Abrir um e- commerce: o que você precisa saber antes de montar o seu

A necessidade de se reinventar durante a pandemia, fez com que muitas pessoas tivessem novas ideias ou deixassem sua criatividade fluir para […]

A necessidade de se reinventar durante a pandemia, fez com que muitas pessoas tivessem novas ideias ou deixassem sua criatividade fluir para enfrentar a difícil situação que tivemos com a chegada do isolamento social.

 

 

Como resultado, o número de empreendimentos aumentou de forma surpreendente no Brasil e a criação de uma loja virtual foi a escolha perfeita para mudar a história de muita gente, por exemplo.

No entanto, abrir um e-commerce não é uma tarefa tão simples, requer planejamento, investimento e principalmente dedicação de quem quer transformar esse sonho em realidade. Portanto, preparamos este guia especial com tudo que você precisa saber antes de abrir um e-commerce. Acompanhe essas dicas.

Para te inspirar a abrir um e-commerce

O número de novos empreendedores no Brasil foi surpreendente no ano de 2020. Um levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), afirma que tivemos um recorde de abertura de novos negócios durante a pandemia. Ou seja, cerca de 14 milhões de pessoas se tornaram empreendedores em meio à crise sanitária do Brasil.

Qual o primeiro passo para abrir meu negócio online?

Antes de tudo, você precisa ter uma ideia de qual produto ou serviço gostaria de vender e qual público gostaria de ajudar. Lembre-se após estruturar essa ideia e escolher o seu nicho de atuação, você somente vai pensar nessa persona. Portanto, sua missão daquele momento em diante é solucionar o problema dela com o seu produto ou serviço.

Organize suas melhores ideias em um papel e faça uma pesquisa de mercado

Neste momento, ideias e opções de atuação poderão surgir de muitas formas, mas, é preciso conter a empolgação do momento e pensar estrategicamente. Afinal, para ter lucro em um novo negócio, você precisa entender a carência do mercado nesse tipo de produto ou serviço que você pretende investir. Veja este exemplo:

Dentre as várias ideias que surgiram, você escolheu as três abaixo:

  • Abrir uma loja virtual de roupa feminina, pois você se identifica com o público, porém, você tem em mente que esse tipo de negócio é bem concorrido;
  • A segunda opção é um e-commerce focado no público masculino, vendendo roupas, calçados e acessórios para eles. A ideia é bacana, mas você não sabe por onde começar;
  •  A terceira opção é atingir o público infantil com uma e-commerce específico com roupas e sapatos para crianças de 0 a 5 anos, por exemplo. 

Não existe outro caminho recomendado, você não pode iniciar um negócio à base de achismo. Ou seja, é nesse momento, que entra a pesquisa de mercado para te ajudar a tomar a melhor decisão para abrir seu negócio.

O que uma boa pesquisa de mercado precisa ter?

1- Objetivo claro

Um objetivo de pesquisa claro é o que te ajudará a levar o projeto adiante. A pesquisa de mercado não pode necessariamente ser feita apenas na hora de abrir um novo negócio, mas sim, em toda a vida útil dessa nova jornada.

Mas lembre-se, nesse primeiro momento, você quer saber se seu negócio seria útil para alguém. Investigar os pontos positivos e negativos antes de colocar sua ideia em prática. Portanto o objetivo é saber se haveria interesse do público para seguir adiante com a ideia da loja online de roupa masculina, por exemplo.

2- Um público-alvo bem definido para o seu estudo 

Com um objetivo bem traçado, chegou a hora de escolher o público. Seguindo o exemplo acima, da loja de roupas masculinas, você poderia realizar sua pesquisa com homens de 20 a 45 anos, por exemplo, e separar essa amostra.

3- Um bom método para validar sua pesquisa

Escolher um método de pesquisa não é fácil, pois há diversos tipos e cada um com um propósito diferente. Porém, a opção mais comum utilizada é uma entrevista. Ou seja, elaborar algumas perguntas abertas e entender o que o público acharia do seu novo negócio já é um ótimo começo. 

Alguns exemplos de perguntas para seus potenciais clientes, seguindo o exemplo da loja com produtos masculinos, seria:

  • O que você acha de uma loja somente de produtos masculinos? Você compraria nessa loja?
  • Quais produtos você mais compra/ necessita no seu dia a dia? E com que frequência você compra?
  • Qual valor você pagaria em (x) produto, por exemplo? 

4- Análise de dados

Após definir seu objetivo de pesquisa, público-alvo e método para colher as informações do seu público, é hora de fazer um levantamento desses dados.

Analisar todas as respostas pode não ser uma tarefa fácil, dependendo da quantidade de pessoas que você entrevistou neste primeiro momento. Mas tenha calma, mesmo que leve algumas semanas, os Insights que você vai receber serão valiosos.

A pesquisa de mercado pode ser uma chance de descobrir o que as pessoas pensam sobre o tema do negócio que você pretende abrir. Portanto, uma oportunidade clara para verificar qual seria a aceitação do seu público sobre o seu novo negócio e você já pode até mesmo planejar com base em dados algumas coisas importantes como:

  • Precificação de seus produtos: quanto seu público alvo está disposto a pagar pelos produtos? Ele pertence a qual classe?
  • Estoque de produtos: o que esse público mais consumiria? Usando o mesmo exemplo da loja masculina, qual o estilo desse público? Social, casual, esportivo ou ambos? É de extrema Importância saber o que vender.
  • Quais métodos de pagamento eles preferem? Cartão, boleto, veja as principais opções que você obrigatoriamente precisa ter em sua loja, para não perder vendas para esse público e muito mais.

Sem contar que uma análise desse tipo, sem identificação muitas vezes, pode deixar a pessoa à vontade para confessar coisas que talvez ela nunca falaria, por exemplo. Portanto, a sinceridade do grupo entrevistado é muito importante para descobrir o que eles realmente pensam.

Caso sua ideia não agrade, não leve para o lado ruim, adapte sua ideia com as melhorias sugeridas ou se precisar mude por completo. Pois, não há um processo engessado. Afinal, é melhor mudar tudo no início, do que perder dinheiro e principalmente tempo mais para frente. E acima de tudo, não desanime!

5- Estude a concorrência

Com seus principais dados na mão, chegou a hora de entender a concorrência. Quais estratégias de marketing eles usam? Quais produtos eles vendem? Quais redes sociais eles estão presentes e muito mais. Lembre-se, você precisa saber os pontos fortes e fracos deles e se destacar sempre.

Escolha um bom nome para o seu negócio e registre a marca

A escolha de um nome é muito importante, para a abertura da sua loja e muito mais que isso é o registro de sua marca. Se o seu nome favorito estiver disponível, já registre para não correr o risco de alguém fazer isso antes de você.

Escolha uma boa plataforma de e-commerce

Após esse longo processo, você  finalmente escolheu o melhor nicho de atuação e já definiu uma persona, ou seja, um cliente ideal, para o seu negócio. Dessa forma seu próximo passo é definir uma plataforma de e-commerce que te ajude a colocar essa ideia em prática.

Opções no mercado são muitas, mas, você deve escolher aquela que se encaixa melhor em seu orçamento e claro ofereça o melhor custo benefício para você montar sua loja online mesmo sem conhecimentos técnicos. Ou seja, a melhor plataforma de e-commerce precisa te oferecer:

  • Integração com os maiores marketplaces do mercado como, por exemplo: Mercado Livre, Amazon, Magazine Luiza; 
  • Meios de pagamento seguros e diversos;
  • Opção de e-mail marketing, uma forma muito efetiva de comunicação direta e assertiva com seus clientes; 
  • Um suporte técnico de qualidade, onde você possa tirar todas as suas dúvidas sem maiores constrangimentos;

Formalize sua loja online

Para abrir uma loja online, você não precisa necessariamente ter um CNPJ, porém, formalizar isso logo no início do seu processo, já passa maior credibilidade ao seu consumidor.

Tenha certificado de segurança (SSL)

Preze pela segurança de seu site. As pessoas estão cada vez mais exigentes e  seu consumidor não irá confiar em deixar dados importantes em um site sem o Secure Socket Layer (SSL). Ou seja, esse certificado, que protege os dados fornecidos pelo usuário é de extrema importância, não comece sem ele, pois isso impacta diretamente em suas vendas.

Então, gostou das nossas dicas? Essas são algumas das coisas que você precisa saber antes de montar sua loja online. Agora é com você, tire suas ideias do papel e conte com nossa ajuda para iniciar seu negócio! Se inscreva na nossa newsletter para mais conteúdos como esse.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário