Saiba como um comerciante local pode expandir seu negócio

Estejam localizados em grandes centros urbanos ou em pequenas e médias cidades, é fato: os comércios locais normalmente exercem uma influência bastante considerável em seus bairros. Mas o alcance costuma se limitar exatamente a isso. Além de oferecer produtos aos consumidores da vizinhança, o comerciante local acaba se tornando, muitas vezes, um amigo. Esse senso de proximidade e coletividade que os pequenos comércios proporcionam faz com que esse tipo de negócio sobreviva ao longo dos anos.

Entretanto, uma verdade não pode ser ignorada: a chegada da era da informação e da tecnologia ampliou o acesso a dispositivos móveis e democratizou a internet de uma maneira até então inimaginável. E isso trouxe mudanças profundas na maneira como consumimos, compramos e nos relacionamos com empresas dos mais diversos setores e tamanhos.

Antenados a todas essas tendências, os comerciantes locais sabem que, para manter seus negócios funcionando, precisam tomar certas atitudes, rever comportamentos e traçar novos caminhos. Mais que isso, aliás, a meta deve ser expandir o comércio de forma sustentável a médio e longo prazos. Mas, afinal, como um comerciante local pode ampliar seus horizontes? Para descobrir, não deixe de acompanhar nosso post de hoje! Vamos lá?

Entenda o mercado que pode conquistar

Pode até soar clichê, mas é verdade: o primeiro passo para quem deseja expandir um comércio local é acreditar que pode mesmo fazê-lo. Entenda desde já que deixar de atender apenas o público local e conquistar consumidores nacional ou (por que não?) internacionalmente não é uma tarefa extremamente simples, mas também não é tão difícil assim. Com um bom planejamento, ideias consistentes e força de vontade, o sonho de sair do seu bairro e conquistar o mundo pode sim se tornar realidade.

Partindo desse princípio, antes mesmo de tomar qualquer atitude, comece entendendo o mercado que pode conquistar. Para achar as pessoas que se interessam pelo que você tem a oferecer fora do bairro, é preciso, antes, saber quem elas são. Assim, faça uma pesquisa e busque traçar o perfil de seus consumidores. Delineie seu público-alvo e suas personas. Dessa maneira, todas as demais estratégias de expansão estarão alinhadas ao que esses consumidores procuram e desejam.

Crie um diferencial como comerciante local

Com o boom das vendas online na última década, saber como se destacar como comerciante local é uma estratégia praticamente obrigatória. Lembre-se de que, atualmente, o acesso à informação é praticamente ilimitado. Com isso, os consumidores de hoje estão muito mais exigentes, realmente antenados em relação a seus direitos. O resultado? Ao primeiro sinal de insatisfação com seus produtos ou seu comércio, o cliente pode simplesmente atravessar a rua para comprar na concorrência ou acessar centenas de opções em seu celular com pouquíssimos cliques.

Justamente em função desse cenário é que criar um diferencial como comerciante local pode fazer toda a diferença. Tenha sempre em mente que as pessoas querem se sentir especiais e únicas. Se você souber fazer isso com maestria, portanto, só tem a ganhar. E há diversas maneiras de criar um diferencial. Para conhecer algumas sugestões, fique de olho na listinha que preparamos!

Programas de fidelização

Os clientes fiéis, aqueles que, por conhecerem sua loja e seus produtos, voltam periodicamente, são responsáveis por grande parte do seu faturamento. Por isso, presenteá-los por sua lealdade tende a ser uma estratégia muito acertada, pois demonstra que você aprecia a preferência e deseja, claro, manter esse bom relacionamento.

A grande vantagem dessa estratégia é que o investimento necessário é muito baixo. Você pode distribuir um cartão fidelidade, colando um selinho a cada nova aquisição para, depois de X compras, o cliente usufruir de um desconto bem amigável ou ganhar um brinde especial. No caso de restaurantes, o cliente pode ganhar uma refeição ou sobremesa grátis quando completar o cartão, por exemplo. Acredite: é simples, mas eficaz.

Qualidade do atendimento

No mundo dos negócios, um fato é absolutamente incontestável: se uma pessoa entra em seu comércio pela primeira vez e se sente insatisfeito com o atendimento recebido, as chances de que volte são praticamente nulas. Pensando nisso, invista em sempre oferecer um atendimento impecável, com simpatia, agilidade e rapidez.

Se você conta com colaboradores para ajudar no atendimento ao público, deixe extremamente claro o que você espera deles nessa questão desde o momento da contratação. Se for possível, invista também em treinamentos periódicos voltados para o atendimento ao público. Conhecimento e atualização nunca são demais.

Marketing digital

Por mais que seu comércio seja físico, não estar presente de alguma maneira no mundo online é um tiro no pé. Se seus objetivos são expandir suas atividades, atrair mais clientes e fidelizar os antigos, invista em estratégias de marketing digital! Comece criando um perfil no Facebook, no Twitter ou no Instagram. Essa ação simples tem o poder de estreitar (e muito) a relação com clientes e potenciais clientes. Além de postar conteúdo relevante para o público, você pode usar as redes sociais para divulgar promoções entre os seguidores e se comunicar, diretamente e em tempo real, por meio de comentários e mensagens privadas.

A criação de um blog, espaço em que textos relacionados à sua área de atuação podem ser postados de forma frequente, também gera excelentes resultados. Essa plataforma tem o poder de aumentar significativamente o fluxo de pessoas interessadas no que você tem a dizer. Publicando conteúdos de qualidade, as chances de que esses leitores acabem se tornando também seus clientes são altíssimas!

Da mesma maneira, o disparo de campanhas de e-mail marketing e a criação de uma newsletter enviada diretamente às pessoas cadastradas podem se mostrar bastante eficazes quando o objetivo é cativar, conquistar e apresentar um diferencial relevante do seu comércio. Assim como algumas pessoas, você insiste em acreditar que marketing por e-mail não funciona? Chegou a hora de mudar seus conceitos! Quando bem estruturada, essa é uma estratégia de divulgação incrivelmente efetiva quando o assunto é conversão em compras.

Entretanto, para que todas essas estratégias de marketing digital citadas sejam bem-sucedidas, devem ser muito bem planejadas e estruturadas. Só dessa forma trarão resultados positivos para seu negócio. Pense bem: de nada adianta criar uma página em uma rede social e só atualizá-la a cada 6 meses, por exemplo. O mesmo pode ser dito a respeito do blog e do e-mail marketing. Para que o marketing digital funcione, você deve estar presente e ativo. Interaja com seus clientes, responda as mensagens em tempo hábil, produza conteúdo relevante com frequência e não deixe ninguém no vácuo, ok?

Faça um estudo de mercado cuidadoso

É imprescindível entender detalhadamente a concorrência e o mercado em que você deseja atuar. Quem se destaca? Quais suas estratégias mais certeiras? Que empresas serão concorrência direta? Como o mercado em que você deseja atuar e planejar sua expansão tem se comportado nesses tempos de crise financeira e instabilidade econômica? Nessas horas é que grande parte dos comerciantes locais fica paralisada pelo medo e pela apreensão.

Afinal, como competir com multinacionais ou empresas que já estão há anos no mercado, dominando as vendas do setor em todo o país e, em muitos casos, até no continente? Sair vencedor de uma empreitada dessas parece um sonho impossível de conquistar, não é mesmo? Mas a boa notícia é que não precisa, de maneira nenhuma, ser assim.

Durante seu estudo de mercado, talvez você se dê conta de que, da forma como está, seu negócio não tem a menor chance de se expandir de maneira sustentável e com potencial competitivo. Mas nada de desistir frente ao primeiro obstáculo! Então mãos à obra e rumo às mudanças!

Que tal investir no chamado mercado de nicho? Para quem não está familiarizado com esse termo, explicamos: estamos falando daqueles setores e empresas que vendem produtos e serviços bem específicos, para um público mais restrito, porém bastante fiel. Restaurantes especializados no preparo de pratos para pessoas com doença celíaca (com intolerância ao glúten), fotógrafos que só trabalham fazendo ensaios de bebês recém-nascidos ou uma loja que só vende cafés estilo gourmet para amantes da bebida são bons exemplos de empresas que exploram mercados de nicho. Por mais que não pareça, existem sim muitos nichos ainda pouco explorados.

Não tem mistério: quanto mais informações você tiver sobre questões externas que podem afetar direta ou indiretamente seu negócio e sua expansão, mais acertadas serão suas decisões. Afinal, como bem diz o velho ditado, conhecimento é poder.

Crie um e-commerce de qualidade

Se você tem uma loja física, conhece como ninguém todos os custos envolvidos na abertura e manutenção de um comércio, certo? E especialmente em tempos de crise financeira e instabilidade econômica, muitos empresários ficam receosos, evitando sequer pensar em expandir seus negócios. Na verdade, não é para menos! Afinal, investir um montante significativo de dinheiro na montagem ou estruturação de uma loja física envolve riscos consideráveis.

E se não der certo? E se o local escolhido para a abertura da nova filial não se mostrar tão bom quanto o esperado? E se a concorrência no bairro for mais forte do que você imaginava? Nesse contexto, a criação de uma loja virtual surge como uma excelente opção. Os e-commerces permitem que você expanda suas atividades como comerciante local em níveis impressionantes por menos da metade dos custos envolvidos na abertura de uma loja física! Que tal passar a vender para todo o Brasil, por exemplo?

Entretanto, apesar de envolver menos riscos e viabilizar uma expansão mais rápida em termos de número de clientes, é preciso ter alguns cuidados antes de abrir sua loja virtual. Caso contrário, o tiro pode sair pela culatra. Tenha sempre em mente de que a internet é sensacional para empreender e expandir um negócio, mas que a concorrência, por outro lado, é gigantesca. Por isso, fique de olho em algumas dicas para ter um e-commerce de sucesso!

Foque na diferenciação

Exatamente da mesma forma que criar ações que diferenciem e destaquem seu comércio local da concorrência é uma estratégia de gestão acertada, na internet não é diferente. Isso é, inclusive, mais importante quando se trata de vender no mundo virtual, viu? Assim, invista em diferenciação!

Isso pode ser alcançado oferecendo produtos exclusivos, feitos artesanalmente ou de altíssima qualidade, por exemplo. Você também pode criar embalagens criativas ou um sistema de logística que entregue os produtos em tempo recorde. São milhões de opções que podem levar ao mesmo resultado. Então coloque a imaginação para funcionar e estruture um diferencial para seu e-commerce!

Conte com parceiros de confiança

A logística de um e-commerce depende não só de você, mas de diversos personagens — incluindo seus fornecedores e o serviço de entrega. Contudo, apesar de o sucesso de suas vendas não depender 100% só de você, se algo sai errado, quem tem que arcar com as consequências é sua loja sim!

Se a entrega de um produto demora mais que o prometido por culpa da transportadora, repassar essa informação ao cliente costuma soar como desculpa esfarrapada, o que pode ser ainda pior para a imagem do seu negócio. Saiba: a melhor maneira de evitar essas situações desagradáveis é ter bastante critério na hora de escolher seus fornecedores e parceiros. Nada de fechar rapidinho com o fornecedor mais barato, por exemplo. Um nível alto de exigência pode sair mais caro no início, mas poupará muitas dores de cabeça no futuro.

Avalie a tecnologia e seus recursos

Basta uma busca rápida na internet para descobrir que a quantidade de plataformas, softwares e sistemas tecnológicos criados exclusivamente para a estruturação, a hospedagem e a manutenção de e-commerces é enorme! Entre tantas opções, é mais que normal ficar confuso, sem saber qual dessas ferramentas é a mais adequada para seu negócio.

O segredo está em resistir à tentação de contratar logo a mais cara e completa do mercado. Acredite: fazer um grande investimento em tecnologia no início da empreitada pode não ser a melhor escolha. Então tenha cautela nesse ponto, ok? Porém, o oposto também deve ser evitado. A plataforma deve ter um mínimo de estrutura para comportar adequadamente seu e-commerce e fornecer uma boa experiência de compra aos clientes.

Grande parte das plataformas para e-commerce oferece serviços semiprontos personalizáveis. Nesses casos, você paga uma assinatura mensal para poder hospedar sua loja virtual. Tudo é automatizado e realizado de maneira intuitiva, sem grandes complicações. Só vale ter algumas questões em vista antes de bater o martelo e contratar a plataforma para seu e-commerce. Pense se:

  • ela está estruturada por meio de técnicas de SEO e preparada para os mecanismos de busca;
  • ela é responsiva — adapta o site para que ele possa rodar e ser bem visualizado em dispositivos móveis, como tablets e smartphones;
  • ela oferece pacotes de segurança de dados de confiança;
  • o tráfego diário que a plataforma sustenta sem cair ou sair do ar é satisfatório;
  • ela oferece suporte em português 7 dias por semana, 24 horas por dia;
  • ela suporta um bom limite de ampliações do site;
  • o tempo para a página carregar é suficientemente ágil.

Busque por parcerias em marketplaces

Se achou a ideia de expandir seu negócio por meio de um e-commerce muito atraente, mas não tem nem noção de por onde começar, sua solução pode estar em buscar parcerias em marketplaces. Essas plataformas funcionam como os shoppings centers do mundo real, reunindo várias lojas de diferentes setores em um mesmo ambiente virtual. Nesse cenário, os comerciantes ganham visibilidade os clientes ganham praticidade.

Os marketplaces monetizam cobrando uma porcentagem sobre as vendas das lojas hospedadas em sua plataforma. Porém, como as taxas variam de um para outro, o ideal é pesquisar bastante antes de escolher o mais adequado para seu negócio.

A grande vantagem de buscar uma parceria como essa é a visibilidade que seu comércio ganha de maneira praticamente instantânea. Dependendo do marketplace, a quantidade de visitas diárias é absurdamente grande. Além disso, você não precisa abrir mão de ter sua loja virtual estruturada separadamente, o que amplia ainda mais suas chances de alavancar as vendas. Só tenha cuidado redobrado com o controle do estoque, monitorando e alinhando muito bem as vendas nos 2 ambientes para que não fique sem produtos para entrega — o que pode prejudicar sua imagem.

Ofereça um atendimento personalizado

Como no mundo virtual o cliente não tem contato físico com você ou com qualquer outra pessoa, o cuidado com a personalização do atendimento deve ser redobrado. É essencial acompanhar de perto todo o processo de compra, envio e entrega do produto, certificando-se de que tudo saia conforme o planejado. Também é recomendado disponibilizar canais de atendimento de fácil acesso (como chats, e-mail e telefone) e, mais que isso, responder prontamente a cada questionamento, dúvida ou reclamação. Demonstrar cuidado com a satisfação do cliente é peça-chave no processo de fidelização.

Caso aconteça algum problema durante o processo de compra e entrega do produto, mantenha a calma e assuma toda a responsabilidade pelo incômodo gerado. Do mesmo modo, faça tudo o que estiver a seu alcance para resolver a questão, mostrando-se disponível para ajudar no que mais for necessário.

Em geral, saindo tudo como o esperado ou não, é bom evitar o envio de mensagens automáticas. Chame os clientes pelo nome e responda adequadamente a seus questionamentos. Isso faz com que eles se sintam especiais e bem atendidos. Nesse caso, quem colhe os frutos são você e sua loja!

Lembre-se de demonstrar profissionalismo

Não é porque sua loja funciona em um ambiente virtual que o profissionalismo deve ser deixado de lado! Além das questões que já citamos relacionadas à satisfação do cliente, você também deve saber que esse tipo de negócio possui leis e diretrizes específicas. Então busque conhecer a fundo as regras para o funcionamento de lojas virtuais em relação a nome, CNPJ, atendimento ao cliente, deveres, direitos e sistema de tributação. Seguir as leis dá confiabilidade ao estabelecimento e pode ser um fator decisivo de compra.

Ser profissional também significa nunca prometer o que não pode cumprir. Com isso em mente, esclareça o quanto antes quaisquer questões relacionadas a custos e prazos de frete e entregas, por exemplo. Lembre-se de considerar que, em datas comemorativas, o sistema de entrega no país inteiro costuma ficar sobrecarregado, o que pode afetar diretamente seus prazos. Isso deve ser esclarecido aos consumidores antes mesmo de concluírem suas compras.

Buscar sempre demonstrar profissionalismo, seriedade e comprometimento com seu trabalho e com a satisfação dos clientes: essa é uma peça-chave para que qualquer e-commerce se destaque e traga resultados positivos.

Divulgue seus produtos corretamente

Já comentamos aqui mesmo neste post sobre a importância de investir em estratégias de divulgação certeiras para seu comércio local, está lembrado? Porém, quando se trata de um e-commerce, a questão se torna ainda mais importante. Leve sempre em consideração que uma loja virtual é como se fosse uma loja em um porão: ninguém vai passar ali na rua e ficar sabendo da sua existência. Assim, se você não tomar atitudes para mostrá-la ao mundo, o risco é de que o negócio fracasse rapidamente.

Para evitar entrar para esse estatística nada interessante, trate de investir tempo e ao menos algum capital na divulgação de seus produtos e serviços. Além das técnicas de marketing digital já descritas anteriormente, há diversas outras formas de anunciar pela internet.

O sistema de links patrocinados oferecidos por empresas como Google ou Yahoo podem ser um bom início, pois colocam sua página no topo das buscas orgânicas. Esse tipo de anúncio não costuma ser caro e você só paga quando alguém efetivamente clica no link. Já nas redes sociais, como o Facebook, é possível contratar o sistema de anúncios segmentados, por meio do qual você delimita o público-alvo da ação para mostrar o anúncio diretamente para sua audiência, aumentando consideravelmente as chances de conversão.

Aliando a divulgação por anúncios a ações de marketing digital bem estruturadas e planejadas, as chances de alavancar o alcance da sua loja para o Brasil (e até mesmo para o mundo) são enormes!

Como você pôde comprovar ao longo do post de hoje, são inúmeras as estratégias que um comerciante local pode colocar em prática na hora de expandir seu negócio. E agora que você já está por dentro de muitas delas, é com você! Tire o que aprendeu do papel e colha os frutos da expansão do seu comércio muito antes do que imagina!

E se você acha que este post também pode ajudar outras pessoas interessadas no assunto, não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais!

Curtiu? Compartilhe!

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked