Como cadastrar produtos no e-commerce e ganhar posições no Google

Você sabe como cadastrar produtos de forma otimizada e conquistar posições orgânicas no Google?  Aqui vamos mostrar algumas técnicas de SEO para […]

Você sabe como cadastrar produtos de forma otimizada e conquistar posições orgânicas no Google? 

Aqui vamos mostrar algumas técnicas de SEO para sua loja virtual começar a vender mais, sem precisar pagar nada a mais por isso!

Atenção: Não falaremos de como cadastrar produtos na parte técnica e sim em relação a conteúdo. Isso porque cada plataforma de e-commerce tem seu próprio cadastro. 

Como cadastrar produtos 

O básico de uma loja virtual é ter um bom cadastro de produtos

Assim, de nada adianta ter um layout personalizado e um grande investimento em marketing digital, se o seu cadastro de produtos não auxiliar no ranqueamento de suas páginas. Além, é claro, de ter pouco poder de conversão. 

Desta forma, seguindo o passo a passo deste conteúdo, seus cadastros de produtos estarão otimizados para a melhor performance! 

Princípios básicos de SEO 

Para começar, precisamos conhecer os princípios básicos de SEO.

Decerto, SEO é a base para a construção de um catálogo de produtos que converta em vendas. 

SEO, nada mais é, que um conjunto de técnicas aplicáveis para a otimização de conteúdo, imagem e velocidade da loja, a fim de conseguir melhores resultados orgânicos nos buscadores. 

Isto é: se uma loja tem suas técnicas de SEO bem definidas e otimizadas, consequentemente, melhora a experiência do usuário e é isso que os buscadores desejam. Ou seja, o Google não vai mandar tráfego para uma página que não é qualificada em relação a seus critérios. 

Quais são esses critérios exatamente? Não sabemos e não vamos saber. 

O que conhecemos é a base para se destacar nos buscadores, especialmente o Google. 

Hora de cadastrar os produtos

Agora que você já sabe de onde partimos em relação a SEO, é hora de colocar a mão na massa e iniciar o cadastro de produto! 

Título 

Desta forma, vamos começar pelo título. 

Aqui você deverá usar com sabedoria seus caracteres. Um título otimizado, é um título que fornece todas as informações que o cliente precisa para se interessar ou não pelo produto. 

Entretanto, não encare “todas as informações” ao pé da letra. O título deve receber as informações essenciais e principalmente, a palavra-chave — que sempre deve estar no começo do título. 

Vamos a um exemplo: iPhone 11 Apple 256GB Verde. 

Palavra-chave: iPhone 11;

Marca: Apple (nem sempre a marca é relevante, mas se for, como no exemplo, é essencial que ela esteja no título;

Informação relevante para o público: 256GB.

Cor: Verde. 

É importante lembrar que cada produto seguirá sua própria estrutura, devido ao interesse do consumidor. Por isso é de extrema relevância saber para quem se vende. 

Há produtos onde a cor é mais importante do que a marca, ou no caso de uma roupa, o tecido é a segunda informação mais importante depois do modelo da peça. 

Portanto, não há como passarmos uma estrutura fixa, pois, são muitas variantes. Então, conheça o comportamento de compra de seu público! 

Para isso, você pode utilizar ferramentas como Google Trends, Ubersuggest e SEMrush

Imagem 

Apenas uma foto do produto não é necessário. 

Exceto se você estiver vendendo um iPhone, como em nosso exemplo, que é um produto que praticamente se vende sozinho, será necessário investir em boas fotos. 

Certamente, a imagem é o leva o consumidor mais próximo da realidade do produto e ela é considerada na hora da compra. 

Especialmente se seu produto for algo que fique exposto: seja no corpo ou em algum lugar da casa, o cliente, com certeza, gostará de saber cada detalhe daquele produto e se corresponde a suas expectativas. 

Imagine vender um vestido com aplicação de pedraria, mas que só existe uma foto disponível e que com o zoom fica toda pixelada? Impossível ver se há realmente os detalhes prometidos no título e descrição. 

