Oportunidade de negócio: Como criar uma Loja Virtual para Bebês

Já pensou em ter um empreendimento saudável e consequentemente rentável? Uma ótima ideia de negócio é abrir uma Loja Virtual para Bebês […]

Já pensou em ter um empreendimento saudável e consequentemente rentável?

Uma ótima ideia de negócio é abrir uma Loja Virtual para Bebês e Gestantes. Afinal, imagine quantas pessoas que você conhece que tem ou terá um bebê nos próximos anos. Só por esse parâmetro, já conseguimos imaginar essa demanda nacional. 

Sendo assim, o investimento destas pessoas em roupas e acessórios para a chegada da cegonha é alto. Desta forma, desenvolver uma loja que atenda este nicho será uma oportunidade incrível.

Confira abaixo algumas dicas para lhe auxiliar no processo de criar uma loja virtual para bebês e gestantes.

Conheça o Mercado de Loja Virtual para Bebês

Estudos realizados pelo IBGE, no país nascem cerca de 5 bebês por minuto, assim, aproximadamente 7 mil por dia. Grande parte das famílias destes bebês gastam em média 6 mil reais com só com o enxoval e acessórios.

Desta forma, apresenta-se um mercado que sempre terá usuários interessados e em crescimento constante. Essa informação é positiva e valiosa, mas deve-se considerar que assim como em todo negócio, existe concorrência.

Por esse motivo, busque informações sobre seus concorrentes para criar sua Loja Virtual para Bebês. Em que áreas cidades e regiões estão localizados e que atuam, o formato de comunicação utilizado com o público-alvo, quais canais de vendas possuem e todos os detalhes que conseguir coletar. 

Em seguida, é interessante também realizar uma pesquisa com as pessoas interessadas no seu produto. Casais que estão aguardando o nascimento de seus filhos e pais com bebês recém-nascidos. Utilize o Google Forms, Facebook e até uma pesquisa de campo para este processo ser assertivo.

Vale a pena segmentar seu produto?

Considerar os produtos que venderá é de extrema importância, visto a segmentação do público que queira atingir. 

Existe uma grande quantidade de produtos que surgem neste mercado e as chances de bons resultados serão maiores e mais assertivas se conseguir realizar uma segmentação para sua oferta de produtos e oferecer o que mais está em falta no mercado da sua região.

Segundo o IBGE, os produtos buscados durante o primeiro ano de vida do bebê são os que mais movimentam o mercado. Com essa informação, é possível iniciar a definição do nicho, ou seja, foco no público que atingirá e os produtos, como vestuário, móveis, acessórios, lembrancinhas ou kits com diversos produtos juntos.

Lembre-se que o mercado de artigos para bebês é amplamente variado, repleto de inovações tecnológicas e ecologicamente corretas. Cada vez mais as famílias buscam soluções funcionais, saudáveis, inovadoras e seguras visando a qualidade de vida do bebê e a praticidade da rotina.

Qual comunicação utilizar ao criar Loja Virtual para Bebês

Esta etapa é de extrema importância para a continuidade do negócio e sua marca. De nada adianta o planejamento e estudos realizados, se o cliente nunca encontrar sua loja ou, quando encontrar, ela estiver abaixo das expectativas.

Nome da empresa e Marca

Escolher um nome para sua empresa é uma decisão de extrema importante. O nome deve ser forte, fácil de lembrar e ter relação com o nicho de atuação. Afinal, esse nome acompanhará seu e-commerce durante todo o seu período de vida.

Existem casos em que os nomes das marcas ganharam tanta força, que são sinônimos dos próprios produtos. Alguns exemplos são: Miojo, Band-Aid e Cotonete.

Design e Layout

De forma simplificada, o design e o layout de sua loja virtual traduzem a essência de sua marca e seus produtos, sendo a representação visual de sua empresa e a intenção de atender as necessidades.

O layout do seu e-commerce deve ter harmonia entre experiência, layout, tecnologia e informação. Uma boa aparência é a peça-chave para atrair os consumidores. Entretanto, ter um layout bem organizado, fácil de navegar, informações objetivas e bem distribuídas são essenciais.

Sendo assim, as informações são relevantes para que o usuário sinta-se seguro. Ou seja, elas devem estar bem visíveis, como exemplo, campos para contato, atendimento ao cliente, selos de segurança e depoimentos de clientes.

Simplificar o caminho do cliente entre página de produtos e a página de checkout é mais que necessário. A maioria das desistências no processo de compra está na parte de pagamento.

Estratégia de logística

Após a escolha do design da loja, seja um tema ou layout personalizado, outro fator importante para o sucesso das vendas é a logística. 

Desta forma, o processo de armazenagem, expedição e entrega dos produtos deve ser sincronizado, afinal, para efetivar uma venda, é necessário que o produto esteja disponível para ser entregue.

Seu segmento atuará com prazo pré-determinado, ou seja, o nascimento do bebê. A maioria das compras é realizada com meses de antecedência ao fato principal. 

Porém, sempre existem aquelas compras que precisaram de urgência na entrega, com a compra de uma presente, por exemplo. Neste caso, a rapidez da logística tem poder de ser o diferencial do seu e-commerce.

Não se esqueça também que estoque é dinheiro parado, desta forma, sempre que possível, tenha um alinhamento forte com o fornecedor e puxe o estoque somente quando necessário, o famoso dropshipping

Estratégias de Marketing Digital

Os consumidores brasileiros estão cada vez mais conectados e esse movimento exige novas posturas dos empresários. Não é possível ignorar a necessidade de usar as mídias do marketing digital, especialmente quando se tem um e-commerce. 

Separamos algumas informações sobre os principais canais digitais para ajudar a entender como eles podem ser empregados!

Redes sociais

O Facebook e Instagram são as principais redes sociais do momento para publicidade, responsáveis por reunir uma grande audiência. 

Primordialmente, ao incluir essa mídia na sua estratégia, sua loja conseguirá gerar maior repercussão para os conteúdos produzidos pela sua empresa.

Além disso, ainda nas redes sociais, vale analisar as oportunidades que podem ser aproveitadas no Twitter, LinkedIn, YouTube, Pinterest e TikTok. A rede social tem de estar alinhada com o público da Loja Virtual para Bebês.

Google

O Google Ads é a plataforma de publicidade do Google e através dela os anunciantes podem programar a sua mídia, usando os links e produtos patrocinados.

Além de fazer a compra de palavras-chave que serão empregadas na campanha, também é possível segmentar os anúncios com base nos interesses do público, em categorias de produtos ou mesmo em sites específicos.

Em todas essas situações, a empresa pode utilizar vários formatos para exibir suas mensagens nas páginas de busca do Google e, se preferir, também nos sites que são afiliados ao buscador (na chamada Rede Display) e no YouTube.

Marketplaces e comparadores de preço

Especialmente importantes para quem faz negócios via internet, os marketplaces têm como principal vantagem a audiência que, além de numerosa, é qualificada.

Os buscadores de preço (como Buscapé e Zoom), ideais para quem deseja direcionar melhor as suas mensagens, focado em um segmento específico, ou seja, pessoas que pesquisam sobre aquele produto ou serviço.

E-mail marketing

As campanhas de e-mail marketing podem render excelentes resultados, visto que falamos da possibilidade de estabelecer uma comunicação direta com o consumidor.

O principal é atentar-se à importância da personalização das mensagens. Com as ferramentas adequadas de automação de marketing, hoje é possível segmentar todas as suas ações.

Conclusão

Com uma Loja Virtual para Bebês, você pode começar com pouco investimento e transformá-lo em um império multimilionário. Tudo é questão de planejamento e dedicação. 

Bem como, o mercado de comércio eletrônico continua a crescer. Assim, você poderá garantir o sucesso do seu negócio a longo prazo. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário