Entenda agora mesmo como anunciar no Magazine Luiza!
Last mile: entenda o que é e quais os impactos na sua loja virtual

Benchmarking: como manter sua loja virtual em sintonia com o mercado

Publicado em: • Última Atualização:

Compreender o benchmarking é dominar uma das mais eficientes estratégias de marketing quando o assunto é aprimoramento de processos, produtos e serviços.

O que é benchmarking?

Comparar sua empresa com a concorrência já faz parte do processo de quase todos os setores empresariais que visam chegar em uma boa base para avaliação de valores. 

O benchmarking é exatamente isso, uma análise de produtos, serviços, processos, metodologia e toda e qualquer prática empregada pelo segmento em que você atua, a fim de criar pontos de referência.

Dessa forma você conseguirá identificar o que está funcionando e o que não está funcionando no mercado. Esse processo ajuda tanto grandes quanto pequenas lojas virtuais – e empresas como um todo – a melhorarem seus desempenhos.

Quais são os tipos de benchmarking?

Interno: busca analisar e melhorar as práticas adotadas dentro da empresa. Sim, não adianta olhar pra fora sem olhar pra dentro primeiro: o que sua loja virtual faz hoje que pode ser melhorado?;

Competitivo: analisa minuciosamente as práticas da concorrência, visando superá-las. Aqui vale analisar com cuidado todas as táticas de Marketing, da atração do visitante até o pós venda, passando pela captação e nutrição de leads (sua loja já se relaciona e conduz potenciais clientes pela Jornada de Compras?);

Funcional: compara os processos de trabalho entre as organizações, sejam elas do mesmo segmento ou diferentes. Será que sua logística está operando da melhor forma? As respostas aos clientes são rápidas? Reavalie continuamente os processos do seu e-commerce; 

Cooperação: uma parceria entre empresas, compartilhando informações de seus processos e práticas, normalmente visando melhorar em conjunto. No âmbito do comércio eletrônico temos por exemplo a ABComm, cujo propósito é ter uma voz ativa junto às instituições governamentais, pleiteando melhorias coletivas no varejo digital brasileiro.

Como começar um benchmarking

Para começar uma estratégia de benchmarking corretamente, você deve seguir os seguintes passos:

1. Identifique seus principais concorrentes e comece a analisá-los

O ideal é que o número de concorrentes fique em torno de três, assim não será tão difícil monitorá-los, mas você ainda terá um bom repertório para comparação.

Para começar procure sempre optar por aqueles que estão à frente em seus mercados, provavelmente com mais casos de sucessos. Ainda que sua loja virtual seja pequena, utilizar um grande e-varejista como benchmark ajuda a ampliar sua visão. Com criatividade você consegue implementar algumas soluções com menor verba. Atender bem, por exemplo, não custa nada! 

2. Estabeleça seus indicadores de análise

Comumente no e-commerce chamamos indicadores de KPI’s. Mas o conceito aqui é simples: delimite indicadores e utilize os mesmos para todos os concorrentes. Uma boa dica é elaborar uma planilha para comparar e preencher aspectos específicos de cada empresa. 

Selecionando características e métricas que você acredita serem importantes, você terá uma visão geral e organizada do que cada companhia tem feito, facilitando a interpretação e a avaliação.  

3. Obtenha os dados

Para conseguir os dados para suas análises existem inúmeras ferramentas que podem ser utilizadas, como a Similar Web, uma ferramenta capaz de proporcionar inúmeras informações importantes sobre seus concorrentes, e outras que você pode encontrar aqui

Com essas ferramentas você poderá fazer o monitoramento dos backlinks, analisar as principais ações das outras empresas nas redes sociais e conseguir informações sobre as menções de diversas marcas.

O que não fazer

Para causar um impacto positivo em sua loja você precisa saber utilizar o benchmarking de maneira correta. Por isso observe algumas práticas que devem ser evitadas:

    • Não saber quais ferramentas deve utilizar e não saber monitorar as métricas sem relevância para a área de atuação da empresa;
    • Ver o benchmarking como uma prática única, ou seja, não realizar nenhum outro processo para alavancar sua loja ou não renovar seus processos constantemente, analisando-os sempre;
    • Não ter objetivos concretos.

Ficou com alguma dúvida? Escreve pra mim!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Benchmarking: como manter sua loja virtual em sintonia com o mercado
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *