5 dicas de design para uma loja virtual mais atrativa

Cuidar da aparência do seu e-commerce é uma tarefa que exige bem mais do que mero bom gosto. O objetivo principal do […]

Cuidar da aparência do seu e-commerce é uma tarefa que exige bem mais do que mero bom gosto. O objetivo principal do visual está em conduzir clientes por uma experiência eficiente e agradável de compras. Nesse sentido, lembrar de algumas dicas de design ajudam a deixar sua loja virtual mais atrativa. Confira neste artigo quais são. 

Por que cuidar do design da sua loja virtual?

Você já se perguntou como o público vê sua loja virtual? Se não, está na hora de começar a levar essa imagem em consideração porque ela influencia muito nas vendas. 

Elementos desarmônicos, cores conflitantes, excesso de informação ou a falta delas criam a impressão de amadorismo, o que pode gerar dúvidas sobre a compra. 

Até mesmo no presencial uma loja desorganizada espanta clientes. Agora, imagine no virtual, em que as interações são extremamente focadas no visual. 

Tenha em mente que a página inicial equivale à vitrine de uma loja física, as categorias são os departamentos e as páginas são semelhantes aos produtos em exibição. Sabendo disso, você entende como o design da loja pode afetar nas decisões dos clientes? 

Mercadorias mal distribuídas e falta de agilidade nas operações fazem com que  desistam. Já uma loja organizada aumenta suas chances de conversão, porque gera uma experiência melhor ao cliente, que poderá buscar produtos e informações de forma mais fácil. 

Como deixar sua loja virtual mais atrativa?

Além de aspectos visuais da marca, como cores, tipografias e layouts usados, o design do seu e-commerce também diz respeito à navegação e à exibição de informações.

Assim, o segredo por trás de uma loja virtual atrativa é o equilíbrio entre uma estética agradável e o uso de elementos que estimulem a compra. Em outras palavras, seu e-commerce precisa ser “bonito” e, ao mesmo tempo, funcional para os visitantes. 

1- Oriente-se pela identidade da marca 

A aparência da sua loja deve ser a continuação do visual criado para sua marca. Se os elementos do site como cores, estilo de imagens e fontes não correspondem a essa identidade, o visitante pode se sentir confuso ou até inseguro na compra. 

Outro ponto importante é que construir essa unidade ajuda a fixar a marca na memória dos consumidores. Assim, seus anúncios e produtos ganham um diferencial, dando mais destaque para o que você vende. 

Ainda em relação a identidade da marca, lembre-se que ela precisa estar alinhada ao seu público. Busque construir relações com o universo e o interesse dos seus clientes, isso desperta a identificação, impactando de forma positiva na relação com eles. 

2- Tenha um layout otimizado 

A página inicial do seu site é a sua grande oportunidade de causar uma boa impressão. Nela, seus visitantes irão conhecer a marca e a estrutura da sua oferta, quais são seus produtos e diferenciais.  

Organize as informações, as funcionalidades, os produtos e os links para que os visitantes possam ir aos lugares certos na sua loja virtual. E o mais importante, sem sobrecarregar a página de elementos para não prejudicar na velocidade nem confundir seu cliente. 

O ideal é sempre ter um layout conciso, focado no essencial, para tornar a navegação mais prática e funcionar bem também nos acessos mobile. 

Lembre-se, mesmo sofrendo algumas adaptações para rodar em diferentes dispositivos, as opções e funcionalidades do layout precisam ser correspondentes nas versões desktop e mobile da sua loja. 

O relatório da Webshoppers 43 informou que o isolamento social causado pela pandemia impulsionou o comércio eletrônico brasileiro ao longo de 2020. Com 45,9 bilhões de reais faturados no passado, registrados nas mais de 194 milhões de vendas online, os smartphones foram utilizados em 55,1% dos casos.

Se sua loja não funcionar bem em dispositivos móveis, consequentemente ela perderá muitas vendas. Existe também uma punição por parte dos mecanismos de buscas sobre os sites não adaptados para este modelo de navegação.

3- Estruture bem a navegação 

A navegação funciona como o caminho que os visitantes precisam percorrer para chegar até determinados produtos e lugares da sua loja virtual, como o caixa. 

Esse direcionamento pode ser feito por meio de botões e menus, o mais importante é ser bem sinalizado e funcionar da forma esperada, sem muita demora para carregar as páginas, nem links quebrados. 

Ao configurar as opções do seu menu, inclua as categorias de produtos assim como páginas institucionais importantes para os clientes, criando atalhos para os visitantes se orientarem no site. 

Lembre-se que alguns usuários não conferem tudo caso tenha que rolar a tela. Sabendo disso, indique mercadorias que vendem bastante ou categorias que trazem novidades como lançamentos e destaques.

Os banners da página inicial valorizam seus lançamentos e ofertas, mas podem acabar desorientado os visitantes se forem mal utilizados.

Avalie as prioridades e crie peças atrativas com textos e imagens adaptados à linguagem do público-alvo. Inclua, ainda, botões call to action como “Veja mais” ou “Compre agora” para direcionar seu público. 

Cuide para alterar os links de direcionamento caso sejam modificados em algum momento, evitando erros que podem prejudicar a experiência de compra dos seus clientes.

4- Cuide da exibição dos produtos 

No momento de apresentar suas mercadorias, busque trazer informações relevantes para quem está comprando, como especificações técnicas, instruções sobre o uso, formas de pagamento e envio.  

Além disso, priorize imagens limpas e que valorizem seus produtos, elas devem impressionar quem navega na sua loja virtual. Não utilize filtros que distorçam as cores dos produtos, isso pode influenciar negativamente na experiência do usuário. 

Imagine comprar algo que você está procurando há muito tempo e, no momento de abrir o pacote e aproveitar este item, você percebe que recebeu algo diferente do que foi apresentado nas imagens. Uma situação no mínimo desagradável, concorda?

Evite este cenário para não precisar arcar com despesas de devolução e reenvio de pedidos ou até mesmo lidar com avaliações negativas nas redes sociais, algo que pode ser prejudicial à sua marca a longo prazo e influenciar outras pessoas.

Para impedir que seus clientes acabem insatisfeitos com sua oferta, disponibilize fotos que cubram todos os ângulos do que está sendo vendido. Se há a possibilidade de mostrar seus produtos em uso, não deixe de lado. Isso traz ainda mais segurança para os compradores. 

Se você não tem tempo ou até mesmo conhecimento para cuidar das imagens da sua loja, considere a contratação de um profissional especializado. Não tenha medo de investir, afinal, essa é uma parte importante de um negócio online.

5- Crie campanhas temáticas 

Explore as ferramentas à sua disposição na sua plataforma de ecommerce e adapte o tema da sua loja virtual para campanhas específicas. 

Você pode incluir peças publicitárias, criar páginas próprias e renovar o visual geral da sua loja para entrar no clima de momentos festivos (Dias das Mães, Pais, Black Friday, Natal, etc.).

Isso movimenta suas vendas, além de ser uma boa oportunidade de atrair e fidelizar clientes, com ações de comunicação também nas redes sociais e por e-mail marketing. 

Junto com as mudanças visuais, uma estratégia para ajudar a impulsionar as vendas é trabalhar com condições especiais, como descontos progressivos e frete grátis. 

Editor de aparência para sua loja virtual 

Por fim, na hora de criar sua loja virtual, lembre-se de avaliar quais são as possibilidades de edição na aparência visual oferecidas em sua plataforma.

Existem inúmeras ofertas com modelos pré-configurados disponíveis no mercado, gratuitos e pagos. Por isso, teste a analise bem as possibilidades antes de escolher sua plataforma, para garantir que você consiga executar mudanças sempre que quiser ou precisar. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário