Veja 4 dicas de como anunciar na B2W
Conheça a ferramenta para e-commerce Google Tag Manager!

Como anunciar na Amazon? Confira 7 dicas essenciais!

Publicado em: • Última Atualização:

Estar em marketplaces é uma grande oportunidade para vender e se tornar uma marca mais conhecida. Além do já tão renomado Mercado Livre, existem outras opções com viabilidade de se dar bem nesse meio. Por exemplo, há como anunciar na Amazon!

O marketplace da Amazon é um dos maiores do mundo. No Brasil, iniciou suas operações em 2012, de forma tímida, apenas com livros. Nos últimos anos, tem se expandido e vem abrindo as portas para outras mercadorias.

Para fazer parte, basta realizar o cadastro e seguir as regras do termo de uso. Tudo é feito pelo próprio computador, sem burocracias. Adicionar os produtos também é fácil, pois o painel do marketplace é intuitivo. Se o lojista já contar com uma plataforma do e-commerce para integração, a praticidade é ainda mais alta.

Para ajudar você a criar anúncios de qualidade, preparamos algumas dicas. Siga a leitura!

1. Ofereça frete baixo

Um dos pontos de maior impacto para fazer um consumidor abandonar o carrinho de compras é o frete. Quando muito caro, a tendência é ele desanimar e procurar algum vendedor que consiga oferecer um valor mais atrativo.

Assim, possibilitando um frete baixo, a consequência é receber mais cliques e vender mais. Com o tempo, o algoritmo da Amazon percebe mais relevância na marca, o que é ótimo para alcançar as primeiras posições nos resultados de busca.

Para isso, realize um planejamento financeiro, a fim de que você não tenha prejuízos mais tarde. Uma dica é conseguir parcerias com fornecedores, pois nesse caso há possibilidade de adquirir mercadorias com desconto. Contratações com transportadoras também podem contribuir para disponibilizar um frete mais barato.

2. Conheça o público

Conhecer o público é fundamental para qualquer estratégia de venda. Tenha em mente que é necessário estabelecer uma relação próxima com os consumidores. Essa conexão só tem qualidade se você conhecer suas principais características. Problemas, objetivos, desejos, localização geográfica, escolaridade e idade são alguns dos aspectos necessários nessa prática.

Assim, ao anunciar na Amazon, estude o perfil de clientela que você consegue atingir. É conhecendo-a bem que conseguimos pensar em estratégias de captação, como promoções ou investimento em novos produtos.

3. Melhore o SEO

A otimização para motores de busca também é válida para marketplaces. Eles funcionam como o Google, já que também têm campo de busca, permitindo ao usuário digitar o termo para encontrar o item que ele deseja comprar.

Assim, gaste um tempo planejando as keywords que serão usadas para cada anúncio. Ferramentas como o Planejador de Palavras-Chave do Google e o Ubersuggest são boas opções, pois apresentam o volume de buscas para determinado termo e oferecem alternativas para também serem usadas. O Ubersuggest, ainda, possibilita a análise de como um concorrente utilizou estratégias para alcançar boas posições.

Ainda que seu foco seja específico para marketplaces, em vez de sites, ter ajuda das ferramentas contribui para o surgimento de insights e uma visão mais detalhada de como se dar bem com tráfego orgânico.

Também saiba os locais adequados para encaixar os termos, como o título do anúncio e a descrição da mercadoria.

4. Capriche na descrição do produto

Por falar em descrição de produtos, ela tem de ser completa, a ponto de suprir qualquer incerteza do usuário em relação à aquisição. Compras feitas online, apesar de toda a comodidade oferecida, têm um lado desfavorável: o cliente não pode experimentar a mercadoria nem tocá-la.

Dessa forma, é sua obrigação dar detalhes completos. Ele precisa sentir confiança para haver conversão. Além de preencher a ficha técnica com dados mais objetivos, como dimensões, cores e demais características, capriche em um texto atrativo, com informações mais subjetivas.

Diga, por exemplo, para que ocasiões o produto pode servir, qual a textura ao tocá-lo, para que tipo de pessoas ele é adequado (fortes, sedutoras, inteligentes etc.). A intenção é fazer o consumidor se imaginar usando o item e se identificar com a descrição, a ponto de aumentar o desejo de tê-lo.

5. Ganhe destaque com a buy box

Buy box é uma caixa de destaque que aparece como resultado principal de uma busca no marketplace. A vantagem de estar nela é pelo fato de conseguir mais cliques, pelo tráfego orgânico e, consequentemente, mais vendas.

Na Amazon, o algoritmo realiza uma vistoria entre todos os vendedores e apresenta, nesse box, aquele que parece ser o melhor de todos. Entre os critérios avaliados por ela estão:

  • preço da mercadoria. O usuário sempre pesquisa pelo produto mais em conta. Uma precificação atrativa tem mais chances de sucesso;
  • valor do frete. Como mencionamos no início, o valor do frete faz diferença na escolha;
  • quantidade de vendas. A lógica é que, quanto maior o número de transações bem sucedidas, mais confiável a marca é;
  • prazo de entrega. Atrasos sujam o nome do vendedor. O prazo precisa ser respeitado, para ele ser visto com mais confiança;
  • reputação do lojista. Os marketplaces permitem que os clientes avaliem o vendedor quanto ao processo de compras e à qualidade da mercadoria. Quando o lojista consegue agradar nesses quesitos, sua reputação aumenta.

6. Invista em anúncios patrocinados

Alcance quem realiza pesquisa em outros buscadores, como o Google, por meio de anúncios patrocinados. Fazendo isso, cada vez que o usuário procurar por determinada palavra-chave especificada por você, seu anúncio aparece no primeiro resultado, fazendo com que ele clique no link e chegue ao seu produto.

Também é possível investir nas propagandas pagas da própria Amazon, um formato de publicidade muito eficiente para ajudar na conversão. Como a visibilidade do vendedor se torna mais evidente, já que ele fica em posição superior inclusive ao buy box, ele recebe maior quantidade de visitas nos seus produtos.

7. Preste um bom atendimento

O atendimento prestado também faz parte da boa reputação, que citamos agora pouco. Tenha as 5 estrelas como meta. Para isso, você precisa responder a todas as perguntas dos usuários, com cortesia. Lembre-se de que as dúvidas precisam ser supridas, para que eles se decidam pela compra.

Além do mais, em caso de insatisfação nas aquisições, procure resolver o problema, de modo a mudar qualquer sentimento negativo do consumidor. Incentivar para que as pessoas deixem um feedback da experiência de compra é uma prática inteligente e fará seu conceito de bom vendedor aumentar mais rápido.

Enfim, marketplaces são ótimos ambientes, já que contam com um público bem formado, aumentando as chances de fazer vendas e de crescer a autoridade da marca. Estar por dentro das melhores estratégias de atração, como a de saber anunciar na Amazon, garantirá mais sucesso ainda na conversão.

Gostou do artigo? Então, que tal aproveitar a importância desse assunto e aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre como se destacar nos marketplaces? É só clicar no link para baixar nosso e-book!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

Como anunciar na Amazon? Confira 7 dicas essenciais!
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *