Vendas relacionadas ao dia das mães podem aumentar no varejo e gerar R$ 24,3 bilhões
Interrupção na entrega de encomenda é o mais novo serviço dos Correios

Black Friday: faltam 6 meses! Você está preparado?

Publicado em: • Última Atualização:

Sim, não estou brincando. Faltam 6 meses para a maior e melhor data do E-commerce!

Afinal, o que é e como surgiu a Black Friday?

Se trata de uma tradição americana, que consiste em uma baixa de preço nas principais lojas durante a última sexta-feira do mês de novembro. Começou em lojas físicas e se popularizou no Brasil com a disseminação dos e-commerces.

No entanto, a origem não tem a ver com as promoções que todos adoram. A teoria mais aceita sobre o surgimento da Black Friday, acredita que o termo foi criado por policiais da Filadélfia na década de 60 para se referir ao dia após o feriado do Dia de Ação de Graças em que o trânsito se tornava um caos.

Ao mesmo tempo em que isso era uma dor de cabeça, era o sonho dos lojistas, que faziam diversas promoções para atrair quem passasse por lá.

Assim surgiu a nossa querida Black Friday!

A Black friday está aí, e agora?

Essa é a data mais importante do E-commerce. Ela vem repleta de oportunidades imperdíveis. Por isso, você precisa se planejar para aumentar suas conversões nesta data.

Mas qual é a maneira certa de se destacar, converter mais e o mais importante, não perder dinheiro?

Aqui vão 8 dicas fantásticas para fazer dessa e das próximas, uma Black Friday inesquecível!

1. Se prepare com antecedência

Nada de deixar para a última hora!

Já passou do tempo de começar a se preparar. Um planejamento bem estruturado é o mais importante para fazer tudo acontecer. Portanto, comece a pensar nisso já! Quanto mais tempo você tiver para traçar todas as suas estratégias e fazer contatos, melhores serão os resultados.

Além disso, quando chegar um pouco mais perto da data, os clientes começarão a se preparar também. Então, nada melhor do que gerar expectativa de compra nele.

2. Estratégias de divulgação

Aqui é onde o marketing entra em ação e você não deve ignorá-lo.

Tenha foco e reserve um investimento para o começo até o fim da campanha. O ideal é começar a separar o investimento para a Black Friday desde já ou, ao menos, considerá-lo.

Defina suas estratégias sempre de olho no principal objetivo, escolha as melhores mídias e procure profissionais para executar essas tarefas.

Lembrese: a Black Friday não é para amadores!

Os principais canais para trabalhar nessa data são: campanhas internas no site, e-mail marketing, remarketing, Google Ads, Facebook e Instagram Ads.   

3. Investigue os dados do passado

Se sua empresa já participou de outras edições da Black Friday, você já tem muitos dados.

Agora é a hora de realizar um relatório e analisar cada ponto específico, assim ficará fácil de visualizar os pontos de melhoria. Manter e melhorar o que deu certo, mudar o que deu errado.

Também vale a pena pesquisar sobre a Black Friday no geral, as estatísticas da concorrência e projeções. Existem muitos cases de sucesso para se inspirar e casos específicos do que não fazer.

4. Infraestrutura

A promoção deve durar pouco, então tudo tem o senso emergencial. A expectativa é receber um alto número de visitas de uma só vez, logo, será uma grande quantidade de pedidos de uma só vez.

É extremamente importante ter estoque, mão de obra e logística para suportar a alta demanda. Não se arrisque, você pode zerar o estoque em poucas horas e perder muitas possíveis conversões.

Além disso, é extremamente importante que a plataforma esteja preparada para o alto volume de acessos.

5. Faça promoções reais

Em hipótese alguma compactue e participe da “Black Fraude”. Os consumidores estão cansados de lojas que jogam os preços lá em cima dias antes do evento e depois voltam ao valor normal alegando “promoção”.

Uma ótima maneira de conseguir alavancar as vendas é justamente realizando promoções reais! Dê descontos, vantagens, facilite o parcelamento e se seja cuidadoso com o frete.

Além de ter consumidores de olho nos preços previamente, hoje existem muitos sites que fazem comparativos de preços entre muitas lojas e em outros períodos. É muito fácil identificar essas fraudes e isso é péssimo para a imagem de qualquer empresa.

É o momento ideal para se destacar positivamente!

6. Negocie

E qual a maneira certa de fazer promoções reais e não prejudicar o faturamento? Negocie com seus fornecedores!

Não meça esforços para as negociações, são elas que farão com que você tenha os melhores preços em relação à concorrência. Insista e persista, os fornecedores irão receber muitas propostas, seja persuasivo, mas nunca evasivo para conseguir os melhores descontos.

Por isso é tão importante iniciar as negociações desde já, para ter mais tempo para conseguir vantagens!

7. Suporte em tempo real

Provavelmente o movimento será maior, realmente esperamos que isso aconteça, logo as dúvidas e instabilidades serão mais frequentes.

Oferecer suporte exclusivo para a Black Friday é essencial, inclusive durante toda a madrugada desta data. Os clientes estarão em busca de seus produtos ferozmente, se ocorrer qualquer problema ou dúvida, eles não estarão dispostos a esperar por atendimento. Sem dúvidas ele abandonará sua loja e procurará o produto na concorrência.

O suporte será uma jogada muito boa para garantir o maior número de conversões possível.

8. Pós-venda

Invista nesses consumidores da Black Friday! Cultive o relacionamento com ele e garanta vender novamente. Lembre-se de que o Natal será uma data chave para conseguir a recompra.

Além do Natal, você precisa garantir que esse cliente se lembre de você durante todo o ano seguinte.

Para manter esse relacionamento, não espere um feedback dele, busque e peça por esse feedback. Procure saber se ele teve algum problema durante o processo de compra e se existe algum ponto de melhoria.

Fidelização de clientes que já compraram é tão bom quanto conseguir novos cliente!

Dica extra

Participe da Black Friday legal! Lojas com o selo da Black Friday Legal passam por uma análise da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), identificando as empresas que aderiram ao Código de Ética da iniciativa.

Empresas comprometidas com as boas práticas do e-commerce e aprovadas no processo de avaliação da entidade. Verificando também informações como: CNPJ, Razão Social, endereço completo e formas de contato, conforme Decreto Nº 7.962/2013 do comércio eletrônico.

Confira o programa e lojas participantes da Black Friday Legal 2018.

Agora que você tem todas essas informações que tal marcar um bate-papo com sua equipe e começar o planejamento para a Black Friday deste ano?

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Black Friday: faltam 6 meses! Você está preparado?
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *