Como funciona o Mercado Pago: É seguro? Quem pode usar e quais os benefícios!

O Mercado Pago é solução de pagamento que surgiu para fazer transações bancárias dentro do Mercado Livre. O serviço se expandiu e hoje em dia, sua maquininha, possibilita receber pagamento via cartão de crédito ou débito, além de oferecer um cartão próprio internacional e pré-pago aos clientes.

Com os avanços tecnológicos dos últimos anos, diversas ferramentas, com as mais distintas funcionalidades, tem surgido com o intuito de facilitar e agilizar a nossa vida.

Por meio delas, várias atividades que antes seriam mais demoradas ou, até mesmo, um pouco burocráticas, passaram a ser muito mais ágeis, realizadas inclusive no celular.

Nesse cenário, as plataformas de pagamento surgiram trazendo muito mais praticidade, agilidade e segurança para as transações financeiras, principalmente no varejo 4.0.

No meio de todas essas ferramentas que surgiram com o intuito de agilizar os pagamentos e transferências bancárias, uma delas vem se destacando, e chama-se Mercado Pago.

Você já ouviu falar do Mercado Pago? Sabe o que é e como funciona? Neste texto nós vamos te explicar tudo! Entenda o que é, se vale a pena, custos e muito mais, vamos lá?

O que é o Mercado Pago?

O Mercado Pago é uma ferramenta que foi desenvolvida prometendo ser uma solução para a realização de pagamentos dentro do Mercado Livre.

Por esse motivo, no começo e durante algum tempo, apenas era possível utilizá-la para as transações que ocorriam dentro desse comércio digital.

Porém, com o passar do tempo, o surgimento de diversos tipos diferente de e-commerce e a popularização desse meio de compra tornou interessante a ampliação da ferramenta.

Dessa forma, a plataforma do Mercado Pago passou a poder ser utilizada em diversas outras páginas e lojas virtuais.

Trazendo maior segurança e turbinando as vendas de todos os interessados.

Atualmente, a ferramenta não só pode ser utilizada pelas lojas virtuais, como também funciona para as vendas em redes sociais — e, até mesmo, em maquininhas de cartão de crédito.

Ou seja, a plataforma já transcendeu o Mercado Livre, e não é mais necessário utilizá-lo para ter acesso ao Mercado Pago, já que agora é ele utilizado nas mais diversas situações.

Quem pode usar o Mercado Pago?

Agora, ao entender um pouco do que é o Mercado Pago, talvez você esteja se perguntando se qualquer pessoa ou empresa pode utilizar a plataforma.

Esse pode até ser um receio comum, mas a verdade é que cumprindo algumas pequenas condições, qualquer pessoa física ou jurídica pode adotar o Mercado Pago.

As condições, por sua vez, são bem simples. Tudo que você precisa fazer é acessar o site do Mercado Pago e fazer seu credenciamento por meio dele.

Além disso, basta possuir uma conta-corrente em qualquer instituição bancária, e prontinho, você poderá fazer uso do Mercado Pago. Bem simples, não é mesmo?

Site Mercado Pago

O Mercado Pago é seguro?

Essa é uma das dúvidas mais comuns, e é natural que exista, afinal, quando surge uma novidade com tantos pontos positivos, quem não desconfiaria um pouco?

Mas a resposta para a questão pode surpreender bastante, pois, na verdade, o Mercado Pago é uma plataforma extremamente segura, e nos vamos explicar o porquê.

O primeiro ponto a que você deve se atentar é que a plataforma trabalha com um padrão altíssimo de sistemas de encriptação de dados (TLS).

Trazendo muita segurança para as suas informações. Tudo o que é informado, como o número do seu cartão de crédito e outros dados bancários, são totalmente protegidos.

Outra questão importante é que os pagamentos são monitorados 24h por dia, tendo todo o seu processo verificado.

Dessa forma, é possível garantir muito mais segurança para ambas as partes envolvidas na transação — tanto os compradores, quanto os vendedores.

Mas não acaba por aí: a plataforma dá total respaldo tanto aos lojistas quanto aos compradores.

Ou seja, além de monitorar as transações, existem algumas garantias que são concedidas.

Entre essas garantias, nós temos por exemplo:

  • até 7 dias após a chegada da mercadoria, o comprador poderá fazer reclamações com o vendedor;
  • caso a encomenda não chegue em até 21 dias, também será possível abrir uma reclamação.

Para ambos os cenários ou para outros tipos de divergência em relação à compra, o Mercado Pago fará o intermédio, para que ambas as partes cheguem a um acordo.

Se, por fim, um acordo não for alcançado, a plataforma devolverá o dinheiro para o consumidor.

Como funciona o Mercado Pago?

Como já foi dito, o Mercado Pago é uma plataforma para pagamentos, ou seja, a sua função é garantir que as transações ocorram com agilidade e segurança.

Para que isso aconteça de fato, a ferramenta disponibiliza diversas formas distintas para a realização de pagamentos, desde boletos até o uso de cartões de crédito.

Na prática, o Mercado Pago é o que chamamos de subadquirente, que é o responsável por fazer a intermediação entre o adquirente, o comprador, a bandeira do seu cartão e o banco.

Isso significa que é o Mercado Pago que permite que a transação seja concluída na própria pagina da loja onde você está comprando algo.

Mas dentro disso existem vários mecanismos e funcionamentos diferentes para quem é comprador e vendedor, sem falar nas diversas opções de formas de pagamento.

Então, que tal se falarmos um pouco sobre elas agora? Prepare-se e siga com a gente!

Como ele funciona para os vendedores?

O Mercado Pago funciona para os vendedores como aquela ferramenta ideal para receber o dinheiro daquelas transações financeiras digitais em diversas formas.

Seja no cartão ou no boleto, com agilidade e segurança.

Além disso a plataforma também possui todo um ecossistema de benefícios e soluções dentro do marketplace, tornando tanto o Mercado Pago quanto o Mercado Livre mais atrativos.

Entre essas práticas, nós temos, por exemplo, os incentivos para os lojistas que se dispõe a absorver os custos dos parcelamentos feitos pelos clientes.

Para esses comerciantes, a questão será compensa pelos incentivos que serão concedidos a eles por terem adotado essas práticas.

O intuito disso é atrair mais compradores por meio das baixas taxas ou isenções no parcelamento das suas compras. Interessante, não é mesmo?

Como funciona para os compradores?

Bem, mas e para aqueles que utilizarão o Mercado Pago como compradores e não como vendedores, será que muda muita coisa?

É isso que iremos ver a seguir, então, siga com a gente para entender tudo sobre esse assunto!

Assim como em diversas lojas digitais, o Mercado Pago se preparou para oferecer ao comprador uma boa variedade de opções para a realização dos pagamentos.

Dessa forma, o usuário poderá analisar as opções e escolher aquela que melhor se encaixa dentro das suas condições financeiras naquele momento.

Um dos cenários possíveis, por exemplo, é a possibilidade de realizar o parcelamento do valor de um produto em até 24 vezes no cartão de crédito.

Para fazer isso, basta realizar o cadastro do seu cartão, inserindo as suas informações na pagina de vendas, e colocar também o valor total da compra que será realizada.

A realização de pagamentos por boleto também é um ponto forte do Mercado Pago, uma vez que não há nenhum tipo de taxa ou custo adicional para essa prática.

Além disso, a aprovação desse pagamento acontece de forma extremamente rápida, não levando mais de 1 ou 2 dias úteis.

Isso sem contar na possibilidade de adicionar dinheiro dentro da sua própria conta do Mercado Pago, realizando por lá todos os pagamentos que deseja.

Uma série de vantagens, não é verdade?

Como funcionam os pagamentos?

Começamos a entender melhor como funciona o Mercado Pago, inclusive as suas diferenciações para os compradores e os vendedores.

Mas talvez ainda não tenha ficado muito claro como exatamente ocorrem os pagamentos por meio dessa ferramenta. Vamos descobrir? Então, siga coma gente!

Quando estamos falando da realização dos pagamentos e por onde eles podem ser feitos, é importante entender que é possível realizá-los tanto pelo próprio Mercado Livre e ainda por outras páginas parceiras do portal.

Fora do mundo digital também é possível fazer pagamentos por meio do Mercado Pago.

Basta chegar em um ponto de venda que possua a máquina de cartão. Podem ser lojas, bares, restaurantes, bancas de jornal etc.

O importante é possuir a máquina com leitura de chip e tarja magnética.

Existem ainda outros meios que conseguem surpreender muita gente no que diz respeito a realização de pagamentos.

No primeiro, nós estamos falando do pagamento por meio de posts em redes sociais.

Sim, isso pode parecer loucura, mas, na verdade, é bem simples. Tudo que precisa ser feito é colar o link correto na publicação.

Assim, quando os usuários clicarem, serão redirecionados para a página onde poderão realizar o pagamento.

Outra forma de utilizar o mesmo mecanismo é por meio de mensagens de texto, tanto pelo WhatsApp quanto pelo Messenger.

Basta adicionar o link na mensagem e enviar para os seus clientes — e, então, é só aguardar o pagamento.

Não preciso nem dizer que também é possível realizar o procedimento via e-mail, não é mesmo?

E como são os parcelamentos?

Outra dúvida muito comum que você pode ter é sobre como funcionam os parcelamentos dentro da plataforma do Mercado Pago.

Alguns pontos já foram mencionados antes, mas como é algo bem simples, não custa nada relembrar rapidamente.

Como já foi dito, os parcelamentos podem ser realizados em até 24 vezes.

Além disso, a taxa inicial de cobrança é de 3,49%. Vale lembrar que ainda existem outras taxas e valores que podem ser acrescidos em cobranças de parcelas, a depender de cada situação.

Quais serviços o mercado pago oferece?

Com tudo isso que foi dito até agora, talvez você possa ter criado uma imagem um tanto quanto errada do Mercado Pago, e acabar entendendo-o como uma ferramenta apenas para pagamentos.

Mas a verdade é que existem diversos outros serviços bem interessantes que a plataforma também pode oferecer, e achamos que vale a pena separar um momento para dar uma olhada.

Alguns dos seus serviços que mais se destacam são:

  • aplicação financeira: Você pode deixar seu dinheiro aplicado, recebendo 100% dos rendimentos do CDI (Certificado de Depósito Interbancário);
  • carteira digital: Você deposita o seu dinheiro em uma carteira dentro do Mercado Pago, podendo utilizá-lo a qualquer momento para diversas transações;
  • checkout: um serviço que oferece diversas opções e soluções para a realização de compras em lojas virtuais;
  • enviar dinheiro: é possível realizar transferências de valores para outras contas do Mercado Pago, sem nenhum custo;
  • mercado de Crédito: com opções de empréstimos on-line para negócios;
  • Point: é a maquininha do Mercado Pago, que aceita o pagamento no cartão de débito e de crédito, parcelado ou à vista;
  • QR Code: permite o pagamento por meio do escaneamento do QR Code.

Todos são serviços bem interessantes, não acha?

Quais os custos de usar o Mercado Pago?

Em teoria, criar uma conta no Mercado Pago não possui nenhum custo, entretanto, ao utilizar alguns dos seus serviços, você pode perceber que as coisas não são exatamente assim.

Algumas atividades ou serviços que você for utilizar podem possuir algum tipo de taxa — se você estiver usando como um comprador ou como um vendedor.

Um exemplo disso é quando você está no processo de obter uma maquininha de cartão do Mercado Pago.

Quando isso acontecer, você terá duas opções: a primeira opção é o leitor Mercado Pago, que custa R$ 358,00, porém, ele também possui conexão via Bluetooth, que pode ser um bom diferencial.

A segunda opção é chamada de leitor integrado, e trabalha com taxas que podem variar, indo desde 2,29% para as transações no débito, até 3,49 para as transações que foram realizadas no crédito.

A escolha por uma das duas vai de cada um, mas o importante é perceber que existem, sim, algumas atividades e serviços que possuem alguns custos.

Como usar o Mercado Pago?

O Mercado Pago é pensado com o intuito de ser uma plataforma extremamente simples, e o mais intuitiva possível, para que qualquer pessoa consiga utilizá-la com facilidade e praticidade.

O que era de se esperar, uma vez que a ferramenta surge justamente com a proposta de simplificar e facilitar um processo já existente, não é mesmo?

A ideia, assim como a da maioria das carteiras digitais, é que com poucos cliques e seguindo as instruções da página, qualquer pessoa consiga executar o que deseja com razoável facilidade.

Portanto, conseguir usar o Mercado Pago, acaba sendo bem simples, para falar a verdade. Vamos com o passo a passo então!

A primeira coisa a fazer é abrir o app ou o site do Mercado Pago. Então, caso não tenha uma conta, você deverá criar uma, para, então, poder acessá-la.

Em seguida, clique em “Menu” e vá na opção “Pagar”. Em seguida, aparecerão uma série de opções de serviços na tela, e você deverá selecionar aquele que melhor se adéqua às suas necessidades.

Depois de escolher a opção de pagamento, bastará digitar o valor que deseja pagar e depois seguir as opções que serão apresentadas a você tanto pelo site quando pelo app.

Seguindo essas instruções, será possível, então, confirmar o pagamento.

Se, por acaso, a sua intenção for sacar dinheiro, o caminho possui semelhanças, mas é levemente diferente.

Após acessar a sua conta no site ou app, você deverá ir na opção “Retirar”. Vale lembrar que se o acesso for pelo site, você deve clicar primeiro em “Atividades” para encontrar a opção “Retirar”.

Depois disso, é só digitar o valor que você deseja sacar, tocar em “continuar”, e por fim, selecionar a conta onde deseja receber o dinheiro. Por fim, basta clicar em “Retirar”.

Qual a relação da ferramenta com o Mercado Livre?

Como já foi mencionado, o Mercado Pago surgiu originalmente como uma ferramenta do próprio Mercado Livre.

A intenção naquela época era clara: desenvolver um meio para a realização de pagamentos no mundo virtual com facilidade, agilidade e, principalmente, segurança, tanto para o comprador quanto para o vendedor.

Entretanto, está muito enganado quem acha que por isso a ferramenta só pode ser utilizada dentro do próprio Mercado Livre. Isso até foi verdade no início, mas hoje não é mais.

Mas apesar de poder ser usada por qualquer loja virtual, todas as novas soluções ou ferramentas desenvolvidas pelo Mercado Pago são oferecidas primeiro apenas nas transações do Mercado Livre.

Ou seja, o serviço oferecido pelo Mercado Pago pode ser utilizado, funcionando perfeitamente bem, tanto em lojas on-line quanto em transações por redes sociais e presencialmente.

Entretanto, existem alguns recursos que são exclusividades das compras ou vendas realizadas pelo Mercado Livre — e sempre que novas ferramentas forem surgindo, elas vão chegar primeiro no próprio marketplace.

Essa prática faz sentido, pois serve como uma forma de incentivar os usuários do Mercado Pago a fazerem uso também do Mercado Livre, para que possam aproveitar em sua totalidade os serviços e soluções apresentadas pela plataforma.

Enfim, o Mercado Pago é uma plataforma de transações que é vinculada ao Mercado Livre, mas que, apesar disso, pode ser utilizada por diversos outros meios, sem precisar do seu marketplace.

Além disso, com o tempo, a ferramenta foi crescendo e expandindo as suas possibilidades de serviços, podendo ser utilizada para compras on-line em lojas virtuais, redes sociais ou, até mesmo, presenciais.

Esperamos que tenha gostado do texto, e gostaríamos de convidar você a continuar a sua leitura no nosso blog para aprender mais sobre Split de pagamento, ideal para os lojistas!

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a escrever um.

Deixe seu comentário