Portanto, a imagem deve ser uma comprovação visível de tudo que foi prometido até ali. 

Decerto, há detalhes impossíveis de serem mostrados em uma imagem, como a memória de um aparelho celular. Entretanto, tudo que for possível exibir, exiba. 

  • Procure não utilizar foto de fornecedores (provavelmente todos os seus concorrentes usarão a mesma foto que você; 
  • Contrate um profissional para tirar as fotos de forma profissional — e com equipamentos profissionais; 
  • Tenha o produto no máximo de ângulos possíveis e com zoom em detalhes importantes; 
  • Tire fotos ambientalizadas — mas nunca as deixe como imagem principal. 
  • Revise para garantir que as fotos estejam em alta resolução, com boa iluminação e em bons ângulos. 

Descrição de produto 

Muitos acreditam que os clientes não chegam até a descrição do produto

De fato, essa pode ser uma realidade em produtos extremamente conhecidos como um iPhone ou uma Havaianas.

Do contrário, o cliente que está procurando uma mesa para seu escritório, uma geladeira para sua casa nova ou cortinas para finalmente instalar em seu quarto, com certeza lerá todos os detalhes do produto. 

No e-commerce não temos a vantagem da loja física onde o cliente pode ver e tocar naquilo que levará para casa. Logo, a imagem e a descrição são as únicas coisas onde se consegue aflorar a imaginação do cliente. Fazendo com que ele monte em sua cabeça, como aquela geladeira ficará em sua cozinha ou como aquela peça de roupa cairá perfeitamente em seu corpo. 

Além ter o dever de aproximar o cliente da realidade, agora sim, dando todos os detalhes possíveis do produto e deixando de lado as descrições curtas. O campo de descrição também é o momento de utilizar a palavra-chave mais de uma vez, usar palavras relacionadas e de quebra, conquistar o Google.

Percebe que, conquistando o cliente, você também conquista os buscadores? 

Eventualmente, conquistará mais e mais posições.

Meta title 

A meta title é o título do produto que aparecerá no buscador. 

Igualmente, a meta title segue a mesma premissa do título do produto. 

As informações devem ser exibidas por ordem de relevância, sempre com a palavra-chave no início do título. 

A maioria das plataformas preenche esse campo automaticamente, baseando-se no título inserido no cadastro. Entretanto, é importante refazer esses títulos e colocamos no campo de SEO > Meta Title. 

Isso porque, com títulos muito longos, o Google tende a cortar informações. O que não é legal para a sua loja. Dessa forma, o melhor é que você mesmo decida o que será retirado do título ou não. 

O recomendado é um título de até 58 caracteres, mas, como nada no Google (especialmente no Google), essa não é uma informação precisa. Pois, os buscadores não leem em caracteres e sim em pixels. Logo, a letra w ocupa mais espaço que a letra i.

Além das informações do produto, é importante que a Title tenha o nome da sua loja no final. Isso é extremamente relevante para o fortalecimento de sua 

Ou seja, é possível que mesmo dentro das 58 caracteres, o texto seja cortado. Portanto, se possível, fique entre 52 e 54 caracteres

Observação: Títulos muito curtos também não são considerados otimizados. 

Meta Description 

A meta description é a descrição do produto que aparecerá no buscador. 

Segue a mesma orientação da meta title, a diferença é que aqui, sua descrição deve ficar entre 152 e 154 caracteres para não correr o risco de corte de informação. 

Neste caso, o “corte” pode ser ainda mais perigoso. Porque, quando não preenchido, sua plataforma puxará o conteúdo da descrição que, provavelmente, até as primeiras 154 caracteres, pode ser que não tenha sua palavra-chave ou outra informação importante

As otimizações de conteúdo que vão direto para o Google, aumentam consideravelmente a probabilidade de clique em seu produto. Auxilia na experiência do usuário e em seu ranqueamento orgânico. 

Inesperadamente, as otimizações de SEO também contribuem com suas campanhas pagas no Google. Ou seja, apenas vantagens! 

Curtiu o conteúdo? Leia mais sobre como montar sua árvore de categoria também pensando em SEO.

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário