou fixa, para os seguidores terem acesso a um material diferente do que os demais recebem.

É possível aplicar essa ideia em situações específicas, como um lançamento exclusivo e fechado para quem estiver interessado em receber as novidades em primeira mão e disposto a pagar por isso.

Ou você pode mostrar outros pontos da sua vida, que não mostraria a todos, caso seja um influencer.

Outra ideia é oferecer um minicurso. Agende um horário para lançar os stories e seus alunos assistirem em até 24 horas.

No entanto, é importante deixar o conteúdo salvo e disponibilizar por outros canais posteriormente, para quem perdeu a vez, mas pagou para recebê-lo.

A criatividade para explorar os Amigos Próximos é toda sua, mas cumpra com a sua oferta. Cobrar um valor para entregar um story específico e não fazer isso pode afastar os fãs de você.

11. Aguarde a remuneração da plataforma

O Instagram ainda não remunera os criadores de conteúdo, mas isso deve mudar nos próximos anos, considerando que a mídia está expandindo os modos de fazer dinheiro dentro dela.

É claro que comparado a outras redes, como o YouTube, que paga seus criadores pela quantidade de visualizações nos vídeos, ainda não são opções que trarão grandes retornos, mas serão ótimas para começar.

Dentre elas, estão:

  • Reels Play bonus: será pago um valor conforme o número de views em um Reels;
  • Badges: será outra forma de remunerar as transmissões ao vivo;
  • Assinaturas: será possível assinar uma conta para ter acesso a conteúdos exclusivos;
  • Anúncios de sobreposição: influenciadores digitais terão a oportunidade de monetizar um Reels com anúncios “overlay” — de texto, gráfico ou rich media exibido sobre a parte inferior;
  • Conteúdo original: conteúdos originais, como séries de lives ou documentários para criadores, serão reconhecidos.

12. Feche seu perfil para assinantes

Assim como o Close Friends pode ser rentável, você pode usar a mesma estratégia em todo o seu perfil.

Torne sua conta privada, exclusiva para clientes e assinantes que desejam receber conteúdos diferenciados.

Vamos a um exemplo. Imagine que você seja personal trainer e queira usar a mídia para divulgar o seu trabalho.

Ao fechar a sua página apenas para assinantes, você pode postar treinos diários diretamente por ali. Assim, apenas alunos pagantes são aceitos como seguidores.

Nesse caso, é possível lançar até um desafio em conjunto para emagrecer ou ganhar massa muscular durante um período.

Assim, há um prazo de participação e de assinatura, captando ainda mais pessoas que querem mudar seu estilo de vida.

Entretanto, é importante ter outro Instagram aberto para atrair usuários interessados e, a partir dele, mostrar as vantagens de pagar pelos treinos reservados e pelos conteúdos mais específicos.

Saiba quantos seguidores são necessários para ganhar dinheiro

Uma dúvida comum para quem quer usar o Instagram para lucrar é a respeito ao tamanho e à proporção de um perfil: quantos seguidores são necessários para isso?

A resposta é, não existe, pois não há um número exato.

Se basearmos na classificação usada pelos influenciadores digitais com relação à quantidade de seguidores, mesmo o menor número tem a oportunidade de começar. Veja:

  • Nanoinfluenciadores: entre 1000 e 10 mil seguidores;
  • Microinfluenciadores: entre 10 mil e 100 mil seguidores;
  • Macroinfluenciadores: entre 100 mil e 1 milhão de seguidores;
  • Megainfluenciadores: mais de 1 milhão de seguidores.

Observando as categorias, podemos concluir que até quem tem 1000 seguidores pode realizar ações voltadas ao seu público-alvo, mesmo que não seja tão amplo.

É claro que, quanto maior é esse número, maiores são as oportunidades de vendas e os valores pagos por marcas parceiras por publiposts.

Caso sua audiência seja bem segmentada, um microinfluenciador consegue faturar cerca de R$ 30 mil ao mês; um macroinfluenciador recebe em torno de R$ 100 mil; já os megainfluenciadores podem superar os R$ 500 mil, dependendo das parcerias firmadas.

Mesmo que não haja uma exatidão, caso você tenha um perfil com menos de 5 mil seguidores, é interessante focar em ações para expandir. O crescimento constante facilita o fechamento de conversões.

Contudo, independentemente do total de fãs, é importante saber qual é o seu objetivo com essa mídia e entender como pode utilizá-la para transformar esses indivíduos em sua clientela.

Marcar presença e não ter um caminho traçado não trará retorno nenhum.

Além disso, basta cuidar bem do seu engajamento para lucrar.

Afinal, esse é o segredo para atingir cada vez mais pessoas dentro da plataforma, devido ao seu algoritmo.

Quanto mais interação receber nos primeiros minutos de publicação, mais ela será entregue, mantendo suas métricas com resultados bons.

Aprenda como usar o Instagram Comercial

O Instagram Comercial, ou Business, é uma versão criada para atender às necessidades dos empreendedores.

O layout é bem similar ao de uma conta pessoal, mas apresenta recursos extras, como métricas e tráfego pago.

Para mudar para o Instagram Comercial, você precisa seguir o passo a passo:

  • faça seu login e acesse Configurações;
  • clique em Conta;
  • selecione a opção Mudar para conta profissional;
  • opte por uma categoria para seu negócio;
  • clique em Empresa e, em seguida, em Avançar;
  • preencha as informações de contato solicitadas e clique em Avançar;
  • vincule o perfil à página da sua loja no Facebook;
  • para finalizar, selecione Avançar.
como mudar para conta comercial

Após seu Instagram Comercial estar ativo, é hora de usá-lo da maneira certa, com foco em ganhar dinheiro. Para isso, siga as dicas abaixo.

Especifique a conta

É possível escolher a categoria do seu perfil, como serviço local, blog pessoal, músico, artista ou criador de conteúdo. Ao selecionar a especificação correta, você pode atrair novos seguidores.

Isso se dá porque assim que alguém acessa sua página pela primeira vez, já sabe do que se trata suas publicações.

Nesse caso, se houver identificação ou interesse, o usuário passa a segui-lo e engajar.

Aproveite os dados

Usando uma conta desse tipo, você pode ter acesso aos insights.

A plataforma disponibiliza dados detalhados sobre uma postagem, como alcance, impressões, visitas e muito mais, e sobre o perfil em geral, como público-alvo.

Com isso, você pode ter uma análise completa do que os seguidores realmente se interessam, quais são os melhores dias e horários para postagens, para quem você deve se comunicar, entre outras informações.

Use os botões de contato

Uma grande vantagem são os botões de contato, ou chamadas para ação.

O objetivo é incentivar os seguidores a entrar em contato com seu negócio de alguma forma, seja por e-mail, telefone ou até mesmo pelo WhatsApp.

Use esse recurso sem moderação! Afinal, para fazer vendas, você precisa tirar dúvidas e objeções dos clientes que, normalmente, acontecem em canais mais próximos e diretos, como os citados.

Explore o criador de anúncios

Como falamos, é possível anunciar na plataforma. Dentro do próprio aplicativo, você pode alavancar as publicações que tiveram bons resultados de engajamento há dias, mas que não tem mais alcance orgânico.

Ainda, pode criar uma campanha do zero, segmentando muito bem através do Gerenciador de Anúncios.

Isso dará mais opções de configurações para atingir a audiência certa, portanto, é o mais recomendado.

Use os links disponíveis

Na biografia, em destaque, só é possível adicionar um link. Neste caso, a saída é usar um site para comprimir vários links em um só, como o Linktr.ee.

Isso ajuda a direcionar os usuários para o site, canal no YouTube, blog, materiais e tudo o que for relevante.

Além disso, os stories permitem a inserção de um URL em forma de figurinha em cima do conteúdo. Você pode ajustá-la em um local que seja mais conveniente para receber os cliques.

Confira dicas para impulsionar e ganhar mais dinheiro

Existem várias formas de ganhar dinheiro no Instagram, e agora você já sabe quais são elas. Que tal aprender as principais dicas para impulsionar seus resultados?

Acompanhe os próximos tópicos!

Otimização da conta

Um dos primeiros passos para garantir bons resultados é otimizar sua página. Pesquise e selecione um nome de usuário com menos de 30 caracteres, sem usar os especiais.

Além disso, nunca coloque o nome de usuário e o seu nome iguais. Este, por sua vez, deve ter uma palavra-chave que lembre o seu negócio, como nicho ou especialidade.

Ainda, aproveite os destaques para otimizar mais um pouco.

Nessa seção, adicione informações importantes, como horários, convênios, serviços, resultados, dicas, formas de pagamento etc. Isto é, tudo o que for relevante para comunicar ao seu cliente!

Biografia no perfil

bio é a primeira coisa que seu seguidor tem contato quando acessa o seu perfil para entender o que você faz e pode entregar para ele.

É importante fazer uma descrição clara do seu negócio, respondendo como pode ajudar as pessoas.

Além disso, é preciso conter outras informações relevantes. Suponhamos que você venda acessórios femininos, então adicione:

  • horário de atendimento;
  • localidades de entrega;
  • formas de pagamento aceitas;
  • informações de contato;
  • link para o site da sua loja virtual.

Selo de verificação

O selo de verificação garante mais autoridade ao seu perfil. Para quem quer vender algo, essa característica é muito importante, afinal, a credibilidade é a base para uma relação comercial, ainda mais quando é virtual.

Para as lojas online e influenciadores, não deixe de solicitar esse recurso essencial.

No entanto, conseguir o selo azulzinho depende da avaliação da plataforma e você precisa seguir esses passos:

  • acesse o seu perfil comercial;
  • vá em Configurações;
  • clique em Conta e, em seguida, em Solicitar Verificação;
  • preencha os seus dados pessoais e faça o upload de um documento com foto;
  • aguarde até que o pedido seja aprovado pela mídia.

Hashtags

As hashtags são muito usadas pelos usuários da plataforma desde o seu início. Utilize-as de forma estratégica para alcançar o público que tanto deseja e tem interesse pela sua oferta.

Segmente os termos conforme o conteúdo que você oferece. Por exemplo, você pode usar palavras-chave de localização, de nicho, de tema, de especificação para um momento e até com o nome da sua empresa.

O ideal é que não ultrapasse 15 hashtags inseridas em um mesmo post, pois não há necessidade de um número exorbitante e, ainda, pode poluir visualmente sua publicação, ou seus comentários, caso opte por colocá-las nesse espaço.

Além disso, usar o recurso indevidamente pode levá-lo ao shadowban.

Legendas

Por mais que a plataforma seja visual, só haverá conversão se você souber convencer o consumidor através de uma boa legenda nas imagens e vídeos.

Por isso, coloque seu poder de persuasão em prática em tudo o que publica.

Use técnicas de copywriting para tornar sua escrita mais eficiente e estimular o seu leitor a praticar uma ação.

Faça isso por meio da empatia, legibilidade, apresentação de vantagens, construção de identificação, entre outras formas.

Os principais métodos usados são os gatilhos mentais, que são estímulos para a pessoa tomar a decisão de compra sem pensar muito. Alguns exemplos de gatilhos são:

  • reciprocidade;
  • prova social;
  • autoridade;
  • escassez;
  • urgência;
  • afinidade etc.

Recursos dos stories

Mais de 500 milhões de pessoas acessam o stories diariamente.

Mesmo assim, muitas marcas e profissionais ignoram essa ferramenta de alta interação, seja por vergonha de aparecer ou por não saber o que publicar.

Contudo, o que faz você vender na plataforma é o engajamento. Sem uma audiência engajada, você não consegue mostrar o problema dela, qual é a solução e como pode ajudar.

Afinal de contas, não há confiança estabelecida dos seus seguidores.

Por isso, aproveite os recursos dos stories, como enquetes, músicas, trends, caixa de perguntas e outras figurinhas para pedir opiniões e responder dúvidas do seu público.

Com essas 12 dicas de como ganhar dinheiro com Instagram, não fica nada difícil tornar a plataforma sua fonte de renda, não é mesmo?

Essas são as principais opções rentáveis que podem ajudá-lo, então escolha a que você tem domínio para colocar em prática o quanto antes.

Agora que já sabe como monetizar essa rede social, que tal aprender 17 estratégias que vão turbinar suas vendas online? Aproveite o conteúdo gratuito para ganhar ainda mais dinheiro!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário