Black Friday 2020: Como preparar sua loja virtual

Faltam apenas 4 meses para a Black Friday 2020!  Isso mesmo, na data desta publicação, 27 de julho de 2020, faltam 4 […]

Faltam apenas 4 meses para a Black Friday 2020! 

Isso mesmo, na data desta publicação, 27 de julho de 2020, faltam 4 meses para a tão aguardada Black Friday! 

Entretanto, se você for um lojista que vai vender pela primeira vez na Black Friday, pode estar pensando: mas ainda falta muito tempo! E se você é um lojista que já se aventurou na Black Friday, deve estar pensando: mas já está em cima da hora!

E é isso mesmo. Para ter bons resultados financeiros, é importante começar a se planejar antecipadamente para não ter dor de cabeça. 

Afinal, quem prepara o estoque antes, quem negocia antes e quem arruma a casa antes, tem mais tempo para focar nas estratégias de vendas na reta final! 

Confira dicas para melhorar a performance de seu e-commerce nesta data. 

Como foi a Black Friday 2019? 

Antes de mais nada, vamos falar como foi a Black Friday 2019? 

Em 2019 a Black Friday foi um verdadeiro sucesso, bem acima do esperado. Isso é o que diz os dados da Ebit Nielsen, com maior movimentação de pedidos, o varejo online brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões — considerando apenas a quinta e a sexta-feira. 

Além disso, o número é 23,6% maior do que o registrado no mesmo período no ano anterior, 2018. Isso mostra que a Black Friday vem crescendo muito ao decorrer dos anos e é a cada ano mais esperada. 

Quais as expectativas para a Black Friday 2020? 

Em contrapartida, estamos no meio de uma pandemia que esfriou a economia no Brasil e no mundo. Será que esse ano a Black Friday chega com tudo novamente? 

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, Eduardo Terra, esta será a maior Black Friday no país — se as empresas estiverem prontas para suprir a demanda, principalmente na parte tecnológica. 

Contudo, Eduardo Terra alertou que ainda existem muitas incertezas, pois não sabemos qual será o cenário das lojas físicas. Contrapartida, em novembro, possivelmente, novembro teremos consumidores com uma demanda reprimida. 

Além disso, a data é muito utilizada para adiantar as compras de Natal. 

“Olhando para o segundo semestre, não vejo com muito otimismo os resultados do varejo como um todo, mas acredito sim que a Black Friday será um sucesso ainda maior do que o do ano passado“, destaca o presidente da SBVC.

Sendo assim, imagine o cenário em um ano que o e-commerce cresceu de forma descontrolada devido ao distanciamento social. Agora, considere que os consumidores que nunca haviam comprado online, pretendem continuar com esse hábito. Para finalizar, some com o fato da Black Friday já ser a data mais esperada do e-commerce porque todo mundo adora comprar com desconto! 

Certeza que essa será a maior Black Friday da história do país, não temos como afirmar. Porém, o contexto é bastante otimista para quem vende online — e quem não vende, pois, ainda existe tempo para se planejar e participar. 

Em virtude disso, será que vale a pena colocar o pé no freio e ficar de fora desta edição da Black Friday? 

A gente acredita que não. Por isso, aqui vão alguns passos para chegar com tudo no dia 27 de novembro! 

Planejamento 

Este é um ponto que batemos forte, simplesmente porque é o fator mais importante

Neste caso, seu planejamento deve direcionar todas as estratégias da loja desde o desconto até a transportadora que irá entregar o produto ao comprador. 

Este é o momento de pensar em tudo. Entraremos mais a fundo nas questões mais importantes, mas para começar, responda às perguntas a seguir: 

  • O desconto será em forma de cupom ou desconto aplicado no produto? 
  • Sua estratégia será de preço ou frete grátis? 
  • Haverá categorias e/ou produtos selecionados ou a loja toda entrará em promoção? 
  • Quando será o início da sua Black Friday (algumas lojas começam na quinta a noite, outras preferem a virada)? 
  • Seus funcionários estão preparados para uma alta de produtos a serem separados, embalados e despachados? 
  • Como será sua comunicação de marketing? 
  • Sua loja focará em sua persona ou abrirá o leque para tentar atingir mais clientes? 
  • Qual será sua verba de investimento em marketing? 

Agora vamos nos aprofundar em algumas questões ainda não levantadas. 

Fornecedores

Essa é uma das partes mais delicadas do processo. 

Sempre recomendados fechar com fornecedores flexíveis, justamente para momentos como na Black Friday. Tente negociar e extrair ao máximo desconto do fornecedor. E isso pode ser feito de várias formas, desde a realização de um pedido maior, até uma porcentagem das vendas daqueles produtos. 

Entretanto, não adie essa conversa. Os fornecedores não darão desconto para todos, quem chegar primeiro e com a melhor proposta, possui mais chances de conseguir um bom desconto. Por isso, esse é um ponto para começar logo após terminar de ler este artigo.

Importante: repasse os descontos para o cliente final, se não, sua loja não será uma loja competitiva na Black Friday 2020.

Estoque 

Diretamente ligado aos fornecedores temos o estoque. 

Não adianta comprar um estoque 20x maior do que de costume só para ter mais desconto, é importante manter os pés no chão

E jamais, principalmente no período da Black Friday, venda produtos que você não tem no estoque. Sabemos que pode parecer uma estratégia tentadora, mas por trás dela poderão haver muitos problemas. 

Mesmo que seu fornecedor seja confiável e entregue rápido, há o risco deve mesmo não ter mais o estoque do produto e você ficará com pendências de envio. Fato que será péssimo para a reputação de sua loja e zero chance de fidelização de clientes

Ao invés disso, aproveite a data para queimar aquele produto com estoque parado. Se você possui muitas unidades de um ou mais produtos que simplesmente não vendem, o prejuízo você já tomou. Logo, abaixe ao máximo o preço e aproveite para fazer o dinheiro girar no caixa. 

Usabilidade da loja 

Pronto, você já negociou desconto com fornecedores e já encomendou tudo para deixar o estoque preparado para o dia 27 de novembro. Mas, como está sua loja? 

Olhar para dentro de casa é um passo essencial para garantir uma boa performance na Black Friday. 

Pensando assim, será necessário verificar se há problemas de navegação, se o layout não está quebrando, se sua atual plataforma (ou seu atual plano) suporta um alto volume de acessos, se o checkout está simplificado, se o carregamento está rápido… 

São inúmeras análises para se fazer agora, que ainda é possível mudar. Pois, uma loja com todos esses problemas, não passa confiança e faz com que o cliente desista da compra por mais que a oferta seja muito tentadora. 

Agora vamos destacar o ponto mais importante. 

Mobile First 

Sua loja tem versão mobile exclusiva? Ou é necessário ficar dando zoom para achar algum botão? 

Sem dúvida, a Black Friday 2019 confirmou a tendência do consumidor de adquirir a partir de dispositivos móveis. Segundo dados da Ebit Nielsen identificou que 55% dos pedidos foram feitos a partir de celulares, na quinta e sexta do ano passado. Na comparação com 2018 a alta foi de 103%.

Então, o que esperar deste ano? Justamente, que a aquisição via mobile seja ainda maior.

Por esse motivo, garanta uma boa navegação mobile para não perder vendas para o concorrente! 

Campanha no site

Uma boa campanha com banners estratégicos dentro do site são capazes de fazer milagres. 

Além de serem fáceis de alterar, os banners destacam as melhores promoções do site e podem ser encaixados em diversos lugares da loja, não só na home. Aliás, nem devem estar só na home, pois se algum cliente entrar direto em uma categoria ou produto, pode nem ficar sabendo que a loja está em promoção. 

Sendo assim, invista em banners de home, laterais, tarjas e etc. Porém, lembre-se de confirmar se sua plataforma suportará os formatos. 

O ideal de uma campanha dentro do site, é ter uma comunicação clara e objetiva, no caso da Black Friday, com destaque total no preço. Contudo, isso não minimiza a importância de ter uma campanha com um design criativo e uma chamada incisiva. 

Canais de Vendas

Até aqui estávamos colocando a casa no lugar. Agora chegou a hora de traçar estratégias para levar clientes em potencial para dentro da loja

Afinal, não adianta estar com a loja redonda e não haver visitas, certo? 

Você pode até deixar “na mão da sorte” e esperar que os usuários encontrem sua loja de forma orgânica no Google ou seus clientes se lembrem de você. Entretanto, lembre-se que essa é a época do ano em que os consumidores são mais bombardeados por anúncios a todo lado. 

Separa um investimento para a Black Friday e garanta sua fatia deste bolo! 

Observação: É importante garantir que sua plataforma de e-commerce integre com os canais citados, certo?

Facebook 

O Facebook é um canal essencial para sua loja estar. 

Além de ter um público muito abrangente, através dele é possível gerenciar os anúncios de outras redes sociais. 

No mais, o Facebook é excelente para anunciar com o catálogo de produtos, direcionando o cliente direto para o produto. E também pode ser usado para as estratégias de remarketing, assim, o cliente não esquece do produto que visitou e de sua oferta incrível. 

 

Instagram 

O Instagram é uma das mídias que dependem do Facebook para anunciar. Entretanto, atualmente, é a rede social com maior engajamento na internet

Além das publicações tradicionais, os anúncios podem ser feitos no feed e também no formato de stories. Sobretudo, na Black Friday 2020, uma ótima estratégia será utilizar o Instagram Shopping

O Instagram Shopping permite marcar seus produtos nas imagens anunciadas (ou não). Com um clique, o cliente consegue visualizar o nome do produto e preço. Se houver interesse, é só clicar e será aberta uma página no próprio Instagram com mais informações e produtos relacionados. 

Sendo assim, se quiser realizar a compra, o cliente pode clicar no “ver no site” e ser direcionado direto para a página do produto. 

Dependendo de seu segmento, o Instagram deve ser indispensável para sua estratégia de marketing.

WhatsApp 

Sim, o WhatsApp pode e deve ser utilizado durante a Black Friday. 

Seja para anunciar suas promoções ou esclarecer possíveis dúvidas de clientes que mandem mensagem durante o período. Fique de olho para não demorar para responder e não perder nenhuma venda!

Entretanto, se for utilizar o WhatsApp para anunciar, tenha cautela. Faça isso apenas 1x para anunciar que sua loja está participando da Black Friday com até X% de desconto em toda loja. 

Contudo, há mais uma função que seu WhatsApp pode ter: recuperação de carrinho abandonado. Neste caso, vai depender da plataforma que você utiliza, mas é sim possível enviar uma mensagem via WhatsApp alertando o cliente do produto deixado no carrinho e que são as últimas unidades naquele preço, por exemplo. 

Google Ads

O Google Ads e Google Shopping são coringas para promoções sazonais, especialmente na Black Friday 2020. 

Isso porque, a maioria dos clientes não compra sem dar uma passadinha pelo Google. Mesmo que, seja só para um comparativo de preço de um produto que ele viu no Instagram. Lembre-se que na Black Friday, o cliente só vê preço e frete grátis

Sendo assim, ter anúncios no Ads e no Google Shopping são importantes para tentar garantir os cliques. 

O Google Shopping porque já exibe a foto e o preço do produto logo de cara. E o Google Ads porque pode ter o texto alterado especialmente para essa data, chamando mais atenção do usuário. 

 

Marketplaces

Os marketplaces, naturalmente, já participam da Black Friday

Entretanto, você não será obrigado a participar, a não ser que faça sentido para a sua estratégia traçada lá no início. 

Recomendamos sempre que, seu preço seja mais atrativo em sua loja virtual do que dentro do marketplace

“Mas isso não pode fazer que com eu perca algumas vendas para o concorrente?” 

Sim, pode. Essa ação deixará seu preço menos competitivo. Entretanto, como citado anteriormente, na Black Friday o cliente é um caçador de preço baixo. Sendo assim, é provável que ele cheque aquela loja que fará a entrega do produto e verá que no site o preço está mais baixo. 

Agora se sua estratégia for outra e a ideia não é vender na loja e sim direto nos marketplaces, aí não tem conversa. Aproveite o alto investimento deles em anúncios e pegue sua fatia do bolo

E-mail Marketing

O E-mail Marketing é outra excelente saída para quem vai vender na Black Friday 2020

Porém, deve ser usado com sabedoria e com boas estratégias para realmente reter a atenção dos clientes. Isso porque, nesta data, mais do que no dia do aniversário do cliente, sua caixa de e-mails ficará recheada de promoções. 

Além de anunciar promoções, os e-mails também são excelentes para recuperar carrinhos abandonados

 

Ticket médio 

A Black Friday deve sempre ser vantajosa para os dois lados, o lado do lojista e o lado do cliente.

Por esse motivo, nada impede, pelo contrário — você deve, tentar aumentar o ticket médio de compra de sua loja. 

Há diversas maneiras de fazer isso: kit de produtos, produtos relacionados, compre junto e o melhor de todos: falta x reais para levar com frete grátis. 

O consumidor brasileiro simplesmente ama frete grátis e isso chama sua atenção. Além disso, essa estratégia pode ser aliada às demais. Vamos a um exemplo! 

Você vende itens para gamers e seu cliente está prestes a levar um novo teclado e um headset em uma promoção incrível. No carrinho, você pode inserir a barrinha que falta R$ 30 reais para ela levar com frete grátis. Logo embaixo, você oferece um mouse gamer por R$ 49,90. 

Entendeu a estratégia? 

A ideia de levar um produto a mais “quase pelo preço” que o cliente pagaria de frete, é muito tentadora. Então, é uma boa opção! 

Entretanto, veja se sua plataforma possui esses recursos.

 

Chegou o grande dia! 

26 de novembro chegou! — porque todos sabem que a Black começa verdadeiramente na quinta no final da tarde e início da noite.

Agora que já está tudo certo: o site no jeito, promoções ativas na loja, anúncios programados para as próximas 48 horas… É só deixar a loja lá e ir fazer outras coisas, certo? Errado! 

A Black Friday requer monitoramento, porque de uma hora para a outra, tudo pode mudar!

Imagina que seu site caia, seu principal produto esgote rapidamente, um anúncio pode não ser veiculado corretamente e/ou estar gastando mais do que deveria, seu principal concorrente esteja com um preço melhor que o seu etc. 

Inúmeras coisas podem não funcionar da maneira esperada, por isso é importante tomar algumas precauções. 

Esteja com parte do time disponível 

Por todos os fatores citados acima, é importante ter parte do time disponível. 

Cuidado para não infringir nenhuma regra trabalhista! Mas, garanta que se sua loja precisar de socorro para modificar um anúncio ou o banner principal da loja, alguém esteja disponível para lhe auxiliar. 

Sem falar no atendimento, que deve sim ser ativo até algumas horas da madrugada. 

Para não ficar desfalcado e garantir que seus funcionários tenham o intervalo de descanso necessário, divida o time. Um time da manhã/tarde e um time da noite/madrugada, para quinta e sexta-feira. 

Para os que vão ficar a noite, é importante lembrar de oferecer um jantar por conta da empresa e lembrar do adicional noturno. 

Caso esteja trabalhando com uma agência de marketing, procure saber qual o turno que eles irão praticar na Black Friday. 

Análise de concorrente 

Não deixe de monitorar seus principais concorrentes

Sem sombra de dúvidas, eles também estarão de olho em você. 

Imagine que seu concorrente esteja praticando um preço melhor que o seu para o principal produto do segmento e você também consegue baixar seu preço sem tomar prejuízo. Faça isso e seja mais competitivo. 

Na verdade, é uma estratégia muito interessante não deixar o preço com o maior desconto possível. Desta forma, você tem margem para abaixar conforme o comportamento do mercado. 

Por esse motivo, é importante ter parte do time para fazer a alteração de banner, mudar o anúncio etc. 

Cuidado com decisões precipitadas 

Lembre que nada é mais importante que sua saúde financeira

Se caso o concorrente esteja trabalhando um preço mais baixo que o seu ou esteja oferecendo frete grátis para compras acima de R$ 50 reais, mas sua loja não tem margem para isso, não o faça! 

É melhor perder algumas vendas, do que ter um grande prejuízo no final das contas. 

Logo, não se deixe levar pela emoção do momento! Pare, pense friamente, considere o quanto sua loja pode ser prejudicada e aí sim, tome sua decisão. 

Desta forma, temos certeza que você escolherá o melhor caminho para seu negócio

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seu amigo lojista e não deixe de ficar de olho aqui na Escola de E-commerce, falaremos mais sobre a Black Friday 2020 em breve! 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário