Como divulgar sua loja virtual: 8 dicas matadoras para você divulgar seu e-commerce
7 pontos que devem ser analisados antes de abrir uma loja virtual

As 17 maiores vantagens de um e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Com previsão de crescimento de cerca de 12% ao ano, o e-commerce tem recebido investimentos significativos tanto das grandes quanto das pequenas empresas. Afinal de contas, o comércio online tem atraído todos os tipos de público, desde os mais jovens até os mais experientes, que se rendem à praticidade do modelo. Não dá para simplesmente fechar os olhos para essa verdadeira revolução.

Quer saber por que exatamente essa modalidade de venda é tão vantajosa? Então comece conhecendo as vantagens de um e-commerce, primeiro passo para se decidir entre um negócio físico ou virtual — ou, quem sabe, até mesmo ambos! Confira a partir de agora as 17 maiores vantagens de uma loja virtual!

1. Facilidade para começar

Quando surge a ideia de um novo empreendimento, é natural querer ver tudo pronto o mais rapidamente possível. No entanto, quando o negócio é físico, é necessário investir muito mais tempo até tê-lo funcionando a todo vapor. Em contrapartida, ao optar por um e-commerce, você pode dar o start e garantir sua primeira venda em poucas horas, sabia?

Pense bem: para abrir um negócio online, basta basicamente selecionar um provedor de plataforma, escolher entre diferentes modelos prontos e possibilidades de customização e dedicar algumas horinhas para deixar tudo do jeito que você quer!

2. Informações sobre os produtos

No caso de um espaço físico, a quantidade de informações que você pode dar sobre cada produto é limitada. No mundo virtual, por outro lado, essa não é uma preocupação. E esse é um detalhe extremamente vantajoso para os negócios! Quanto mais informações um usuário tem a respeito de um produto antes da compra, menores são as chances de troca ou reclamação depois, o que influencia diretamente na percepção da marca no mercado.

3. Investimento inicial baixo

Na prática, a maioria dos pequenos lojistas não tem tanto dinheiro para investir logo de cara no seu negócio. Por essas e outras, muitos acabam se mantendo na informalidade. E é aí que entra outra das inúmeras vantagens de um e-commerce: o baixo valor do investimento inicial, detalhe que pode ser bem atrativo para quem está em vias de se tornar um empreendedor digital.

Para você ter uma ideia, o valor investido nas mensalidades pagas pelo uso da plataforma pode ser rapidamente compensado pelo fluxo de vendas proporcionado por essa modalidade de comércio, por exemplo, tornando seu negócio sustentável em muito menos tempo!

Produto Mínimo Viável

Ainda dentro dessa característica tem-se a possibilidade de se fazer um MVP (Produto Mínimo Viável) de forma muito mais simples do que seria com uma loja física. Assim, é possível testar a aceitação da sua ideia em um determinado local e com certo tipo de público, aprendendo com o retorno inicial a melhorar seu plano de negócio.

Atração de investidores

A verdade é que investidores definitivamente não gostam de apostar suas fichas em ideias que ainda não foram colocadas em prática — nem que seja com um protótipo. Por isso, também vale a pena investir em em uma loja que seja mais barata (virtual) para mostrar que seu projeto realmente pode dar certo.

4. Funcionamento em tempo integral

Lojas físicas têm horário de funcionamento, assim como seus funcionários têm horário de trabalho. No e-commerce, por outro lado, você tem um negócio aberto 24 horas por dia durante os 7 dias da semana, o que significa que nunca perderá uma venda por estar com as portas fechadas ou porque não tinha nenhum vendedor disponível.

Além disso, o marketing do seu negócio funciona em um horário parecido. Portanto, você não precisará se preocupar em não anunciar em um certo fim de semana por causa do feriado em que a loja estará fechada, por exemplo.

5. Segurança a baixo custo

Criar uma percepção de segurança em uma loja física pode sair bem caro. E não é por menos! Afinal, quando falamos de segurança nesse caso, não estamos nos referimos à quantidade de guardas parados na porta da empresa, mas sim à confiabilidade que uma pessoa tem com a experiência da sua marca.

É fato: em empresas feitas com tijolos, é preciso investir em arquitetura, uma boa iluminação e até em mudanças físicas a fim de passar credibilidade para o negócio. E é claro que tudo isso demanda tempo e dinheiro! Já na web, a coisa é um pouco mais fácil — e barata. Com um bom design e alguns certificados, já dá para passar a confiança necessária para o usuário durante sua jornada.

6. Infraestrutura enxuta

Além da necessidade de contratar uma equipe, um detalhe que compromete bastante o orçamento de quem investe em uma loja física é a infraestrutura — aluguel, móveis, estandes para exposição dos produtos, espaço para armazenamento e muito mais. Já se você opta por um e-commerce, reduz consideravelmente a demanda por infraestrutura, podendo inclusive conduzir as vendas no conforto do seu lar!

Há até quem venda produtos sem tê-los em estoque imediato, estabelecendo parcerias com bons fornecedores. Assim, quando uma venda é fechada, o fornecedor é acionado para enviar a mercadoria para o cliente, assegurando agilidade ao processo e baixo custo ao empreendedor.

7. Senso de urgência

Outra das vantagens de um e-commerce é que nele é possível criar um certo senso de urgência para as ações do usuário sem ficar parecendo uma estratégia questionável do varejo tradicional. Quer ver como?

Disponibilidade no estoque

Com a ajuda de um bom CRM, é possível indicar para o visitante o total de unidades restantes no estoque do produto desejado, gerando assim uma certa pressa para fechar o negócio. O pessoal do Booking faz algo parecido, ao avisar quantos quartos estão disponíveis em determinado hotel e até quantas outras pessoas estão olhando o mesmo anúncio naquele momento.

Corrida contra o tempo

Essa promoção termina em 21h: 20m: 12s: colocar esse tipo de aviso com o deadline de uma promoção em destaque também ajuda o usuário a tomar uma decisão mais rápida.

Facilidade na entrega

Hoje é segunda-feira? Então avise para o usuário que, comprando o produto hoje, a entrega será feita antes do fim de semana. Vai ter um feriado ou uma data comemorativa em breve? Pois a ideia é a mesma: mostre para o possível comprador que, levando o item agora, ele receberá a encomenda antes das comemorações.

8. Flexibilidade para vender

No e-commerce, você pode montar um portfólio variado de produtos, tentando abarcar o maior número possível de potenciais clientes, ou ainda se dedicar a um nicho específico, focando seus esforços na construção de uma boa reputação junto a um público seleto e fiel. Que tal investir em produtos fit, por exemplo?

O comércio online permite a alternância entre diferentes estratégias de vendas, tornando-as mais flexíveis. É simples: mesmo que hoje você tenha um nicho específico, nada impede que você amplie sua oferta de produtos e serviços amanhã. Isso é possível uma vez que tais alterações demandam baixos investimentos.

9. Medo de ficar de fora

Ninguém gosta de ser o último a saber de alguma coisa ou de não aproveitar algum tipo de oportunidade, não é mesmo? Pois é essa sensação que muitos chamam de Fear Of Missing Out (FOMO) e que tem sido bastante usada em prol das vendas no e-commerce.

Oferta de desconto

Apontar para o visitante do seu e-commerce que determinado produto estava mais caro há algum tempo pode fazer com que ele tome uma decisão de compra mais rapidamente do que você imagina. E o motivo é simples: a aversão à perda.

Segundo a Scientific American, nosso cérebro odeia saber que está sendo passado para trás. Assim, se o usuário pode comprar algo com desconto agora, por que arriscar perder a promoção? Por essas e outras é que as comparações de preço costumam funcionar tão bem.

Gratuidade no frete

Comprou acima de 200 reais? Então o frete é grátis! Esse tipo de estratégia funciona muito bem com a ajuda do FOMO. Afinal, quem não gostaria de aproveitar essa promoção de frete grátis, ainda que tenha que comprar algo que não estava nos planos do momento?

10. Inexistência de fronteiras

Essa é a premissa básica (e considerada por muitos a principal vantagem) do e-commerce: não existem barreiras geográficas. Você pode vender tanto para seu vizinho como para alguém que mora na Guatemala. E, obviamente, isso aumenta bem as chances de potencializar os resultados da sua loja.

Além do mais, com uma loja 100% digital é muito mais simples criar uma franquia em outro país usando a rede de distribuição de lá, aumentando ainda mais suas chances de ganho fora do Brasil. Só tome cuidado com as normas interestaduais e internacionais para vendas online, já que, à medida que o mercado cresce, as regulações vão se adaptando.

11. Opinião de terceiros

Para Dan Kennedy, um dos grandes nomes por trás da empresa de investimentos GKIC, o que outras pessoas falam sobre seu produto vale mil vezes mais que aquilo que você diz, mesmo que seja da forma mais eloquente possível. E não é só ele quem diz isso, viu?

De acordo com uma pesquisa realizada pela iPerceptions, 63% dos usuários dizem ficar ainda mais encorajados a realizar compras em sites que apresentam opiniões de outros consumidores. É isso mesmo: esse recurso simples pode fazer maravilhas pela taxa de conversão do seu e-commerce!

12. Atualizações em tempo real

Já imaginou o trabalho que daria se você quisesse mudar o layout de uma loja física todos os meses? Praticamente impossível, certo? Pois com o e-commerce você pode! As atualizações de páginas da sua loja podem ser feitas quando você quiser ou precisar, ainda podendo ser colocadas no ar instantaneamente, atraindo a atenção dos visitantes para o que tem a oferecer.

Se você está fazendo uma promoção voltada especificamente para o Natal, por exemplo, pode ajustar toda a comunicação visual do site para trabalhar em prol da campanha, com símbolos, cores e até termos típicos. Um upgrade e tanto, não concorda?

13. Conteúdo para compartilhar

Um e-commerce é uma grande fonte de conteúdo para os consumidores online. À medida que você insere fotos, descreve detalhadamente os produtos, fala de suas vantagens e elenca seus benefícios, está fornecendo informações valiosas para o público e criando oportunidades para que as pessoas cheguem até você. É assim que trabalha o inbound commerce!

14. Integração com outros canais

Para uma loja física, fazer com que as pessoas acessem suas redes sociais, visitem seu blog ou usem qualquer outro canal digital é um pouco mais difícil que para um e-commerce, que já está inserido no ambiente virtual. Para tanto, basta inserir os ícones das mídias e sugerir que o internauta siga sua loja virtual para, em apenas um clique, ele já estar lá. Essa facilidade cria uma rede de contatos muito mais forte e aproxima a marca da sua audiência.

Lembrando que, com a ajuda de alguns plugins, também é possível publicar os comentários diretamente na timeline do Facebook ou até mesmo usar o login social dessas redes para facilitar as compras em sua loja virtual — estratégia bem-vista por cerca de 77% dos usuários, de acordo com algumas pesquisas.

15. Opções de pagamento

Conforme o mercado de e-commerce se desenvolve, surgem cada vez mais opções para otimizar a experiência dos clientes nas lojas virtuais. É o caso da oferta de diferentes formas de pagamento. Ao integrar seu negócio com um intermediador de pagamentos, por exemplo, você oferece variedade de opções, indo desde o boleto bancário até o débito automático. Assim, aumenta suas chances de venda.

16. Melhorias no relacionamento

Com todos os canais de comunicação conectados em tempo real, você tem a vantagem de poder interagir e se relacionar com seus leads e clientes com muito mais agilidade e qualidade, formando uma verdadeira comunidade de internautas em torno da sua marca. E como você já deve saber, relacionamento é fundamental para atrair e reter clientes, aumentar vendas e fazer do seu e-commerce um verdadeiro sucesso!

17. Oportunidades de venda

Por fim, vem o mais importante: as vendas. Se você não tem fronteiras, pode se relacionar com qualquer pessoa e ainda integrar seus pontos de contato com mais eficiência, atrai mais clientes para o e-commerce e, consequentemente, cria mais oportunidades de vendas. E como também não há limite de espaço, você pode receber inúmeros clientes ao mesmo tempo!

Quer mais? Pois com uma boa equipe de social media e planejamento, é possível até mesmo detectar oportunidades de venda com base em acontecimentos distintos do cenário nacional — como acontece, por exemplo, com o pinguim da Ponto Frio, que aproveita até o surgimento de memes na internet para promover produtos.

Viu só como o cenário é pra lá de promissor? Empolgado para começar um e-commerce e aproveitar cada uma dessas 17 vantagens? Então nos siga no Facebook! Assim você fica por dentro de outras dicas e vantagens de um e-commerce e tem muito mais chances de se tornar um empreendedor de sucesso!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

As 17 maiores vantagens de um e-commerce
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% de desconto
50% de desconto
10% de desconto
30% de desconto
20% de desconto
30% desconto
50% de desconto
20% de desconto
30% de desconto
50% desconto
30% de desconto
50% de desconto
Gire e ganhe desconto no ingresso
Digite seu endereço de e-mail e gire a roda. Esta é sua chance de ganhar descontos incríveis!

Escolha a cidade para o desconto!

Regras:
  • Uma chance por email
  • Não acumula para outra cidade
  • Enquanto durarem os ingressos free.