8 tendências do varejo para ficar de olho em 2018
A Black Friday está chegando! Prepare seu e-commerce!

7 dicas para elaborar ofertas atrativas na Black Friday

Publicado em: • Última Atualização:

Não é mistério para ninguém que datas comemorativas são essenciais para os lojistas aumentarem as vendas, certo? Pois essa lógica também vale para o mercado e-commerce! E é nesse contexto que a Black Friday tem ganhado destaque. Hoje, pensar direitinho nas ofertas para essa data é simplesmente fundamental para tornar a loja virtual mais competitiva.

Em 2017, a Black Friday acontecerá no dia 24 de novembro. Como definitivamente não está longe, os e-commerces já precisam se preparar, elaborando ofertas realmente atrativas e traçando estratégias para conseguir manter o fluxo de vendas elevado durante todo o evento.

Mas como gerenciar corretamente o e-commerce para dar conta do enorme fluxo de usuários dessa data e promover vantagens reais de compra? Não sabe nem por onde começar? Então confira agora mesmo as dicas que preparamos para ajudá-lo a elaborar boas ofertas na Black Friday!

1. Dê descontos reais para os consumidores

Em anos anteriores, enquanto a expectativa dos consumidores era de encontrar descontos entre 50% e 60%, as lojas ofereceram entre 20% e 30%. De acordo com o Reclame Aqui, isso diminuiu bastante o interesse pelas compras. Para atrair mais consumidores, portanto, é essencial que o lojista entenda: a Black Friday oferece excelentes oportunidades, desde que os descontos sejam interessantes.

Lembre-se de que os clientes podem averiguar, durante a própria Black Friday, quais lojas têm apresentado mais problemas, correndo logo para a concorrência. Para construir uma boa imagem, saiba: é crucial evitar ser uma referência negativa. Então nada de sequer pensar em enganar o consumidor, combinado?

O segredo está em fazer promoções e dar descontos reais. Ainda que não seja possível diminuir muito a margem em todas as ofertas na Black Friday, identificar alguns carros-chefe para dar descontos maiores pode ser uma boa pedida.

Só é importante que os descontos não entrem em conflito com a margem de lucro para que a data não vire sinônimo de prejuízo para o lojista. Para tanto, calcule o desconto máximo que é possível dar para cada mercadoria.

2. Invista na divulgação dos produtos

A divulgação da loja virtual é o que permite que o consumidor encontre seus produtos. Por isso, investir em uma boa estratégia de marketing para a data faz toda a diferença nas vendas. E o ideal aqui é atuar com soluções de marketing digital, uma vez que cada vez mais consumidores compram pela internet.

Identifique os canais pelos quais os clientes da loja mais consomem e comece por aí. Você pode fazer ofertas nas redes sociais mais acessadas por seu público, por exemplo. Que tal iniciar uma contagem regressiva para a data a fim de criar expectativa? Vá, aos poucos, revelando alguns descontos e produtos que estarão em promoção para despertar o interesse dos clientes!

Links patrocinados também podem ser interessantes devido à alta competitividade da data. Igualmente, a promoção de ofertas para sua base atual de consumidores pode se mostrar uma estratégia eficaz. Nesse caso, o e-mail marketing deve ser personalizado, levando em conta o histórico de consumo dos clientes para acertar em cheio nos seus interesses.

3. Planeje o estoque para o volume de vendas

Um problema recorrente durante a Black Friday é o rápido esgotamento do estoque dos produtos com maiores descontos. Assim, em muito pouco tempo, o aviso de produto indisponível acaba dominando o site. Nada bom para o público, que não consegue aproveitar a promoção, e para o lojista, que deixa de vender.

Para que as ofertas na Black Friday não naufraguem, é importante contar com um bom estoque. Calcule o volume de vendas em um dia normal e o quanto você pretende vender na data, preparando-se para o caso de sua melhor projeção vir a se concretizar.

É importante destacar aqui que, quanto maior for o investimento com a divulgação e quanto maiores forem os descontos, maiores são também as chances de venda. Maior deve ser, portanto, o estoque! Verifique ainda quais produtos serão os carros-chefe do e-commerce na data e aumente o estoque desses itens. É uma boa hora para automatizar o estoque, a fim de evitar vendas duplicadas.

4. Monte kits para aumentar o ticket médio

São diversas as estratégias que podem ser adotadas com o objetivo de aumentar o ticket médio das vendas durante a Black Friday. Uma delas é a montagem de kits de produtos. Se a loja vende bijuterias, por exemplo, pode combinar colar, pulseira e brincos. O objetivo é mostrar para o consumidor que a compra do kit é mais vantajosa!

5. Seja claro sobre as condições promocionais

Para que a loja virtual não tenha que lidar com problemas e reclamações, é essencial que seja clara sobre todas as ofertas. Se o preço com desconto só se aplica a compras não parceladas, por exemplo, isso deve ficar bem claro para o cliente já na página do produto. Caso contrário, sua taxa de abandono de carrinhos pode aumentar e o SAC ficar congestionado.

6. Identifique os produtos mais vendidos

Uma ótima estratégia para elaborar ofertas atrativas na Black Friday é pensar no histórico de vendas do e-commerce e trabalhar em cima dele. Afinal, os produtos com mais saída no dia a dia da loja virtual provavelmente são aqueles que os clientes mais gostariam de ver com descontos, não concorda? Detectar os itens mais vendidos para dar descontos mais significativos é uma forma de ser relevante para o cliente e se diferenciar da concorrência.

O importante é que as ações da data sejam voltadas para as expectativas dos consumidores. As ofertas devem focar, portanto, nos itens mais interessantes para eles! Por mais que colocar descontos maiores em produtos parados seja uma oportunidade de saída, apostar unicamente nessa estratégia costuma ser pouco eficaz.

7. Promova vantagens também para o frete

Na Black Friday, o objetivo do cliente é gastar menos para realizar seus sonhos de consumo, certo? Pois isso inclui o preço do frete nas vendas online! O lojista pode avaliar que vantagens consegue oferecer nesse quesito sem prejudicar a operacionalização e os lucros da loja. Confira algumas alternativas:

  • frete grátis: essa opção pode ser oferecida quando a margem do serviço de frete é muito menor que a dos produtos em si;
  • frete percentual: você pode oferecer 10% de desconto no frete, por exemplo, desde que o desconto não entre em conflito com o lucro final da operação;
  • frete nominal: nesse caso, o lojista oferece um desconto determinado no frete, podendo até trabalhar com frete progressivo — dando 10 reais de desconto a cada R$ 5050 reais em compras, por exemplo.

A escolha das mercadorias e condições das ofertas na Black Friday é essencial para vender mais e, consequentemente, ter mais lucro nas operações, mesmo com uma margem menor por produto. Pronto para essa missão?

Gostou dessas dicas e quer conferir mais estratégias de vendas para o e-commerce? Siga nossos perfis nas redes sociais para acompanhar as próximas postagens em primeiríssima mão!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

7 dicas para elaborar ofertas atrativas na Black Friday
Avalie esse artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *