Logística reversa: 7 boas práticas para colocar em ação
Do lava-jato para o e-commerce: conheça a SBRio!

As 7 melhores práticas para fazer uma campanha de e-mail marketing

Publicado em: • Última Atualização:

As lojas virtuais continuam em alta no Brasil. Sabia que a previsão é de que o setor encerre 2017 com um crescimento de quase 10%? Mas atenção: por mais que a notícia seja boa, significa mais concorrência para quem tem um negócio online. Nesse cenário, como tornar seu comércio eletrônico competitivo?

Aí não tem outra saída: é preciso investir em divulgação, pensando em estratégias para abordar o público do jeito certo. Fica então a pergunta: você sabe como fazer e-mail marketing para aumentar a visibilidade da sua loja e elevar suas vendas? Pois é exatamente esse o assunto do post de hoje!

Acompanhando os próximos tópicos, você vai entender como usar o e-mail para se aproximar de seus clientes e, a partir daí, atender a suas necessidades da melhor forma possível. Vamos lá?

Por que fazer e-mail marketing?

Antes de entrarmos nas boas práticas, já vale ressaltar: não acredite em quem diz que o e-mail está com seus dias contados, ok? Ao contrário do que muita gente pensa, esse canal tem se mostrado extremamente eficiente para ações de marketing e vendas.

Especialmente no caso do e-commerce, não faz nenhum sentido deixar de explorar esse tipo de comunicação — até porque o público das lojas virtuais normalmente precisa deixar o endereço eletrônico para efetuar suas compras. Se você tem acesso à informação, por que não usá-la para estabelecer um relacionamento diferenciado com o consumidor?

Para qualquer estratégia nesse sentido ser eficiente, a recomendação global é valorizar o contato. Como fazer isso? Respeitando a regra de ouro do marketing digital, que diz que os dados coletados sobre os consumidores devem ser usados para personalizar as mensagens.

Como criar boas campanhas de e-mail?

1. Planeje suas ações

Tudo bem que o planejamento estratégico é um conceito-chave para o sucesso de qualquer negócio, mas, no caso das lojas virtuais, é questão de sobrevivência. Na prática, são diversos os caminhos que podem ser adotados na criação de um negócio online. Qualquer que seja sua escolha, primeiramente precisa saber aonde quer chegar.

Pois fazer e-mail marketing para sua loja virtual também exige organização prévia. É preciso, portanto, dedicar algum tempo ao planejamento dos objetivos da campanha. O que você pretende alcançar com aquela ação? Pense no público-alvo que será trabalhado, estabeleça um cronograma de envio das mensagens e avalie o orçamento disponível.

Por fim, vale lembrar que documentar corretamente as informações é muito importante para o trabalho ter um foco bem definido, além de facilitar a execução das atividades. Afinal, na correria do dia a dia, é crucial saber com antecedência quais tarefas precisam ser priorizadas.

2. Construa uma base

Estabelecida a necessidade do planejamento, o próximo passo rumo à criação de uma campanha de e-mail marketing bem-sucedida é uma obter uma boa lista de contatos. E cuidado aqui: nada de cair na armadilha de comprar mailings prontos, ok? Uma base de clientes consistente é aquela construída pela própria loja.

O ideal, assim, é resgatar dados reunidos sobre as vendas já feitas. Usar seus canais de comunicação para captar esse tipo de informação também funciona. Tem uma página no Facebook? Analise a possibilidade de criar um cupom de desconto para quem fizer um cadastro simples! Outra boa estratégia é pedir indicações a clientes e amigos. Por onde vai começar?

3. Cuide da segmentação

Não importa se sua lista de e-mails tem 100 ou 1.000 endereços. O segredo está em segmentar o público, criando grupos diferentes dentro da sua base. É possível fazer uma infinidade de combinações, das mais básicas (de acordo com os dados sociodemográficos) às mais sofisticadas (baseadas, por exemplo, na jornada do cliente).

Se é sua primeira campanha de e-mail marketing, comece devagar. Que tal considerar, além de idade e gênero, a data de cadastro e as compras já realizadas? No caso das compras, é possível criar campanhas bem interessantes, levando em conta o tipo de produto adquirido, fazendo ofertas complementares, ou mesmo a data da aquisição, sugerindo a substituição do item a depender do tempo decorrido.

4. Abuse da tecnologia

A automação tem sido uma grande aliada das atividades nessa área. Especificamente no caso do e-mail marketing, as condições hoje são infinitamente melhores que as do passado, quando muito tempo era perdido na execução das ações, passando-se longe do nível de eficiência alcançado atualmente.

Agora temos à disposição softwares e aplicativos específicos para facilitar a segmentação do público, a configuração do layout, o envio das mensagens e até o monitoramento dos resultados. Assim, bastam alguns cliques para formatar as listas e disparar os e-mails!

Analisando os relatórios, é possível saber quem recebeu a mensagem, abriu, leu, clicou… É isso mesmo: todos os resultados podem ser avaliados nos mínimos detalhes! A adoção dessas ferramentas não apenas agiliza o trabalho como garante mais precisão para a estratégia, uma vez que não é preciso se preocupar com a parte operacional.

5. Faça testes

Outra importante vantagem das plataformas de e-mail marketing é a facilidade para a realização dos chamados testes A/B. Sabia que o resultado das suas ações pode variar bastante dependendo do horário de envio, do tipo de assunto destacado, do conteúdo trabalhado, do layout escolhido ou mesmo da frequência estabelecida para a campanha? Para entender o que funciona melhor, é preciso testar e comparar.

E aqui vai uma dica importante sobre essa etapa: teste apenas 2 variáveis por vez, priorizando um tópico específico. Assim, se a ideia é avaliar o layout, altere apenas itens relacionados à apresentação. Se a dúvida é sobre o produto que será destacado, foque exclusivamente nesse item. Dessa forma, você foge de ambiguidades, chegando a resultados certeiros.

6. Invista no conteúdo

Pode parecer óbvio, mas acredite: não é todo mundo que toma o devido cuidado com a qualidade do conteúdo das mensagens. E não estamos nos referindo apenas à atenção necessária na redação do texto em si, mas a todos os detalhes que impactam o interesse do público — títulos bem elaborados, imagens de qualidade e CTAs eficientes.

No caso das chamadas para ação, fique atento: e-mail marketing realmente bem feito exige foco na conversão. O cliente precisa, portanto, tomar alguma atitude, seja responder o e-mail, ir para a página da oferta, clicar para receber mais conteúdo, direcionar-se para a loja ou o que for mais relevante para você naquele momento. Então capriche na motivação!

7. Monitore os resultados

Monitorar o desempenho da campanha é fundamental não só para você conseguir aprimorar os resultados obtidos com as ações no curto prazo, mas também para garantir aprendizados para os trabalhos seguintes. A boa notícia é que, com as ferramentas adequadas, essa tarefa fica bem mais simples!

Com essa ajuda, é possível fazer o acompanhamento das métricas básicas com rapidez, como entrega dos e-mails e taxas de abertura, de clique e de conversão, relacionando-as com outras informações, como produtos ofertados, horário e frequência de envio, layout e tipo de conteúdo. Assim, você logo chega nos indicadores mais adequados!

Como você viu, fazer e-mail marketing para sua loja virtual exige atenção a vários detalhes. Mas esse esforço definitivamente vale a pena quando você consegue entregar as mensagens certas para pessoas realmente interessadas no melhor momento possível!

Por fim, se você quer saber mais sobre as estratégias que podem ser usadas para melhorar os resultados do seu e-commerce, trate de assinar a nossa newsletter para ter acesso a conteúdos exclusivos sobre o assunto!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

As 7 melhores práticas para fazer uma campanha de e-mail marketing
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *