Saiba como definir o mix de produtos ideal para uma loja on-line
Experiência do usuário no e-commerce: melhore com 11 atitudes

10 pontos importantes ao contratar uma transportadora para e-commerce

Publicado em: • Última Atualização:

Desde a consolidação das cargas até a entrega nos respectivos destinos, todo processo de transporte exerce um papel fundamental nos resultados do negócio. E isso se deve principalmente ao fato de estar aí a ligação entre empresas e clientes! Contar com uma boa transportadora para e-commerce é, assim, essencial para garantir um atendimento eficiente.

Na prática, desconsiderar a importância dessa etapa pode significar insatisfação e até mesmo a perda de alguns clientes. Melhor não correr esse risco, não concorda? Pensando nisso, resolvemos apresentar hoje alguns pontos que devem ser analisados antes de você bater o martelo e contratar um transportador. Confira!

1. Considerar mais de uma opção

Não é nada incomum ouvirmos casos de fechamento de contratos com transportadoras indicadas ou que oferecem boas propostas, mas sem antes ser feita uma consulta a outras opções. Lembre-se: mesmo que os preços oferecidos sejam satisfatórios, essa limitação reduz o poder de barganha e a possibilidade de encontrar um serviço ainda melhor.

A partir de agora, portanto, sempre faça pelo menos 3 cotações diferentes. Isso ajuda a levantar o máximo de informações sobre a demanda, encontrando assim um parceiro de negócios que realmente atenda às necessidades da sua empresa. Isso sem falar na possibilidade de usar as ofertas a seu favor, conseguindo preços ainda mais atrativos!

2. Buscar referências das empresas

Antes mesmo de dar início ao processo de seleção, o ideal é procurar saber quem são essas empresas, quais são seus clientes atuais, como anda sua reputação no mercado e, se possível, até pegar referências sobre as experiências que os contratantes presentes têm tido e que os clientes passados tiveram com elas.

Vale lembrar que produtos diferentes podem apresentar diversas particularidades em relação ao transporte, seja envolvendo perecibilidade ou fragilidade, entre outros pontos. Esse é, portanto, um fator que deve sempre ser avaliado.

3. Ir além do preço

Não tem jeito: o preço costuma ter um peso significativo na hora de se contratar um parceiro de negócio. Vale lembrar, contudo, que o preço mais baixo nem sempre é a melhor escolha. Afinal, tal valor pode se traduzir em qualidade inferior na prestação dos serviços. O ideal, assim, é sempre focar na relação entre custo e benefício trazida por uma parceria.

Com isso em mente, avalie cuidadosamente a qualidade do atendimento e o suporte que a transportadora oferece, bem como a transparência nos negócios, a troca de informação e, principalmente, as garantias oferecidas em relação ao transporte e à segurança dos produtos enviados.

4. Conhecer a composição da frota

Também é muito importante conhecer a composição da frota das transportadoras que estão participando do processo de seleção. Nesse sentido, vale levantar questões como:

  • quantidade de veículos;
  • marcas e modelos;
  • anos de fabricação;
  • estado de conservação.

A ideia é identificar o cuidado que a transportadora tem com os caminhões e carros, bem como saber seu nível de investimento em renovação. Nesse caso, é importante dizer: quanto mais velha e mal conservada for a frota, maiores são os riscos de falhas — que podem gerar atrasos e avarias, por exemplo.

5. Verificar se há certificações

Tudo bem que a existência de uma certificação nem sempre é sinônimo de qualidade na prestação de serviços. Todavia, se uma empresa consegue alcançar esse objetivo, é sinônimo de que se preocupa em melhorar os processos e de que atende ao menos aos requisitos básicos impostos por essas normas. E esse aspecto pode sim ser considerado um diferencial positivo!

6. Considerar o investimento em tecnologia

A automatização dos processos por meio do investimento em tecnologia deixou de ser uma característica apenas das grandes organizações. Acredite: hoje em dia, é mais que possível encontrar soluções boas com preços acessíveis para atualizar também os pequenos negócios.

Verificar como uma transportadora usa a tecnologia a seu favor e qual é o grau de investimento em modernização: esse é um passo essencial para quem busca por resultados mais satisfatórios. Lembre-se de que a execução manual das atividades não só aumenta o risco de erros e a necessidade de retrabalho como deixa as tarefas mais morosas, tornando a rotina ineficiente.

Já parou para reparar que os clientes modernos estão sempre em busca de informações atualizadas sobre o status de seus pedidos? Assim, se seu parceiro de negócios investe em ferramentas tecnológicas para otimizar a gestão e fazer o compartilhamento adequado dos dados, existem grandes chances de as operações serem bem-sucedidas, atendendo às necessidades dos consumidores.

7. Analisar o mercado

Focar no preço e na qualidade é importante sim, mas não basta. Você também deve ter o cuidado de avaliar outros critérios na hora de contratar uma transportadora para e-commerce. Entre os principais, podemos citar:

  • prazos de entrega;
  • tratativas em casos de avarias e extravios;
  • possibilidade de oferecer a logística reversa para trocas e devoluções;
  • abrangência de atendimento — quantidade de destinos supridos pelas rotas;
  • restrições de envio — por tamanho, tipo de carga e valor, por exemplo.

Nesse sentido, talvez seja uma boa ideia contar com fornecedores de transporte diferentes para cada região, considerando quem tem a melhor proposta e, principalmente, o nível de serviço de entregas.

Também vale a pena verificar a possibilidade de atendimento por meio de volume mínimo. Entenda: se o parceiro impõe essa restrição, sua empresa precisa ter remessas que superem o valor, a quantidade ou o peso mínimo estabelecido. Esse detalhe pode inviabilizar o contrato principalmente para lojas virtuais que têm pouca demanda ou que lidam com produtos sazonais.

8. Avaliar a capacidade de transporte

A capacidade de transporte está ligada à demanda da empresa. Se seu negócio lida com produtos sazonais, que têm alta durante determinado período, por exemplo, é necessário contar com uma transportadora capaz de atender a esse volume maior de pedidos sem gerar atrasos.

A intenção é contar com um parceiro de negócio capaz de promover a chamada escalabilidade. Em outras palavras, trata-se de oferecer o mesmo atendimento, com agilidade e eficiência, em períodos de aumento nas vendas. Isso, claro, sem prejudicar a qualidade do serviço — mesmo que em caráter de urgência.

9. Averiguar a cobrança de taxas

Outro ponto muito importante diz respeito à cobrança de taxas adicionais por determinados serviços — lembrando que esses valores variam entre transportadoras. Entre as principais generalidades (como são chamadas), podemos citar:

  • taxa de carga e descarga;
  • taxa de dificuldade na entrega;
  • taxa de reentrega;
  • frete mínimo.

10. Acompanhar a saúde financeira

A análise da saúde financeira da transportadora pretendida pode revelar se a empresa realmente tem condições de cumprir todas as cláusulas do contrato com o mesmo nível de qualidade.

Imagine que a transportadora apresenta um alto nível de endividamento e o faturamento está em queda. Nesse caso, se não houver recuperação, o nível de serviço pode diminuir com o tempo, deixando de atender os clientes finais adequadamente. Por essas e outras, fazer essa avaliação definitivamente é uma questão a ser considerada.

Como você pôde ver, contratar uma transportadora para e-commerce é uma tarefa importantíssima. Afinal, mesmo que os processos sejam externos à sua organização, são os que mais impactam na satisfação dos clientes e na imagem que a empresa projeta no mercado. Pronto para essa missão?

Se você gostou do post e deseja acompanhar outros conteúdos como este, assine agora mesmo a nossa newsletter para receber novidades em primeira mão!

Ficou com alguma dúvida? Faça parte do nosso grupo no Facebook com especialistas em e-commerce e outros lojistas e envie sua pergunta.

Está pensando em criar uma loja virtual? Faça o teste e descubra se você está pronto!

10 pontos importantes ao contratar uma transportadora para e-commerce
5 (100%) 1 voto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *